Mioma intramural: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
julho 2022

O mioma intramural é um tipo de tumor benigno que se forma dentro da parede muscular do útero, chamada miométrio, sendo na maioria dos casos causado por alterações dos níveis hormonais, principalmente de estrogênio, que leva à multiplicação desordenada das as células do tecido muscular uterino.

O mioma uterino nem sempre causa sintomas, podendo ser descoberto em exames ginecológicos de rotina. No entanto, podem surgir sintomas, como dor abdominal, aumento do fluxo menstrual e alterações na fertilidade, especialmente quando o mioma aumenta de tamanho ou quando existem vários miomas.

Desta forma, na presença dos sintomas de mioma intramural, deve-se consultar o ginecologista para que seja feito o diagnóstico e, se necessário, iniciado o tratamento mais adequado, que pode ser feito com a realização de cirurgia ou uso de remédios para controlar o crescimento do mioma.

Sintomas de mioma intramural

Os principais sintomas de mioma intramural são:

  • Dor na região inferior do abdômen;
  • Aumento do volume abdominal;
  • Sangramento menstrual anormal;
  • Prisão de ventre;
  • Dificuldade para urinar;
  • Sangramentos fora do período menstrual, no entanto, não é tão comum nesse tipo de mioma.

Esses sintomas podem surgir, especialmente quando existem muitos miomas intramurais ou quando o mioma aumenta de tamanho, pois na maioria dos casos o mioma intramural não provoca sintomas, sendo identificado a partir de exames ginecológicos de imagem.

Assim, na presença dos sintomas indicativos de mioma intramural, é importante consultar o ginecologista para que sejam feitos exames e iniciar o tratamento mais adequado.

Mioma intramural dificulta a gravidez?

O mioma intramural geralmente não causa dificuldade para engravidar ou infertilidade. No entanto, no caso do mioma ser muito grande, pode provocar alterações no formato do útero, além de alterações na circulação e aumento do surgimento de inflamações, o que pode dificultar a implantação do embrião e a gravidez.

A mulher que tem mioma e engravida pode ter uma gestação normal, entretanto, em casos de tumores muito grandes ou que causam muitos sintomas, pode haver uma maior dificuldade para o desenvolvimento do feto. Por isso, é importante que a mulher que possui miomas e que planeja engravidar faça um acompanhamento com o ginecologista, de forma que seja iniciado o tratamento, se necessário.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do mioma intramural é feito pelo ginecologista através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde, exame ginecológico e exames de sangue, como o beta-HCG para descartar uma gravidez, hemograma completo, e níveis hormonais de TSH e prolactina, para descartar outras doenças que podem ter sintomas semelhantes, como pólipos uterinos, adenomiose ou leiomiossarcoma, por exemplo.

Além disso, o médico deve solicitar exames de imagem, como ultrassom transvaginal ou pélvico, ressonância magnética ou a histeroscopia diagnóstica, que permitem avaliar o tamanho, a quantidade e o formato do mioma, e confirmar o diagnóstico. Confira outros exames e sintomas que ajudam a confirmar o diagnóstico de mioma.

Possíveis causas

A causa exata do mioma intramural ainda não é totalmente conhecida, no entanto, alguns fatores podem contribuir para o seu desenvolvimento, como:

  • Alterações hormonais, especialmente altos níveis de estrogênio;
  • Primeira menstruação precoce, antes dos 12 anos;
  • Menopausa tardia;
  • Nunca ter engravidado;
  • Obesidade;
  • Histórico familiar de mioma uterino.

Além disso, alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolver esse tipo de mioma, como a, alimentação rica em carne vermelha e pobre em vegetais e consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Apesar do mioma intramural ser o tipo mais comum de mioma, outros locais que os tumores podem se desenvolver incluem o revestimento interno do útero, sendo chamado de mioma submucoso, ou na sua parte mais externa, chamado de mioma subseroso. Veja mais detalhes sobre os tipos de mioma e causas.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o mioma intramural nem sempre é necessário, podendo ser recomendado apenas o acompanhamento com o ginecologista, com exames ginecológicos e de imagem, para avaliar o crescimento do mioma e os sintomas.

No entanto, na presença dos sintomas intensos do mioma intramural, o ginecologista pode indicar alguns tratamentos, que incluem:

  • Remédios anti-inflamatórios, como ibuprofeno ou naproxeno, para aliviar a dor abdominal e reduzir o excesso de sangramento;
  • Anticoncepcionais orais combinados ou contendo apenas progesterona, para ajudar a aliviar a intensidade da menstruação e a reduzir o tamanho do mioma;
  • Agonistas do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH), que ajudam a inibir a produção de estrogênio e progesterona, fazendo com que a mulher não menstrue e reduzem o tamanho dos miomas;
  • DIU hormonal, como o Mirena, que ajuda a reduzir o tamanho do mioma intramural;
  • Miomectomia, que é uma cirurgia para retirar o mioma, sem ser necessário remover o útero. Veja como é feita a miomectomia;
  • Histerectomia, é um outro tipo de cirurgia, feita para remover todo o útero, prevenindo complicações do mioma.

Outra possibilidade é a realização de procedimentos cirúrgicos, que incluem embolização ou oclusão da artéria uterina, que permite interromper o abastecimento de sangue para o útero, diminuindo assim o fluxo para os miomas, aliviando os sintomas de sangramento intenso, sendo normalmente indicado para mulheres que desejam preservar a fertilidade.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em julho de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • DOLMANS, M. M.; et al. Intramural myomas more than 3-4 centimeters should be surgically removed before in vitro fertilization. Fertil Steril. 116. 4; 945-958, 2021
  • THOMPSON, M. J.; CARR, B. R. Intramural myomas: to treat or not to treat. Int J Womens Health. 8. 145-9, 2016
Mostrar bibliografia completa
  • DONNEZ, J. Intramural myomas-related infertility: should the myomas be removed? Not easy to reach a consensus. Fertil Steril. 116. 4; 943-944, 2021
  • DONNEZ, J.; DOLMANS, M. M. Hormone therapy for intramural myoma-related infertility from ulipristal acetate to GnRH antagonist: a review. Reprod Biomed Online. 41. 3; 431-442, 2020
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE GINECOLOGIA. Consenso Nacional sobre Miomas Uterinos. 2017. Disponível em: <http://www.spginecologia.pt/uploads/Consenso-sobre-miomas-2017-165x220-V12.pdf>. Acesso em 10 ago 2020
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas Leiomioma de Útero. 2017. Disponível em: <http://conitec.gov.br/images/Relatorios/2017/Relatorio_PCDT_leiomioma_de_utero__CP_35_2017_1.pdf>. Acesso em 10 ago 2020
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.