Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é cisto e como identificar

Os cistos são uma espécie de bolsas preenchidos com um conteúdo semi-sólido, gasoso ou líquido, sendo na maior parte dos casos benignos e assintomáticos, podendo se desenvolver em qualquer local do corpo.

São várias as causas que originam os cistos como infecções, obstrução das glândulas sebáceas, ou mesmo por uma questão de genética. Normalmente não precisam de tratamento, a não ser em situações pontuais, em que podem ser retirados mediante aspiração ou cirurgia.

O que é cisto e como identificar

Existem vários tipos de cistos, sendo os mais frequentes:

1. Cisto no ovário

O cisto no ovário é uma bolsa cheia de líquido, que se pode formar dentro ou ao redor do ovário, podendo provocar sintomas como dor na região pélvica, alterações no ciclo menstrual ou mesmo dificuldade para engravidar. Existem vários tipos de cisto no ovário, veja quais, como identificar e tratar.

2. Cisto de Naboth

O cisto de Naboth pode formar-se no colo do útero, devido ao acúmulo de muco liberado pelas glândulas de Naboth, quando são cobertas por células que impedem a passagem do muco. Estes cistos são comuns em mulheres em idade fértil e não são motivo para preocupação, já que não causam infertilidade nem prejudicam a gravidez. Saiba mais sobre este tipo de cisto.

3. Cisto de Baker

O cisto de Baker é um caroço que aparece atrás do joelho, devido ao acúmulo de líquidos da articulação, podendo causar dor e rigidez nesse local, que pode piorar com o movimento do joelho. Geralmente este cisto surge devido a problemas no joelho como artrite, lesão ou desgaste da cartilagem. Saiba como identificar este cisto e qual o tratamento.

O que é cisto e como identificar

4. Cisto sebáceo

O cisto sebáceo é uma espécie de caroço que se forma sob a pele, preenchido por sebum, macio ao toque, que pode se mover quando é tocado e geralmente não provoca dor, a não ser que inflame. Nesse caso, pode ser necessário tratamento médico, como cirurgia por exemplo. Veja em que consiste a cirurgia

5. Cisto no rim

O cisto no rim é geralmente composto por ar ou líquido, podendo ser assintomático ou gerar sintomas como dor nas costas, urina com sangue, hipertensão arterial ou mesmo infecção urinária. Nestes casos é aconselhado um diagnóstico para que seja realizado o tratamento adequado. Veja mais sobre cisto no rim.

6. Cisto pilonidal

O cisto pilonidal é formado por uma bolsa que contém glândulas sebáceas e sudoríparas e pedaços de pele e pêlos, que se desenvolve geralmente no final da coluna vertebral, logo acima dos glúteos, gerando sintomas como dor, inchaço calor e fissuras na pele. No entanto pode aparecer em outras regiões do corpo como couro cabeludo ou axilas por exemplo. Saiba como tratar este cisto.

O que é cisto e como identificar

7. Cisto de Bartholin

O cisto de Bartholin ocorre devido a uma obstrução da glândula de Bartholin, que está localizada na parte anterior da vagina e que é responsável por lubrificá-la durante o contacto íntimo. Este cisto geralmente é indolor, não provoca sintomas e pode curar sem que seja necessário tratamento, a não ser que o cisto fique infectado. Saiba o que pode causar o aparecimento do cisto de Bartholin.

8. Cisto sinovial

O cisto sinovial é formado por líquido sinovial, surgindo geralmente perto das articulações, podendo ser causado por traumatismo, lesões por esforço repetido ou defeito na articulação, gerando sintomas como dor, perda de força e sensibilidade no local. Veja mais sobre o cisto sinovial e quando é necessário tratamento.

9. Cisto aracnóide

O cisto aracnóide é formado por líquido cefalorraquidiano, podendo ser congênito e já nascer com o bebê, ou adquirido podendo ocorrer em qualquer idade devido a uma lesão ou a uma infecção. Normalmente estes cistos são assintomáticos, no entanto, se crescerem podem causar danos no cérebro, e por isso precisam de tratamento. Veja mais sobre os sintomas e o tratamento.

10. Cisto no fígado

O cisto no fígado é geralmente composto por líquido e na maior parte das vezes, não produz sintomas ou qualquer alteração no corpo. Além disso, não costuma ser grave nem é sinal de câncer, mas deve-se ir vigiando e caso aumente de tamanho pode ser necessário tratamento. Saiba mais sobre cisto no fígado.

O que é cisto e como identificar

11. Cisto na mama

Os cistos na mama geralmente contêm líquido no seu interior e podem surgir em mulheres com idade entre os 15 e 50 anos, sendo normalmente assintomáticos e benignos. No entanto, em casos mais raros pode ocorrer inchaço e dor na mama acompanhado de uma sensação de peso, devendo por isso ser retirado pelo médico através de uma punção com agulha.

Possíveis causas

O cisto pode ser provocado por vários fatores, sendo as causas mais comuns:

  • Infecções e infestações;
  • Defeitos no desenvolvimento do bebê;
  • Fatores genéticos;
  • Tumores;
  • Defeitos nas células;
  • Doenças inflamatórias;
  • Lesões;
  • Bloqueio de glândulas.

Geralmente não é possível prevenir o aparecimento de um cisto, a não ser em casos pontuais como o cisto pilonidal por exemplo, que pode ser evitado se se mantiver a pele da região limpa e seca e se não se permanecer muito tempo sentado, ou o cisto no ovário, em que pode ser evitado o aparecimento de novos cistos com o uso de anticoncepcional.

O que é cisto e como identificar

Os cistos podem virar câncer?

Geralmente os cistos são tumores benignos e podem desaparecer mesmo sem tratamento. No entanto, em alguns casos, se crescer muito e se tiver um conteúdo sólido, pode haver o risco de desenvolver câncer.

Assim, se a pessoa tiver um cisto, é importante vigiar através de exames como ultrassom, raios-X ou tomografia computadorizada de forma a avaliar a sua evolução e prevenir complicações.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...