10 principais causas de labirintite

A labirintite pode ser causada por qualquer situação que promova a inflamação do ouvido, como infecções causadas por vírus ou bactérias, sendo comum o seu início estar ligado a gripes e resfriados.

Além disso, a labirintite também pode acontecer devido ao uso de alguns medicamentos ou como consequência de situações emocionais, como excesso de estresse e de ansiedade, por exemplo. Assim, as principais causas para o aparecimento desta condição são:

  1. Infecções virais, como gripes, resfriados, papeira, sarampo e febre glandular;
  2. Infecções bacterianas, como meningite;
  3. Alergias;
  4. Uso de medicamentos que podem afetar o ouvido, como aspirina e antibióticos;
  5. Doenças como pressão alta, colesterol alto, diabetes e problemas na tireoide;
  6. Traumatismo craniano;
  7. Tumor cerebral;
  8. Doenças neurológicas;
  9. Disfunção da articulação temporomandibular (ATM);
  10. Consumo excessivo de bebidas alcoólicas, café ou cigarro.

A labirintite é inflamação de uma estrutura interna do ouvido, o labirinto, que é responsável pela audição e pelo equilíbrio do corpo, causando sintomas como tonturas, vertigens, enjoo e mal estar, principalmente em idosos. Veja como identificar a labirintite.

10 principais causas de labirintite

Quando a labirintite acontece como consequência de estresse e ansiedade, passa a ser denominada labirintite emocional, que é caracterizada pela alteração do equilíbrio, tontura e dor de cabeça que piora quando se faz movimentos muito bruscos com a cabeça. Saiba mais sobre a labirintite emocional.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da labirintite é feito pelo clínico geral ou otorrinolaringologista por meio de exame clínico, em que é avaliada a presença de sinais indicativos de inflamações no ouvido. Além disso, o médico pode indicar a realização da audiometria para verificar se há perda de audição e pesquisar outras doenças do ouvido interno, como a Síndrome de Ménière.

É possível também que o médico realize alguns testes para verificar como a pessoa se sente ao serem realizados alguns movimentos com a cabeça, ou seja, se a pessoa sente tontura e vertigens, sendo dessa forma possível identificar a labirintite. Além disso, o otorrino também pode pedir exames como ressonância magnética, tomografia e exames de sangue, para identificar a causa da labirintite.

Após o diagnóstico, o médico indica o melhor tratamento de acordo com a causa, além de recomendar evitar que a pessoa faça movimentos muito bruscos e evite locais com muito barulho e luminosidade. Veja como evitar as crises de labirintite.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • HINRICHSEN, Sylvia Lemos. Causas de: diagnóstico diferencial. 1.ed. Rio de Janeiro: Medbook, 2014. 271-272.
  • FUNDAÇÃO OTORINOLARINGOLOGIA. Doutor, Labirintite Tem Cura?. Disponível em: <https://forl.org.br/InformacaoDoenca/Visualizar/24>. Acesso em 08 Jan 2020
  • NHS. Labyrinthitis. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/labyrinthitis/>. Acesso em 07 Jan 2020
  • AMERICAN HEARING RESEARCH FOUNDATION. Common balance disorders & more. Disponível em: <https://www.american-hearing.org/disease/common-balance-disorders/>. Acesso em 07 Jan 2020
  • NHS. Labyrinthitis: Patient information factsheet. 2013. Disponível em: <https://www.uhs.nhs.uk/Media/Controlleddocuments/Patientinformation/Earnoseandthroat/Labyrinthitis-patient-information.pdf>. Acesso em 07 Jan 2020
Mais sobre este assunto: