Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é e o que pode causar nanismo

O nanismo é consequência de um problema hormonal, ou médico, que faz com que o corpo não cresça e se desenvolva como deveria, fazendo com que a pessoa tenha uma altura máxima de 1,47 m e sendo denominada de anão, embora "pessoa de baixa estatura" seja a expressão mais aceite.

Existem dois tipos principais de nanismo, que incluem:

  • Nanismo proporcional ou pituitário: todas as partes do corpo são menores que o normal e parecem proporcionais para a altura;
  • Nanismo desproporcional ou acondroplásico: algumas partes do corpo possuem tamanho igual ou superior ao que seria esperado, criando uma sensação de desproporcionalidade para a altura.

Normalmente, o nanismo não tem cura, mas o tratamento pode aliviar algumas das complicações ou corrigir deformidades que podem surgir com o desenvolvimento da criança.

Principais sintomas e causas

Além da diminuição da altura corporal, os diferentes tipos de nanismo podem causar outros sintomas como:

1. Nanismo proporcional

Normalmente os sintomas deste tipo aparecem nos primeiros anos de vida, uma vez que sua principal causa é uma alteração na produção do hormônio do crescimento, que está presente desde o nascimento. Os sintomas incluem:

  • Crescimento inferior à terceira curva de percentil pediátrico;
  • Desenvolvimento geral da criança inferior ao normal;
  • Atraso no desenvolvimento sexual durante a adolescência.

Na maioria dos casos, o diagnóstico é feito pelo pediatra logo após o nascimento ou durante as consultas da infância.

2. Nanismo desproporcional

A maior parte dos casos deste tipo de nanismo é provocada por uma alteração na formação de cartilagem, chamada de acondroplasia. Nestes casos, os principais sintomas e sinais são:

  • Tronco de tamanho normal;
  • Pernas e braços curtos, especialmente na região do antebraço e coxas;
  • Dedos pequenos com espaço maior entre o dedo médio e anelar;
  • Dificuldade para dobrar o cotovelo;
  • Cabeça muito grande para o resto do corpo.

Além disso, quando é causado por outras alterações, como mutações nos cromossomas ou má-nutrição, o nanismo desproporcional também pode provocar pescoço curto, peito arredondado, deformidades dos lábios, problemas de visão ou deformidades dos pés.

O que é nanismo primordial

O nanismo primordial é um tipo de nanismo extremamente raro, que muitas vezes pode ser identificado antes do nascimento, uma vez que o crescimento do feto é muito lento, sendo menor que o esperado para a idade gestacional.

Normalmente, a criança nasce com muito baixo peso e continua crescendo de forma muito lenta, embora seu desenvolvimento seja normal e, por isso, o diagnóstico normalmente é feito nos primeiros meses de vida.

Opções de tratamento

Todos os casos devem ser avaliado pelo médico, de forma a identificar possíveis complicações ou deformidades que precisem ser corrigidas. No entanto, alguns dos tratamentos mais utilizados incluem:

  • Cirurgia: ajuda a corrigir alterações na direção de crescimento de alguns ossos ou para estabilizar a forma da coluna, por exemplo;
  • Terapia hormonal: é usada nos casos de nanismo por deficiência do hormônio de crescimento e é feita com injeções diárias do hormônio, que podem ajudar a diminuir a diferença de altura;
  • Aumento dos braços ou pernas: é um tratamento pouco usado no qual o médico faz uma cirurgia para tentar alongar os membros caso esteja desproporcionais com o resto do corpo.

Além disso, quem sofre com nanismo deve fazer consultas regulares, especialmente durante a infância, para avaliar o surgimento de complicações que possam ser tratadas, de forma a manter uma boa qualidade de vida.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...