Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Mal súbito: o que é, principais causas e como evitar

Agosto 2020

O mal súbito, como é conhecida popularmente a morte súbita, é uma situação inesperada, está relacionada com a perda de função do músculo cardíaco e pode acontecer tanto em pessoas saudáveis quanto doentes. A morte súbita pode acontecer em até 1 hora após o início dos sintomas, como tontura e mal estar, por exemplo. Essa situação é caracterizada pela súbita parada do coração, acompanhada de colapso da circulação sanguínea, devido a alterações importantes no coração, cérebro ou veias.

Geralmente a morte súbita acontece devido a problemas cardíacos não identificados anteriormente, e a maior parte dos casos é devido a arritmia ventricular maligna que pode estar presente em determinadas doenças ou síndromes raras.  

Mal súbito: o que é, principais causas e como evitar

Principais causas

A morte súbita pode acontecer como consequência do aumento do músculo cardíaco, resultando em arritmia, ou devido à morte das células do músculo cardíaco que acabam por ser substituídas por células de gordura, mesmo que a alimentação da pessoa seja saudável e equilibrada. Apesar de estar relacionada principalmente com alterações do coração, a morte súbita também pode estar relacionada com o cérebro, pulmão ou veias, como pode acontecer em caso de:

  • Arritmia maligna;
  • Infarto fulminante;
  • Fibrilação ventricular;
  • Embolia pulmonar;
  • Aneurisma cerebral;
  • AVC embólico ou hemorrágico;
  • Epilepsia;
  • Consumo de drogas ilícitas;
  • Durante atividade física intensa. 

A morte súbita em atletas é frequentemente causada por alterações cardíacas pré-existentes mas ainda não diagnosticadas até o momento da competição. Esta é uma condição rara, que mesmo nas equipes de alta competição e com a realização de exames rotineiros não são identificados.  

O risco de morte súbita é maior em pessoas que possuem hipertensão arterial sistêmica, aterosclerose, diabetes e que são tabagistas, além de que há maior risco em pessoas que possuem histórico na família de morte súbita. Como a causa da morte nem sempre pode ser estabelecida, os corpos devem ser sempre submetidos à autópsia a fim de identificar o que pode ter desencadeado esse tipo de morte.

Morte súbita pode ser evitada?

A melhor forma de evitar a morte súbita é identificar as alterações que podem causar este evento de forma precoce. Para isso devem ser realizados exames regularmente, sempre que a pessoa apresentar algum sintoma de problema no coração, como dor no peito, tontura e cansaço excessivo, por exemplo. Confira 12 sintomas que podem indicar problemas no coração.

Jovens atletas devem ser submetidos a teste de esforço, eletrocardiograma e ecocardiograma, antes de iniciar a competição, mas isso não é garantia de que o atleta não tenha uma síndrome de difícil diagnóstico, e que a morte súbita não possa acontecer a qualquer momento, mas felizmente esse é um evento raro.

Síndrome da morte súbita no bebê 

A morte súbita pode afetar bebês com até 1 ano de idade e acontece de forma brusca e inesperada, geralmente durante o sono. Suas causas nem sempre são estabelecidas mesmo ao realizar autópsia do corpo, mas alguns fatores que podem levar a esta perda inesperada são o fato do bebê dormir de barriga para baixo, na mesma cama dos pais, quando os pais fumam ou são muito jovens. Saiba tudo o que pode fazer para evitar a morte súbita do bebê

Bibliografia >

  • BRAGGION-SANTOS, Maria Fernanda et al. Morte Súbita Cardíaca no Brasil: Análise dos Casos de Ribeirão Preto (2006-2010). Arq Bras Cardiol. 2014
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ARRITMIAS CARDÍACAS – SOBRAC. Dados sobre morte súbita. Disponível em: <http://www.sobrac.org/campanha/arritmias-cardiacas-mortes-subita/>. Acesso em 24 Jan 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem