Mal súbito: o que é, sintomas, causas (e como evitar)

O mal súbito é uma condição que, se não tratada rapidamente, pode resultar em morte em cerca de 24 horas após o início dos sintomas, que podem ser falta de ar, vertigem, convulsão, desmaio ou desorientação súbita. Essa situação é mais comum de acontecer em pessoas que possuem alterações cardíacas ou neurológicas como arritmia, infarto ou AVC, por exemplo.

Esse tipo de condição necessita de atendimento médico imediato, pois ocorre uma deterioração súbita e imprevisível do estado de saúde, que pode causar morte súbita em até 1 hora após o início dos sintomas. 

O mal súbito necessita de atendimento rápido por uma equipe do SAMU ou da emergência, para evitar que a condição que o causou se agrave e coloque a vida em risco.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

Os principais sintomas de mal súbito são:

  • Tontura, vertigem, sonolência ou confusão mental;
  • Mal estar geral, pele pálida, úmida e fria;
  • Palpitações, respiração rápida ou sensação de falta de ar;
  • Fraqueza ou dormência no rosto, nos dedos das mãos ou dos pés;
  • Visão embaçada ou perda da visão;
  • Dificuldade para falar;
  • Dor de cabeça repentina e dor abdominal;
  • Rigidez no corpo;
  • Aumento repentino da temperatura corporal.

Os sintomas de mal súbito têm início de forma repentina e inesperada e, em alguns casos, pode haver desmaio, perda da consciência, convulsões e perda do controle da urina e das fezes.

Além disso, nesses casos, cerca de 24 horas após o início dos sintomas, a pessoa pode evoluir com óbito.

O que fazer

O mal súbito necessita de atendimento médico imediato e deve ser tratado no hospital por médicos especializados em pronto-atendimento. Por isso, ao presenciar uma pessoa com mal súbito, deve-se manter a calma e ligar para o 192 para o serviço de atendimento emergencial, SAMU, ou levar a pessoa imediatamente para o hospital.

Até que a ambulância chegue, algumas medidas podem ser feitas como:

  • Colocar a pessoa deitada com as pernas elevadas para facilitar a circulação de sangue para o corpo e cérebro;
  • Afrouxar as roupas da pessoa, como calça, gravata ou colarinho;
  • Não dar nenhum tipo de bebida ou comida se a pessoa estiver inconsciente;
  • Não segurar ou tentar conter a pessoa, e deitar a pessoa de lado, caso esteja em crise convulsiva;
  • Remover os objetos próximos que possam causar ferimentos;
  • Verificar se a pessoa respira ou se tem pulso.

Caso a vítima não esteja respirando, deve-se primeiro chamá-la para ver se ela responde e verificar se o coração está batendo, colocando a mão no pescoço da pessoa. Se existir suspeita de parada cardíaca, deve-se logo chamar ajuda (192) e iniciar, o quanto antes, a massagem cardíaca com o objetivo de fazer o coração voltar a bater. Saiba como fazer a massagem cardíaca corretamente.  

Possíveis causas

Na maior parte das vezes o mal súbito está relacionado com arritmias cardíacas, que são condições em que ocorre uma alteração no ritmo das batidas do coração, que pode fazer com que ele bata mais rápido, mais lento ou simplesmente fora de ritmo, comprometendo o bombeamento de sangue e reduzindo a quantidade de oxigênio para o corpo e cérebro.

O mal súbito pode acontecer em qualquer pessoa, em qualquer idade, no entanto, o risco é maior em pessoas que possuem insuficiência cardíaca, aterosclerose, pressão alta, diabetes, histórico de infarto na família ou que já tiveram infarto, ou que são tabagistas.

Além disso, atletas podem sofrer o mal súbito durante a prática de esportes que pode ocorrer devido ao esforço físico intenso ou até mesmo pelo uso de suplementos para aumentar a massa muscular ou substâncias termogênicas, para acelerar o metabolismo do corpo.

Marque uma consulta com o o cardiologista mais próximo para avaliar o risco de alterações cardíacas e a possibilidade de mal súbito:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Cardiologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Como evitar o mal súbito

A melhor forma de evitar o mal súbito é identificar alterações que possam causar este evento. Para isso, deve-se fazer consultas regulares com o médico para avaliar o estado de saúde, principalmente em pessoas com histórico familiar de doenças no coração, ou que tenham diabetes, pressão alta, aterosclerose ou que sofrem de obesidade. 

Além disso, devem ser realizados exames regulares sempre que a pessoa apresentar algum sintoma de problema no coração, como dor no peito, tontura ou cansaço excessivo, por exemplo. Saiba identificar os sintomas que podem indicar problemas no coração.

Jovens atletas devem ser submetidos a testes de esforço, eletrocardiograma e ecocardiograma antes de iniciar a competição.

Outra recomendação é ter um estilo de vida saudável, fazendo uma dieta balanceada, incluindo alimentos saudáveis como frutas, legumes e verduras frescos; evitar alimentos ricos em gordura ou açúcares; parar de fumar; manter o corpo hidratado bebendo pelo menos 8 copos de água por dia; e praticar regularmente atividades físicas liberadas pelo médico.

Vídeos relacionados