Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor na coxa: o que pode ser e o que fazer

A dor na coxa, também conhecida cientificamente como mialgia da coxa, é uma dor muscular que pode afetar a região da frente, de trás ou dos lados da coxa que pode ser causada pelo excesso de atividade física ou pancada direta no local. O treino excessivo sem o devido descanso necessário é uma das principais causas da mialgia, mas esta alteração também pode-se desenvolver por cansaço físico, contratura da coxa.

Normalmente esta dor na coxa desaparece sem tratamento, somente com o repouso, mas quando a região fica com hematoma, havendo uma região arroxeada ou quando fica muito dura pode ser preciso fazer fisioterapia para solucionar o problema e conseguir realizar o alongamento da coxa, os exercícios e as atividades da vida diária.

Dor na coxa: o que pode ser e o que fazer

O que pode ser a dor na coxa

O principal sintoma da mialgia é a dor muscular na coxa, que pode ser graduada de 0 a 10, sendo o zero ausência de dor e 10 a dor insuportável. Saber identificar o nível de dor é importante para avaliar a necessidade e a progressão do tratamento.

Além da dor localizada na coxa, é comum haver dificuldade para caminhar e para realizar exercícios físicos e a região pode estar inchada e arroxeada, em caso de pancada. 

O diagnóstico de mialgia na coxa pode ser feito através da observação dos sintomas acima citados, mas para confirmar que não se trata de uma outra lesão como uma fratura, distensão ou estiramento muscular o médico poderá solicitar exames, como raio-x e ultrassom da coxa, embora a fisioterapia possa começar mesmo antes dos resultados dos exames.

Dor na coxa: o que fazer

O tratamento para dor na coxa depende do que originou a dor. Em caso de pancada direta é recomendado colocar uma compressa de gelo na região durante 15 minutos, 3 a 4 vezes por dia, nas primeiras 48 horas após o incidente. Além disso, é recomendado: 

  • Afastamento dos treinos e repouso com a perna na posição horizontal ou inclinada para cima, como quando está deitado no sofá com uma almofada por baixo do calcanhar;
  • O alongamento deve ser passivo e por isso deve ser sustentado por outra pessoa;
  • Após as primeiras 48 horas, deve-se trocar o uso do gelo por uma compressa aquecida, também por 20 minutos, 3 a 4 vezes por dia. 
  • Na fisioterapia podem ser utilizados equipamentos como tens, ultrassom e corrente galvânica, conforme a indicação do fisioterapeuta.

Os exercícios de alongamento e de fortalecimento muscular também devem ser prescritos pessoalmente, porque cada pessoa precisa de um treino específico. No entanto, fortalecer os músculos quando houver alívio da dor com agachamentos, em plataforma instável, subir e descer degraus e usar a bicicleta ergométrica podem ser indicados.

As pomadas anti-inflamatórias como o diclofenaco podem ser aplicadas 2 vezes ao dia para alivio da dor, com uma suave massagem local até que o produto seja totalmente absorvido pela pele. Tomar um banho morno e deixar o jato de água cair sobre a região dolorida também ajuda a aliviar a dor muscular, assim como a massagem suave.

Se você tem dúvida sobre quando utilizar o gelo ou o calor em diversas situações, assista o vídeo a seguir:

CALOR ou FRIO para Aliviar a Dor | Como Usar Corretamente

241 mil visualizações

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem