Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Mentrasto: para que serve, como usar e contraindicações

janeiro 2023
  1. Para que serve
  2. Como usar
  3. Efeitos colaterais
  4. Contra-indicações

O mentrasto é uma planta medicinal da espécie Ageratum conyzoides L., indicada para auxiliar no tratamento de dores articulares, principalmente relacionadas com a artrose, além de cólicas menstruais, feridas ou infecção urinária, devido a presença de substâncias na sua composição como flavonoides, alcaloides, taninos, cumarinas e óleos essenciais, com propriedades anti-reumáticas, anti-inflamatórias e cicatrizantes.

A parte normalmente utilizada dessa planta medicinal, que também é conhecida como catinga de bode e picão-roxo, são as folhas, folhas ou sementes, de onde são extraídas as substâncias com propriedades medicinais para o preparo do chá ou cápsulas.

O mentrasto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais ou em farmácias de manipulação, ou oferecida pelo SUS, como parte do Programa Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), e deve ser utilizada com orientação do médico ou do fitoterapeuta, pois pode ser tóxico para o fígado e aumentar a pressão arterial quando consumido em altas doses.

Imagem ilustrativa número 2

Para que serve o mentrasto

O mentrasto é indicado para auxiliar no tratamento de:

  • Dor muscular;
  • Artrose;
  • Artrite;
  • Reumatismo;
  • Dor de cabeça;
  • Cólicas menstruais;
  • Infecção urinária;
  • Gases intestinais;
  • Diarreia;
  • Disenteria;
  • Contusões;
  • Febre;
  • Gripe;
  • Pneumonia;
  • Feridas ou úlceras na pele;
  • Queimaduras.

O mentrasto possui propriedade analgésicas, anti-inflamatórias, anti-reumáticas, cicatrizantes, febrífuga, carminativa, tônica e antidiarreica, devido aos óleos essenciais na sua composição, como o cromeno e o precoceno, cumarinas como a benzopirona, alcalóides como o pirrolizidínico, desidropirrolizidinico e licopisamina, além de flavonoides e taninos.

Embora tenha muitos benefícios, o mentrasto não deve substituir o tratamento médico com remédios e nem ser utilizado sem que tenha sido orientado pelo médico ou fitoterapeuta.

Como usar

O mentrasto pode ser usado na forma de chá, compressas ou cápsulas, preparados com as folhas, folhas ou sementes desta planta.

1. Chá de mentrasto

O chá de mentrasto pode ser utilizado para tratar a gripe, diminuir as cólicas menstruais e auxiliar no tratamento da artrose.

Ingredientes

  • 5 g de folhas secas de mentrasto;
  • 500 mL de água.

Modo de preparo

Ferver as folhas secas de mentrasto junto com a água. Em seguida, deixar repousar, coar, esperar amornar e beber 1 xícara de duas a três vezes por dia, durante 7 a 10 dias.

No caso de reumatismo, contusões, artrite, dore musculares e até mesmo artrose, podem ser feitas compressas com o chá de mentrasto no local da dor, para aliviar os sintomas. Para fazer a compressa, basta embeber uma toalha limpa no chá de mentrasto e aplicar no local até 3 vezes por dia.

2. Cápsulas de mentrasto

O mentrasto também pode ser encontrado em cápsulas e ou em pó, em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação, que podem ser tomados diariamente, ou conforme indicação do médico.

As doses podem variar de acordo com a quantidade de mentrasto na composição das cápsulas, e por isso seu uso deve ser feito apenas com orientação do médico ou de um profissional com experiência em plantas medicinais, com doses individualizadas.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais do mentrasto são mais comuns de surgir quando essa planta é utilizada em doses maiores do que as recomendadas ou por tempo prolongado, por mais de 3 semanas de uso, podendo ocorrer aumento da pressão arterial, crise hipertensiva e danos ao fígado.

Quem não deve usar

O mentrasto não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham diabetes, pressão alta ou problemas no fígado.

Além disso, essa planta medicinal não deve ser usada por pessoas que utilizam remédios anticoagulantes ou que tenham alergia ao mentrasto.

Qual a diferença entre mentrasto e erva-de-São-João?

Embora muitas vezes o mentrasto seja popularmente chamado de erva-de-São-João, essas plantas medicinais são diferentes e apresentam propriedades medicinais diferentes também.

O mentrasto pertence à espécie Ageratum conyzoides L., já a erva-de-São-João, também chamada de hipericão ou hipérico, pertence à espécie Hypericum perforatum, sendo normalmente indicado para ajudar a combater a depressão leve a moderada, ansiedade e tensão muscular, ou até sintomas da TPM. Veja para que serve e como usar a erva-de-São-João.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • LEVITA, J.; et al. Potential of Ageratum conyzoides in Inhibiting Nitric Oxide Synthase. Pak J Biol Sci. 24. 8; 840-846, 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE - SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE - DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA. Práticas Integrativas e Complementares - Plantas Medicinais e Fitoterapia na Atenção Básica. 2012. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/praticas_integrativas_complementares_plantas_medicinais_cab31.pdf>. Acesso em 18 jan 2023
Mostrar bibliografia completa
  • KOTTA, J. C.; et al. Medicinal Effect, In Silico Bioactivity Prediction, and Pharmaceutical Formulation of Ageratum conyzoides L.: A Review. Scientifica (Cairo). 2020. 6420909, 2020
  • CHAHAL, R.; et al. Ageratum conyzoides L. and Its Secondary Metabolites in the Management of Different Fungal Pathogens. Molecules. 26. 10; 2933, 2021
  • YADAV, N.; et al. Phytochemical constituents and ethnopharmacological properties of Ageratum conyzoides L. Phytother Res. 33. 9; 2163-2178, 2019
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • 3 chás mais poderosos para acabar com os gases

    10:14 | 1182277 visualizações
  • Como aliviar a CÓLICA MENSTRUAL

    05:53 | 407389 visualizações
  • Exercícios para ARTROSE NO JOELHO

    05:01 | 1345995 visualizações
  • ARTRITE: o que pode e o que não pode comer

    03:49 | 239774 visualizações