8 remédios caseiros para artrose e artrite

Alguns remédios caseiros para artrose e artrite, como chá de alecrim, chá de salgueiro-branco e chá verde, possuem propriedades anti-inflamatórias, ajudando a aliviar sintomas como dor nas articulações e inchaço nas mãos, joelhos e pés, por exemplo

Além disso, a compressa de aroeira e o óleo de arnica também possuem ação anti-inflamatória e analgésica, sendo indicados para diminuir as dores e melhorar a movimentação das articulações.

Os remédios naturais para artrite e artrose não devem substituir o tratamento indicado pelo médico, sendo indicados apenas para ajudar a aliviar as dores e a inflamação. Por isso, antes de usar esses remédios naturais é importante sempre consultar o médico.

1. Chá de alecrim

O chá de alecrim possui propriedades anti-inflamatórias, ajudando a combater a inflamação e aliviando os sintomas da artrose e artrite, como dores e a dificuldade para movimentar as articulações. Veja todos os benefícios do chá de alecrim.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de folhas frescas de alecrim;
  • 250 ml de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, ou chaleira, ferver a água. Após apagar o fogo, adicionar as folhas de alecrim na água fervente, tampar e deixar descansar por 5 a 10 minutos. Coar e beber o chá ainda morno e sem adoçar. Beber de 3 a 4 xícaras de chá por dia.

Esse chá não deve ser consumido por crianças com menos de 5 anos, por mulheres grávidas e durante a amamentação. Pessoas com doenças no fígado também não devem consumir esse chá. Já pessoas com epilepsia ou que usam medicamentos, como anticoagulantes, diuréticos, lítio e anti-hipertensivos, precisam consultar o médico antes de tomar o chá de alecrim.

2. Massagem com gengibre e gergelim

O óleo essencial de gengibre contém cineol, bornal, gingerol e chagoal, compostos bioativos com propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que aliviam as dores nas articulações.

Já o óleo vegetal de gergelim contém sesamol e sesamina, compostos com atividade imunomoduladora e anti-inflamatória, diminuindo a inflamação e o inchaço.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de óleo vegetal de gergelim;
  • 3 gotas de óleo essencial de gengibre.

Modo de preparo:

Em um recipiente pequeno, colocar o óleo essencial de gengibre e o óleo vegetal de gergelim, misturando bem com uma colher ou espátula. Após lavar e secar bem a pele, aplicar a mistura na região, massageando levemente por 2 minutos. Fazer essa massagem de 1 a 2 vezes por dia.

Essa massagem não pode ser feita em mulheres grávidas. Assim como essa massagem deve ser evitada por pessoas com doenças hemorrágicas ou que usam remédios anticoagulantes.

3. Chá de salgueiro-branco

O chá de salgueiro-branco possui potente ação anti-inflamatória e analgésica, ajudando a aliviar a dor nas articulações da artrose e da artrite.

Ingredientes:

  • 1 xícara de água;
  • 1 colher (de chá) de cascas de salgueiro-branco picadas.

Modo de preparo:

Colocar todos os ingredientes numa panela e deixar ferver por 10 minutos. Deixar amornar, coar e beber a seguir. Recomenda-se tomar até 2 xícaras desse chá por dia.

Esse chá não é indicado para crianças, mulheres grávidas ou em período de amamentação, e para pessoas com alergia à aspirina. Esse chá deve ser evitado por pessoas com doenças hemorrágicas; crises de asma por aspirina ou outros anti-inflamatórios não esteroides; gastrite, refluxo ou úlceras; colite, diverticulite ou diverticulose; e insuficiência renal, hepática ou cardíaca grave.

É importante informar o médico, ou fitoterapeuta, todos os remédios em uso, pois essa planta pode interferir no efeito de diversos medicamentos e causar efeitos colaterais graves.

4. Compressa de aroeira

A aroeira é uma planta medicinal rica em flavonoides, terpenos e saponinas, compostos bioativos que ajudam a diminuir a inflamação e o inchaço nas articulações.

Ingredientes:

  • 20g de cascas de aroeira;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo:

Colocar a água e as cascas de aroeira numa panela e ferver durante 10 minutos. Deixar amornar e coar. Após lavar e secar bem a pele, molhar uma compressa de algodão ou gaze no chá de aroeira e aplicar sobre a região afetada, deixando agir por 10 minutos. Fazer essa compressa 2 vezes ao dia.

Essa compressa não deve ser feita em crianças, em mulheres grávidas ou que estejam em período de amamentação. Assim como pessoas com pele sensível devem evitar usar a compressa de aroeira.

5. Chá verde

O chá verde é rico em flavonoides e catequinas, que são compostos bioativos que equilibram a ação do sistema imunológico, diminuindo a produção de substâncias inflamatórias, ajudando, assim, a reduzir a dor e o inchaço nas articulações.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de folhas de chá verde ou 1 sachê de chá verde;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Ferver a água numa panela ou chaleira. Apagar o fogo e adicionar as folhas de chá verde ou o sachê. Tampar a panela ou chaleira e deixar repousar por 10 minutos. Coar, e beber de 2 a 4 xícaras por dia.

O chá verde não é indicado durante a gravidez e a amamentação, assim como não é indicado para crianças, pessoas com dificuldade para dormir, com alterações na tireoide, problemas nos rins ou fígado, anemia, úlceras gástricas e gastrite.

Além disso, o chá verde pode interferir na ação de alguns medicamentos como anticoagulantes, anti-hipertensivos e hipocolesterolemiantes e, por isso, nesses casos, o consumo do chá verde só deve ser feito com a orientação do médico.

6. Chá de garra-do-diabo

A garra-do-diabo, também conhecida como harpago ou harpagofito, é uma planta rica em flavonoides, herpangina e harpago quinona, compostos bioativos com propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, que ajudam no alívio da dor e inchaço, além de melhorar a mobilidade e diminuir a rigidez das articulações.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de raízes de garra-do-diabo;
  • 200 mL de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, ou chaleira, colocar a água e as raízes de garra-do-diabo e ferver por 20 minutos. Tampar, aguardar amornar, coar e beber de 2 a 3 xícaras por dia.

Esse chá não deve ser consumido por crianças, por mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Esse chá também não deve ser usado por pessoas com úlceras de estômago ou intestino, pedra na vesícula e gastrite.

Além disso, o chá de garra-do-diabo também não deve ser usado por pessoas com problemas circulatórios ou cardíacos, ou que usam remédios anticoagulantes, como a varfarina, pois pode aumentar o risco de sangramentos.

7. Óleo de arnica

O óleo de arnica é rico em helenalina, um composto bioativo que diminui a produção de substâncias inflamatórias, ajudando, por isso, a diminuir a rigidez, melhorar a movimentação e aliviar as dores nas articulações.

Ingredientes:

  • 10 g de flores secas de arnica;
  • 100 mL de azeite, óleo de amêndoas ou de jojoba.

Modo de preparo:

Colocar as flores de arnica e o óleo em um frasco de vidro limpo, seco e com tampa. Misturar bem os ingredientes, tampar o frasco e agitar bem por 1 minuto. Armazenar o frasco em um local arejado, longe da luz e por 40 dias. Após esse período, coar o óleo para retirar as flores da arnica e guardar o óleo em um frasco limpo, seco e com tampa.

Após lavar e secar bem a pele, aplicar o óleo de arnica, massageando levemente por 2 minutos. Recomenda-se usar esse óleo de 2 a 3 vezes por dia.

O óleo de arnica não deve ser usado por crianças com menos de 12 anos, pessoas alérgicas à esta planta e por mulheres grávidas ou em período de amamentação. Essa planta também não deve ser aplicada na pele com feridas abertas ou que sangram, e nos olhos.

8. Extrato de caroço de abacate

O extrato de caroço de abacate ajuda a combater as dores da artrite e artrose, porque contém contém flavonoides, saponinas e taninos, compostos bioativos que reduzem as concentrações de substâncias inflamatórias que causam dor e inchaço.

Ingredientes:

  • 3 caroços de abacate;
  • 1 litro de álcool de cereais.

Modo de preparo:

Deixar os caroços de abacate secar ao sol, cobertos com um tecido fino, durante 5 dias. Após, ralar os caroços de abacate com um ralador de cozinha,colocando-os num recipiente de vidro juntamente com o álcool e tampar. Manter o frasco fechado e protegido da luz, durante 3 dias, mexendo sempre o conteúdo, com uma colher, 1 vez ao dia.

Após o período de descanso, coar o extrato alcoólico. Para usar, basta lavar e secar bem a pele, molhar uma gaze ou algodão com o extrato e aplicar sobre a articulação afetada deixando atuar durante 15 a 20 minutos.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA. Formulário de fitoterápicos: farmacopéia brasileira 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 18 out 2022
  • THE PENNSYLVANIA STATE UNIVERSITY. Avocado seed extract shows promise as anti-inflammatory compound. Disponível em: <https://www.psu.edu/news/research/story/avocado-seed-extract-shows-promise-anti-inflammatory-compound/>. Acesso em 18 out 2022
Mostrar bibliografia completa
  • DABAS, Deepti et al. Anti-Inflammatory Properties of a Colored Avocado Seed Extract. Advances in Food Tehcnology and Nutritional Sciences. Vol.5. 1.ed; 8-12, 2019
  • HAJJA, Ghizlane; BAHLOULI, Aziz. Medicinal plants in the prevention and treatment of rheumatoid arthritis. MOJ Bioequivalence & Bioavailability. 5. 1; 60-64, 2018
  • MAHBOUBI, Mohaddese. Zingiber officinale Rosc. essential oil, a review on its composition and bioactivity. Internacional Journal of Phytomedicine and Phytotherapy. Vol.5. 6.ed; 2019
  • LI, Xu-Zhao; ZHANG, Shuai-Nan. Herbal compounds for rheumatoid arthritis: Literatures review and cheminformatics prediction. Phytother Res. 34. 1; 51-66, 2020
  • DRAGOS, Dorin; et al. Phytomedicine in Joint Disorders. Nutrients. 9. 1; 1-18, 2017
  • AMPLA EDITORA. Pesquisas e abordagens educativas em ciências da saúde – Volume II: óleos essenciais com potencial anti-inflamatório no tratamento de dores articulares. 2022. Disponível em: <https://ampllaeditora.com.br/books/2022/01/PesquisasCienciasSaudeV2.pdf>. Acesso em 18 out 2022
  • KRIPLANI, Priyanka; et al. Arnica montana L. – a plant of healing: review. Journal of Pharmacy and Pharmacology. 69. 925-945, 2017
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • 7 alimentos antiinflamatórios que você precisa usar

    24:55 | 795909 visualizações
  • Os poderosos benefícios do CHÁ DE ALECRIM

    17:41 | 2173231 visualizações
  • ARTRITE: exercícios para aliviar a dor

    04:49 | 231324 visualizações
  • O que fazer para aliviar a dor nas costas

    02:57 | 784868 visualizações