Meibomite: o que é, sintomas, causas e tratamento

fevereiro 2022

A meibomite é a inflamação das glândulas de Meibômio ou glândulas meibomianas, localizadas nas pálpebras superiores e inferiores dos olhos, responsáveis por produzir o meibum, um tipo de óleo que lubrifica os olhos e evita que as lágrimas evaporem rapidamente. 

Na meibomite, ocorre uma desregulação na produção de óleo pelas glândulas de meibômio, deixando o óleo mais grosso, o que faz com que fique retido dentro da glândula, levando à sua inflamação e surgimento de sintomas como vermelhidão, inchaço das pálpebras ou lágrima com aparência espumosa. Além disso, essa inflamação pode aumentar o risco de desenvolvimento de bactérias no local e causar infecção.

Na presença de sinais e sintomas de meibomite, é importante consultar o oftalmologista, que pode indicar o tratamento mais adequado, que normalmente envolve o uso de colírios para limpar os olhos e, nos casos em que há sinais de infecção, pode ser indicado também o uso de colírios antibióticos.

Sintomas de meibomite

Os sintomas de meibomite podem ser leves a moderados e afetar as pálpebras superiores e/ou inferiores e incluem:

  • Inchaço da pálpebra;
  • Vermelhidão das pálpebras ou do olho;
  • Irritação no olho;
  • Dor ou sensibilidade;
  • Visão turva;
  • Coceira;
  • Sensação de queimação no olho;
  • Sensação de cisco no olho;
  • Lágrima com aspecto espumoso.

Além disso, as pálpebras podem ficar grudadas ou, nos casos de infecção das glândulas, pode surgir um pequeno caroço vermelho na pálpebra, doloroso e com uma mancha amarelada no centro, semelhante a uma espinha, chamado popularmente de chiqueiro. 

Em alguns casos, também pode surgir um inchaço dentro da pálpebra que não causa dor, chamado cisto meibomiano ou calázio. Entenda melhor o que é o calázio e como é feito o tratamento.  

Qual a diferença entre meibomite e blefarite?

Tanto a meibomite quanto a blefarite são inflamações que ocorrem nas glândulas de Meibômio nas pálpebras, porém a causa do surgimento da inflamação é diferente. Na meibomite, ocorre uma desregulação na produção de óleo pelas glândulas de Meibômio, levando a sua inflamação e surgimento dos sintomas. 

Já a blefarite ocorre por uma obstrução das glândulas ​​dificultando a saída do óleo, que fica acumulado na pálpebra, resultando nos sintomas como lacrimejamento constante dos olhos ou presença de crostas e descamação nas pálpebras. Confira outros sintomas da blefarite.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da meibomite é feito pelo oftalmologista através da avaliação dos sintomas e do exame dos olhos e pálpebras. Além disso, o médico pode analisar a inflamação das glândulas de Meibômio em aparelhos oftalmológicos, como a lâmpada de fenda, que possui um microscópio e uma luz de alta intensidade para verificar anormalidades nas glândulas.

Outros exames que podem ser feito pelo médico são aplicar uma leve pressão nas pálpebras para verificar a saída de óleo pelas glândulas meibomianas, e no caso de suspeita de infecção, o médico pode coletar uma amostra do líquido dos olhos para analisar em laboratório a presença bactérias.

Possíveis causas

A causa exata da meibomite não é conhecida, no entanto, pode estar associada à inflamação ou infecção das glândulas de Meibômio, sendo que alguns fatores podem contribuir para seu surgimento como:

  • Uso de lentes de contato;
  • Exposição à ambientes com baixa umidade do ar ou uso de ar condicionado;
  • Alterações hormonais;
  • Rosácea;
  • Uso de remédios, como ácido retinóico;
  • Uso de colírios para tratamento do glaucoma;
  • Uso excessivo do computador.

Além disso, o envelhecimento natural do corpo pode fazer com que as glândulas meibomianas produzam menos óleo, levando ao surgimento da meibomite.

Outras causas que podem estar relacionadas ao surgimento da meibomite são tabagismo, diabetes, terapia de reposição hormonal na menopausa ou baixo consumo de alimentos ricos em ômega 3, como salmão ou semente de linhaça, por exemplo. 

Como é feito o tratamento

O tratamento da meibomite deve ser feito com orientação do oftalmologista, de acordo com a gravidade dos sintomas, podendo ser indicado pelo médico:

  • Aplicação de compressas mornas nas pálpebras, por 1 a 2 minutos, duas vezes por dia;
  • Massagem na pálpebra afetada, com técnicas orientadas pelo médico;
  • Lavar a pálpebra com a espuma formada com shampoo infantil neutro e água;
  • Uso de colírios lubrificantes ou lágrima artificial, especialmente se a meibomite foi causada por olho seco;
  • Uso de pomadas ou colírios com corticoides, para reduzir a inflamação das glândulas de Meibômio;
  • Aplicação de colírios antibióticos, no caso de infecção bacteriana;
  • Uso de antibióticos por via oral, como doxiciclina ou azitromicina, nos casos inflamação ou infecção grave;
  • Cirurgia para abrir as glândulas de Meibômio.

Além disso, os suplementos de ômega 3 também podem ser indicados pelo médico para ajudar a aliviar os sintomas da meibomite. Saiba como tomar os suplementos de ômega 3.  

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • CHHADVA, P.; et al. Meibomian gland disease: the role of gland dysfunction in dry eye disease. Ophthalmology. 124. 11; S20–S26, 2017
  • NICHOLS, KELLY K.; ET AL. IN: IOVS, SPECIAL ISSUE 2011, VOL.52, Nº4. Relatório do Workshop Internacional sobre Resumo Disfunção das Glândulas Meibomianas. 2011. Disponível em: <https://thea.pt/sites/default/files/documentos/tfos_mgd_report.pdf>. Acesso em 09 fev 2022
Mostrar bibliografia completa
  • MACHALINSKA, A.; et al. Risk Factors and Symptoms of Meibomian Gland Loss in a Healthy Population. J Ophthalmol. 2016. 7526120, 2016
  • SCHAUMBERG, D. A.; et al. The International Workshop on Meibomian Gland Dysfunction: Report of the Subcommittee on the Epidemiology of, and Associated Risk Factors for, MGD. Invest Ophthalmol Vis Sci. 52. 4; 1994–2005, 2011
  • GEERLING, G.; et al. Emerging strategies for the diagnosis and treatment of meibomian gland dysfunction: Proceedings of the OCEAN group meeting Author links open overlay panel. The Ocular Surface. 15. 2; 179-192, 2017
  • SUZUKI, T. Inflamed Obstructive Meibomian Gland Dysfunction Causes Ocular Surface Inflammation. Investigative Ophthalmology & Visual Science. 59. DES94-DES101, 2018
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Conjuntivite viral, alérgica ou bacteriana? Como tratar | com Dr. Arthur Frazão

    10:33 | 162953 visualizações
  • GLAUCOMA: diagnóstico e tratamento

    10:07 | 97278 visualizações