Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Caroço no olho: causas e como tratar

O calázio consiste numa inflamação das glândulas de Meibômio, que são glândulas sebáceas que se encontram situadas perto das raízes dos cílios e que produzem uma secreção gordurosa. Esta inflamação resulta da obstrução da abertura destas glândulas, não sendo provocado por bactérias. 

O tratamento pode ser feito em casa com aplicação de compressas quentes, ou caso o problema se agrave, deve-se ir ao médico.

Caroço no olho: causas e como tratar

Quais os sintomas

Os sintomas mais comuns provocados pelo calázio no olho são:

  • Inchaço das pálpebras;
  • Dor no olho;
  • Irritação no olho;
  • Dificuldade para enxergar.

Depois de alguns dias, a dor e a irritação podem desaparecer, ficando apenas um inchaço indolor na pálpebra que cresce lentamente durante a primeira semana, podendo continuar a crescer, exercendo cada vez mais pressão sobre o globo ocular e podendo deixar a visão turva.

Principais causas e fatores de risco

O calázio resulta de um bloqueio nas glândulas de Meibômio, localizadas nas pálpebras inferiores e superiores.

O calázio é mais comum em pessoas com problemas como seborreia, acne, rosácea, blefarite crônica e em pessoas com conjuntivites recorrentes.

Diferenças entre calázio e terçol 

O calázio e o terçol são visivelmente muito parecidos, no entanto, apresentam algumas diferenças como:

CalázioTerçol
Inflamação das glândulas de MeibômioInflamação das glândulas de Zeis e Mol
Não é provocado por bactériasÉ provocado por bactérias
Provoca pouca dorProvoca muita dor
Cura em poucos mesesCura em cerca de 1 semana

Assim, é importante ir ao médico mal apareçam os primeiros sintomas de forma a seguir o tratamento adequado, já que, no caso do terçol, pode ser necessário tomar um antibiôtico. Saiba mais sobre o terçol.

Caroço no olho: causas e como tratar

Qual o tratamento

A maioria dos calázios curam sozinhos, desaparecendo sem tratamento em cerca de 2 a 8 semanas. No entanto, se forem aplicadas compressas quentes 2 a 3 vezes ao dia durante cerca de 5 a 10 minutos, o calázio pode desaparecer mais rapidamente. Mas, é importante lavar sempre bem as mãos antes de tocar na região ocular.

Se o calázio continuar a crescer e não desaparecer entretanto, ou se provocar alterações na visão, pode ter que se recorrer a uma pequena cirurgia que consiste na drenagem do calázio. Pode também ser aplicada no olho uma injeção com um corticosteróide, para ajudar a reduzir a inflamação.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...