Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tomar Provera em Comprimidos

O acetato de medroxiprogesterona, vendido comercialmente com o nome Provera, é um medicamento hormonal em forma de comprimido, que pode ser usado para o tratamento da amenorreia secundária, sangramento intermenstrual e como parte da reposição hormonal durante a menopausa.

Este medicamento é produzido pelo laboratório Pfizer, e pode ser encontrado nas doses de 2,5 mg, 5 mg ou 10 mg, contendo embalagens de 14 comprimidos.  

Como tomar Provera em Comprimidos

Preço

Este remédio custa em média 20 reais.

Indicações

O uso dos comprimidos Provera está recomendado em caso de amenorreia secundária, em caso de sangramento uterino devido ao desequilíbrio hormonal, e na reposição hormonal na menopausa, como complemento à terapia estrogênica.

Como usar

Deve.se seguir as indicações do ginecologista, podendo ser:

  • Amenorreia secundária: Tomar de 2,5 a 10 mg por dia, durante 5 a 10 dias;
  • Sangramento vaginal devido ao desequilíbrio hormonal: Tomar de  2,5 a 10 mg por dia, durante 5 a 10 dias;
  • Terapia hormonal na menopausa: Tomar de forma contínua de 2,5 a 5,0 mg por dia, ou Tomar diariamente de 5 a 10 mg durante por 10 a 14 dias a cada 28 dias ou a cada ciclo mensal. 

O que fazer se esquecer de tomar 

Se esquecer de tomar um comprimido na hora correta deve-se tomar o comprimido esquecido assim que lembrar, à menos que esteja muito próximo da toma da próxima dose. Nesse caso, o comprimido esquecido deve ser descartado, bastando tomar a próxima dose. Não faz mal tomar 2 comprimidos no mesmo dia, desde que não sejam tomados ao mesmo tempo.

Principais efeitos colaterais

Podem surgir dor de cabeça, dor abdominal, fraqueza, sangramento vaginal anormal, parada de menstruação, tontura, inchaço, retenção de líquidos, aumento de peso, insônia, nervosismo, depressão, acne, queda de cabelo, excesso de pêlos, coceira na pele, saída de líquido pelos mamilos e resistência à glicose.

Contraindicações

O seu uso está contraindicado na gravidez, doença hepática aguda, sangramento uterino ou genital não diagnosticado, se tem ou já teve tromboflebite; se tem, já teve ou há suspeita de câncer de mama. Também não deve ser usado e caso de alterações graves no fígado, como cirrose ou presença de tumor, se tiver aborto retido, em caso de suspeita de doença maligna nos órgãos genitais, se tiver sangramento vaginal de origem desconhecida, e em caso de alergia a algum componente do medicamento.  

Mais sobre este assunto:


Carregando
...