Qual exame detecta a dengue?

“Nas últimas semanas tem existido uma epidemia de dengue que me deixou preocupada. Como os sintomas podem ser confundidos com outras condições, gostaria de saber se existem exames que ajudem a detectar a dengue.”

Dr.ª Janyele Sales

Médica de Saúde Familiar

CRM 177392-SP

Dr.ª Janyele Sales
Não tem agenda disponível
Buscar Infectologista perto de você

Existem 3 exames que detectam a dengue: NS1, PCR e o teste de sorologia IgM. A aplicação desses exames para diagnosticar a dengue depende de quando os sintomas tiveram início e quanto tempo depois a pessoa procurou atendimento médico.

Além disso, fatores epidemiológicos e individuais, como risco de gravidade, são levados em consideração pelo médico no momento de saber qual exame solicitar, ou se é necessário solicitar.

Se o paciente procurar atendimento nos primeiros 5 dias após o aparecimento dos sintomas, o diagnóstico preciso da dengue pode ser feito através dos exames:

  • NS1: Serve para identificar a proteína NS1 do vírus da dengue presente no sangue, podendo detectar até 80% dos casos da doença;
  • PCR: Este exame é capaz de detectar o material genético do vírus da dengue e tem uma eficácia ainda maior, de 90%.

Caso os sintomas tenham surgido há mais de 5 dias, é necessário fazer um teste de sorologia. O objetivo desse exame é detectar o anticorpo IgM produzido pelo sistema imunológico para combater o vírus da dengue.

Em uma situação de epidemia, os exames específicos para diagnosticar a dengue podem ser deixados de lado.

Nossa recomendação
Caso tenha suspeita de dengue, o ideal é consultar um infectologista ou um clínico geral. O médico poderá chegar ao diagnóstico apenas através do histórico de saúde e dos sintomas apresentados. Mas em alguns casos, também podem ser pedidos exames específicos.
Qual médico consultar: Infectologista
Marcar consulta
0% dos leitores acham este conteúdo útil (1 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Infectologista perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.