Mamilos inchados: o que pode ser e o que fazer

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
fevereiro 2022

O inchaço dos mamilos é muito comum em momentos em que ocorrem oscilações hormonais, como durante a gravidez, amamentação ou durante o período menstrual, não sendo motivo para preocupação, já que é um sintoma que acaba por desaparecer.

No entanto, em alguns casos, como a colocação de um piercing, por exemplo, além do inchaço do mamilo, também pode haver dor, enrijecimento do mamilo e saída de pus quando há infecção no local.

Por isso, no caso do inchaço do mamilo ser acompanhado por outros sintomas intensos, é recomendado consultar o clínico geral para que seja feita uma avaliação do local e seja indicado o tratamento mais adequado, caso haja necessidade.

Algumas causas podem ser:

1. Dermatite de contato

O mamilo inchado pode resultar de uma condição chamada de dermatite de contato, que consiste numa reação exagerada da pele a uma determinada substância ou objeto, levando ao surgimento de sintomas, como vermelhidão e coceira, inchaço e descamação.

O que fazer:  O tratamento deve ser feito evitando o contato com a substância irritante, lavando o local com água fria e abundante e, em alguns casos, o médico também pode recomendar passar um creme com corticoide na região, até à melhora dos sintomas. Além disso, pode ser indicado tomar um anti-histamínico, para controlar os sintomas de forma mais eficaz.

Além destas causas, os mamilos também podem ficar inchados noutras situações, como durante o período menstrual, a gravidez e a amamentação, o que poderá estar relacionado com as alterações hormonais.

2. Mastite 

A mastite caracteriza-se por uma inflamação da mama com sintomas como dor, inchaço ou vermelhidão, podendo evoluir para uma infecção e causar febre e arrepios.

A mastite é mais comum em mulheres que amamentam, principalmente nos três primeiros meses do bebê, devido à obstrução dos ductos por onde passa o leite ou à entrada de bactérias através da boca do bebê. Porém, também pode ocorrer no homem ou em qualquer outra fase da vida da mulher devido à entrada de bactérias na mama em casos de ferimento do mamilo, por exemplo.

O que fazer: O tratamento da mastite deve se feito com repouso, ingestão de líquidos, analgésicos e anti-inflamatórios e, caso surja uma infecção, o médico pode administrar antibióticos. Veja mais detalhes do tratamento da mastite.

3. Fricção

O mamilo também pode ficar inchado e irritado por fatores simples de resolver, como pela fricção causada durante a amamentação, atividade física ou sexual, por exemplo.

O que fazer: Para evitar que o mamilo fique fragilizado, a pessoa pode usar uma pomada à base de vaselina ou com óxido de zinco, antes e depois de praticar exercício físico e após a atividade sexual.

Para mães que amamentam, este problema pode ser resolvido aplicando uma gota de leite no mamilo após cada mamada ou uma pomada de lanolina. Se a dor for muito forte, a mãe pode retirar o leite manualmente ou com bomba e, dar ao bebê com mamadeira, até que o mamilo melhore ou cicatrize totalmente. Existem ainda os bicos de amamentação que reduzem a dor provocada pela sucção do bebê.

4. Ectasia ductal da mama

A ectasia ductal da mama consiste na dilatação de um ducto de leite por baixo do mamilo, que se enche de líquido, podendo ficar bloqueado ou obstruído e dar origem a uma mastite. Alguns dos sintomas que podem ocorrer são liberação de liquido pelo mamilo, sensibilidade ao toque, vermelhidão, inchaço ou inversão do mamilo.

O que fazer: A ectasia ductal da mama pode não precisar de tratamento e curar sozinha. No entanto, caso isso não ocorra, o médico pode administrar antibióticos ou mesmo recomendar uma cirurgia.

5. Menstruação

Nos últimos 12 dias do ciclo menstrual, que corresponde à fase lútea, há um aumento dos níveis de progesterona e estrogênio na circulação, causando sintomas como sensibilidade dos mamilos e nos seios, mudança de humor e inchaço.

O que fazer: Uma vez que a menstruação é um período fisiológico e normal ao longo da vida da mulher, não é necessário tratamento. No entanto, nos casos em que os sintomas que surgem durante esse período são muito intensos, é recomendado que o médico seja consultado para que o tratamento mais indicado seja iniciado, o que pode envolver o uso de analgésicos ou anticoncepcionais.

6. Piercing

A  colocação de um piercing em um ou nos dois mamilos pode causar inflamação dessa região, seja pela resposta do organismo ao piercing ou pela infecção do local, o que pode resultar no aparecimento de alguns sintomas, como enrijecimento do mamilo, dor, saída de pus, aumento da sensibilidade e dor.

O que fazer: No caso de inflamação do piercing, é importante manter o local limpo e seco, além de seguir as orientações do médico, que podem envolver o uso de medicamentos anti-inflamatórios e, em alguns casos, antibióticos. Veja mais detalhes do que fazer em caso de inflamação do piercing.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em fevereiro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em abril de 2020.

Bibliografia

  • ZANIN, Laura et al. Ciclo menstrual: sintomatología y regularidad del estilo de vida diario. Fundamentos en humanidades. 12. 2; 103-123, 2011
  • SOGIMIG. Manual de Ginecologia e Obstetrícia. 5.ed. Belo Horizonte: Coopmed, 2012.
Mostrar bibliografia completa
  • NALMA – NÚCLEO DE ALEITAMENTO MATERNO DA EERP-USP SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. MANUAL DE PROCEDIMENTOS: PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS INTERCORRÊNCIAS MAMÁRIAS NA AMAMENTAÇÃO. 1998. Disponível em: <http://www.saudedireta.com.br/docsupload/1340370690apostila.pdf>. Acesso em 02 dez 2019
  • RAHAL, Rosemar Macedo Sousa et. al.. Ectasia ductal mamária: uma revisão. Rev Bras Mastologia. 22. 2; 57-65, 2012
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.