Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Sintomas de Líquen escleroso e como é o tratamento

O líquen escleroso, também conhecido como líquen escleroso e atrófico, é uma dermatose crônica caracterizada por alterações na região genital e que pode acontece em homens e mulheres de qualquer idade, sendo mais frequente em em mulheres pós-menopausa.

Essa doença de pele é caracterizada pelo aparecimento de lesões esbranquiçadas na região genital, além de correira, irritação local e descamação. A causa do líquen escleroso ainda não é muito bem estabelecida, mas acredita-se que o seu surgimento possua relação com alterações genéticas e imunológicas.

O tratamento para líquen escleroso tem como objetivo aliviar os sintomas e prevenir surgimento de novas alterações, sendo importante que o tratamento seja feito conforme a recomendação do ginecologista ou dermatologista, em que pode ser indicado o uso de pomadas com corticoesteroides, por exemplo.

Sintomas de Líquen escleroso e como é o tratamento

Sintomas do líquen escleroso

Os sintomas do líquen escleroso costumam surgir na região genital, sendo os principais:

  • Aparecimento de bolhas na pele ao redor do ânus e nas genitais masculinas ou femininas;
  • Surgimento de manchas branco-avermelhadas;
  • A pele da região fica mais fina ou, em alguns casos, pode ser percebido espessamento da pele do loca;
  • Descamação e fissuras na pele;
  • Coceira e irritação na pele, principalmente durante a noite;
  • Dor ao urinar, defecar e durante o contato íntimo;
  • Presença de prurido;
  • Alteração da cor do local.

Ainda não se sabe quais são as reais causas associadas ao líquen escleroso, mas alguns estudos sugerem que a sua ocorrência possa estar relacionada com a infecção pelo Papilomavírus Humano, o HPV, ou com a superexpressão do p53, que é uma proteína envolvida na regulação do ciclo celular. Além disso, acredita-se que o desenvolvimento do líquen plano esteja relacionado com fatores genéticos e imunológicos.

Como é o diagnóstico

O diagnóstico do líquen escleroso deve ser feito pelo ginecologista, urologista ou dermatologista a partir da observação e avaliação dos sintomas apresentados pela pessoa. Além disso, deve ser solicitado pelo médico a realização de uma biópsia, devendo ser coletada uma amostra do tecido lesionado para que sejam verificadas as características das células e possa ser descartada a hipótese de câncer de pele.

Como é feito o tratamento

O tratamento para líquen escleroso atrófico deve ser orientado pelo dermatologista, por um ginecologista, no caso da mulher, ou por um urologista, no caso do homem, e, normalmente é feito com o uso de pomadas corticoides, como Propionato de Clobetasol, aplicado diariamente sobre a região afetada. Além disso, durante o tratamento, é importante:

  • Evitar coçar os locais afetados;
  • Usar roupa puco apertada e, preferencialmente, de algodão;
  • Evitar usar roupa interior durante a noite, quando o líquen escleroso surge na região genital;
  • Manter a higiene adequada do local com água e sabão neutro.

Em alguns casos, o médico também pode recomendar o uso de remédios anti-histamínicos, como Cetirizina ou Desloratadina, para aliviar a coceira e o inchaço de locais da pele.

Bibliografia >

  • CURI, Daniella G. et al. Líquen escleroso vulvar: descrição de cinco casos de sucesso com laser Erbium-YAG 2940. Surg Cosmet Dermatol 2017;9(3):264-4.. Vol 9. 3 ed; 265-268, 2017
  • COELHO, Weber S.; DINIZ, Lucia M.; FILHO, João Basílio S. Líquen escleroso e atrófico – relato de dois casos de apresentação atípica. Anais Brasileiros de Dermatologia. Vol 5. 3 ed; 297-300, 2006
  • NATIONAL ORGANIZATION FOR RARE DISEASES. Lichen Sclerosus. Disponível em: <https://rarediseases.org/rare-diseases/lichen-sclerosus/>. Acesso em 11 Dez 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem