Lipocavitação: o que é, quando é indicada e como é feita

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
novembro 2021

A lipocavitação, também conhecido por lipo sem corte, é um procedimento estético que serve para eliminar gordura localizada e celulite, especialmente nas regiões da barriga, coxas, flancos, culotes e costas, através de um aparelho de ultrassom que ajuda a quebrar as células de gordura acumuladas sob a pele.

Este procedimento não dói e ajuda a perder volume, deixando o corpo mais modelado e definido, além de ajudar a melhorar o aspecto da pele e a diminuir a celulite, sendo uma alternativa mais segura e menos invasiva do que as cirurgias plásticas ou a lipoaspiração, pois não necessita de anestesia nem de cortes na pele.  

Após cada sessão de lipocavitação, é recomendada a realização de uma sessão de drenagem linfática e exercícios físicos aeróbicos para garantir a eliminação da gordura, evitando a sua deposição em outras áreas do corpo. Além disso, é importante ter uma dieta equilibrada para evitar o acúmulo novamente de gordura. Saiba como fazer uma dieta equilibrada.

Principais indicações

A lipocavitação possui vários benefícios e interfere diretamente na auto-estima, aumentando o bem-estar. Assim, esse procedimento é indicado para:

  • Eliminar gordura localizada na barriga, flancos, culote, coxas, braços e costas, que não tenham sido completamente eliminadas com a dieta e exercício;
  • Tratar a celulite, pois "quebra" as células de gordura que formam os indesejados "furinhos";
  • Modelar o corpo, perdendo volume e tornando-o mais esbelto e definido.

No entanto, este tratamento não é indicado quando a pessoa encontra-se acima do peso ideal ou que esteja tentando perder muito peso, dessa forma a lipocavitação é indicada para melhorar o contorno corporal de pessoas que apresentam-se muito próximas do seu peso ideal, tendo apenas gordura localizada. 

Além disso, para realizar a lipocavitação, é importante estar com um bom estado de saúde, não fumar e ter expectativas realistas, pois o tratamento não deve ser realizado para perder peso, mas para eliminar pequenos depósitos de gordura em regiões específicas do corpo.

Como é feita

A lipocavitação pode ser feita em uma clínica de estética ou consultório de um fisioterapeuta dermato funcional, por exemplo, e demora em média 40 minutos. A pessoa deve deitar na maca com roupa íntima, em seguida o profissional irá aplicar um gel sobre a área a ser tratada.

Após a colocação do gel, é colocado o equipamento na região a ser tratada, e são realizados movimentos circulares durante todo o procedimento. Esse equipamento emite ondas do tipo ultrassom que penetram sob as camadas da pele e através das vibrações emitidas quebram as células de gordura e estimulam a sua destruição, direcionando os restos celulares para corrente sanguínea e linfática para ser eliminado pelo organismo.

Esse procedimento é simples e não causa dor, no entanto durante o tratamento a pessoa escuta um ruído que é gerado pelo equipamento.

O número de sessões de lipocavitação varia de acordo com o objetivo da pessoa e da quantidade de gordura acumulada, sendo normalmente necessária a realização de 6-10 sessões. Quando a região a ser tratada é muito grande ou é constituída por muita gordura, podem ser recomendadas mais sessões, que devem ser realizadas, no mínimo, 2 vezes por mês.

Resultados da lipocavitação

Normalmente, os resultados da lipocavitação são vistos logo no primeiro dia de tratamento e ocorrem de forma progressiva, sendo normalmente necessário até 3 sessões para que seja percebido o resultado definitivo.

A lipocavitação elimina cerca de 3 a 4 cm logo no primeiro dia de tratamento e, em média, mais 1 cm em cada sessão. Após cada sessão é necessário praticar exercício físico e drenagem linfática até 48 horas depois do tratamento, além de manter uma alimentação adequada para evitar que ocorra novamente o acúmulo de gordura.  

Cuidados para garantir o sucesso do tratamento

Apesar de cada organismo ser diferente e responder de forma diferente ao tratamento, existem alguns cuidados essenciais que ajudam a garantir o sucesso do tratamento como: 

  1. Realizar o procedimento com um profissional treinado e certificado; 
  2. Fazer exercícios físicos aeróbicos até 48 horas após cada sessão para garantir a eliminação da gordura liberada, sendo necessária a prática de exercícios com elevado gasto calórico, como natação ou corrida na esteira, por exemplo;
  3. Realizar drenagem linfática até 48 horas depois de cada tratamento, para garantir a máxima eliminação da gordura e das toxinas geradas, complementando o tratamento; 
  4. Assegurar que os equipamentos utilizados são certificados, através da consulta da marca, por exemplo; 
  5. Garantir que o tratamento dure no mínimo 25 minutos, pois menos que isso pode não ser eficaz ou pode ser necessário um maior número de sessões até se verificarem resultados;
  6. Evitar o consumo de alimentos ricos em gordura e açúcar, para evitar deposição de nova gordura, como frituras, biscoitos recheados ou alimentos processados como salsicha, linguiça ou comida pronta congelada.
  7. Comer alimentos saudáveis e pouco calóricos durante todo o tratamento, incluindo vegetais e frutas frescos, e carnes magras, por exemplo.  

Para completar o tratamento também é indicado beber mais água e chá verde, que é um excelente diurético para ajudar a eliminar a gordura pela urina. Também podem ser usados cremes com ação reafirmante ou lipolíticos nos locais tratados. 

Em algumas clínicas são usados protocolos que incrementam a lipocavitação com outros tratamentos estéticos, como a radiofrequência, ou eletrolipólise, por exemplo. Saiba como é feita a radiofrequência

Possíveis riscos

A lipocavitação é considerada um procedimento seguro, no entanto, por utilizar um equipamento que emite ondas de ultrassom, pode estar associado com alguns riscos quando o equipamento não está calibrado corretamente ou é utilizado por um profissional não capacitado, como danos em órgãos mais profundos ou queimaduras na pele, por exemplo. 

Além disso, o tratamento pode não ter o resultado esperado, especialmente quando não se segue as recomendações necessárias durante o período de tratamento.  

Quem não deve fazer 

A lipocavitação não deve ser feita por mulheres grávidas ou por pessoas que sofrem de obesidade, ou que tenham pressão alta, doenças cardíacas, como arritmia cardíaca grave, doenças hepáticas, gordura no fígado, colesterol alto, diabetes, doenças renais, além de flebite, epilepsia ou condições psiquiátricas graves. 

Esse procedimento também não é recomendado para pessoas que possuem próteses, placas ou parafusos metálicos no corpo, varizes ou processos inflamatórios na área a ser tratada, dessa forma não deve ser realizado sobre o abdômen de mulheres com DIU. Pode-se realizar o procedimento durante a menstruação, no entanto, pode ocorrer um aumento no fluxo menstrual.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em novembro de 2021. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em novembro de 2021.

Bibliografia

  • BANI, D.; et al. Histological and Ultrastructural Effects of Ultrasound-induced Cavitation on Human Skin Adipose Tissue. Plast Reconstr Surg Glob Open. 1. 6; e41, 2013
  • FONSECA, M. M.; et al. Efficacy and safety of noninvasive focused ultrasound for treatment of subcutaneous adiposity in healthy women. J Cosmet Laser Ther. 20. 6; 341-350, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • ORTIZ, A. E.; AVRAM, M. M. Noninvasive body contouring: cryolipolysis and ultrasound. Semin Cutan Med Surg. 34. 3; 129-33, 2015
  • MAHMOUD, ELDESOKY, M. T.; et al. Ultrasound cavitation versus cryolipolysis for non-invasive body contouring.. Australas J Dermatol. 2016 Nov;57(4):. 57. 4; 288-293, 2016
  • FELLER, Aline Gabriele, et al. Utilização do ultrassom estético na gordura localizada. Revista Saúde Integrada. Vol.11. 21.ed; 69-81, 2018
  • FELLER, Aline Gabriele, et al. Utilização do ultrassom estético na gordura localizada. Revista Saúde Integrada. Vol.11. 21.ed; 69-81, 2018
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.

Tuasaude no Youtube

  • Como ACABAR com a GORDURA LOCALIZADA

    11:00 | 294223 visualizações
  • Como perder GORDURA LOCALIZADA

    07:13 | 140817 visualizações
  • 3 passos para emagrecer e perder barriga

    04:58 | 1331646 visualizações
  • Remédio Caseiro para Gordura Localizada

    02:17 | 385024 visualizações
  • O que comer para ELIMINAR CELULITE

    03:30 | 506229 visualizações