Língua preta: o que pode ser, sintomas e tratamento

novembro 2022

A língua preta geralmente não é sintoma de um problema grave e acontece, na maioria dos casos, devido a uma infecção por fungos ou bactérias, que vão se acumulando nas papilas gustativas da língua. É por esse motivo que a língua preta é também, quase sempre, acompanhada da sensação de crescimento de pelos na língua, que nada mais são do que as papilas gustativas ligeiramente alongadas.

Assim, é sempre importante consultar um dentista ou um clínico quando surge essa alteração da coloração da língua, para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento, que pode incluir o uso de remédios antifúngicos, no caso de uma infecção por fungos.

Por ser um problema relativamente comum, especialmente em pessoas que fazem uma má higiene bucal, a língua preta também pode ser conhecida como doença da língua preta pilosa.

Principais causas língua preta

A língua preta normalmente é causada por:

  • Má higiene bucal: isto permite o desenvolvimento excessivo de bactérias e fungos, já que não são removidos com a escova. Por esse motivo, é sempre importante escovar a língua depois de escovar os dentes. Veja qual a técnica mais correta para escovar os dentes;
  • Produção de pouca saliva: além de ajudar na ingestão dos alimentos, a saliva também elimina as células mortas da língua, evitando o acúmulo de fungos e bactérias;
  • Dieta líquida: além da saliva, os alimentos sólidos também removem algumas células mortas da língua. Assim, quando se faz uma dieta líquida, essas células podem ir acumulando, facilitando o desenvolvimento de fungos e bactérias.

Além disso, o uso regular de alguns medicamentos, como antidepressivos ou alguns anti histamínicos e anti-hipertensivos, podem deixar a boca mais seca e também levar ao desenvolvimento da língua preta. O salicilato de bismuto e composto do Peptozil também podem interagir com substâncias da saliva e formar um composto que se acumula e deixa a língua preta, sendo resolvida somente com a suspensão da medicação.

Porque a língua parece ter pêlos

Geralmente as papilas gustativas têm uma coloração rosada e têm um tamanho muito reduzido que impede que sejam observáveis a olho nu, no entanto, devido ao acúmulo de fungos ou bactérias, essas papilas podem mudar de cor e tornar-se mais alongadas devido ao acúmulo de células mortas, fungos e sujeira.

No entanto, existem pessoas que podem apresentar uma alteração na coloração da língua mais acentuada do que outras, parecendo ter mais pêlos. Isso normalmente acontece devido a hábitos como fumar ou beber muito café durante o dia.

Como é feito o tratamento

Na maior parte dos casos não é necessário um tratamento específico para a língua preta, sendo apenas aconselhado fazer uma higiene mais adequada e regular da língua para eliminar o excesso de células mortas e microrganismos. Geralmente, o aconselhado é fazer a lavagem 2 vezes por dia e, assim é comum que os sintomas desapareçam após cerca de 1 semana.

No entanto, caso a língua preta não desapareça o melhor é ir no dentista ou clínico geral para identificar a causa. Por exemplo, no caso de estar sendo causada pelo uso de algum medicamento é necessário trocar esse medicamento ou, pelo menos, adequar a dose de tratamento.

Além disso, alguns médicos também podem indicar um remédio antifúngico ou um antibiótico, para tentar eliminar mais rapidamente os microrganismos e acelerar o tratamento.

Outros possíveis sintomas

Além da alteração visível da língua, também podem surgir outros sintomas como:

  • Ligeira sensação de queimação na língua;
  • Sabor metálico;
  • Mau hálito.

Devido às alterações no sabor e hálito, algumas pessoas também podem apresentar náuseas constantes, não representando nenhum problema gástrico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em dezembro de 2019.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.