LER/ DORT: o que é, sintomas e tratamento

A lesão por esforço repetitivo (LER), também chamada de distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho (DORT) é uma situação que acontece devido à realização de movimentos repetitivos que acabam por sobrecarregar músculos, tendões e articulações causando dor, tendinite, bursite ou alterações da coluna, por exemplo.

A LER/ DORT são situações relacionadas com a atividade profissional desempenhada, acontecendo principalmente em pessoas que trabalham usando o computador, lavam ou passam roupa, realizam limpezas ou carregam muito peso, por exemplo.

O diagnóstico pode ser feito pelo médico ortopedista ou médico do trabalho com base nos sintomas e exames, como raio X ou ultrassom, de acordo com a necessidade. O tratamento pode incluir a toma de remédios, fisioterapia, cirurgia nos casos mais graves, e pode ser preciso trocar de posto de trabalho ou se aposentar mais cedo.

LER/ DORT: o que é, sintomas e tratamento

Sintomas de LER/ DORT

Normalmente os sintomas iniciam de forma leve e pioram apenas nos momentos de pico de produção, no final do dia, ou no final da semana, mas se o tratamento não for iniciado e se não forem tomadas medidas de prevenção, existe uma piora do quadro e os sintomas se tornam mais intensos e a atividade profissional fica prejudicada. Os sintomas mais comuns de uma LER/ DORT incluem:

  • Dor localizada;
  • Dor que irradia ou que é generalizada;
  • Desconforto;
  • Fadiga ou sensação de peso;
  • Formigamento;
  • Dormência;
  • Diminuição da força muscular.

Estes sintomas podem ser exacerbados ao realizar determinados movimentos mas também é importante observar quando tempo duram, quais atividades o agravam, qual a sua intensidade e se há sinais de melhora com o repouso.

É comum que as pessoas que possuem LER/ DORT tenha como consequência tendinite de ombro ou punho, epicondilite, cisto sinovial, dedo em gatilho, lesão do nervo ulnar ou síndrome do desfiladeiro torácico, por exemplo.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico de LER/ DORT deve ser feito pelo ortopedista ou médico do trabalho, sendo realizada uma avaliação dos sintomas apresentados levando em consideração o histórico de saúde da pessoa, seu cargo e funções que desempenha. Além disso, é indicada a realização de exames de imagem como raio X, ultrassom, ressonância magnética ou tomografia, além da eletroneuromiografia que também é uma boa opção para avaliação da saúde do nervo afetado.

Ao chegar ao diagnóstico, e em caso de afastamento do posto de trabalho o médico de medicina do trabalho deve encaminhar a pessoa para o INSS para que possa receber seu benefício. 

Tratamento para LER/ DORT

O tratamento para LER/ DORT normalmente envolve a realização de sessões de fisioterapia, podendo também ser indicado o uso de medicamentos ou a cirurgia, em casos mais graves. Além disso, de acordo com a LER/ DORT e a gravidade, pode ser também necessário o afastamento do posto de trabalho.

De forma geral, a primeira linha de tratamento corresponde ao uso de medicamentos anti-inflamatórios com o objetivo de promover o alívio da dor e do desconforto. Aconselha-se também a reabilitação através da fisioterapia, onde podem ser usados equipamentos de eletroterapia para combater a dor aguda, técnicas manuais e exercícios corretivos podem ser indicados para fortalecer/alongar os músculos de acordo com a necessidade de cada pessoa. 

Na fisioterapia também são dadas recomendações para o dia a dia, com movimentos que devem ser evitados, opções de alongamentos e o que pode fazer em casa para se sentir melhor. Uma boa estratégia caseira é colocar uma compressa de gelo sobre a articulação dolorida, deixando atuar por 15-20 minutos.

O tratamento em caso de LER/DORT é lento e não é linear, havendo períodos de grande melhora ou de estagnação, e por isso é preciso ter paciência e cuidar da saúde mental durante esse período para evitar o quadro depressivo. Atividades como caminhada ao ar livre, corrida, exercícios como o método Pilates ou hidroginástica são boas opções. 

Como prevenir 

A melhor forma de prevenção da LER/DORT é realizar ginástica laboral diariamente, com exercícios de alongamentos e/ou fortalecimento muscular no próprio ambiente de trabalho. O mobiliário e as ferramentas de trabalho devem ser adequadas e ergonômicas, e deve ser possível a troca de tarefas ao longo do dia. 

Além disso, devem ser respeitadas as pausas, para que a pessoa tenha cerca 15-20 minutos a cada 3 horas para poupar os músculos e os tendões. Também é importante beber bastante água ao longo do dia para manter todas as estruturas bem hidratadas, o que diminui o risco de lesões. 

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. LER/DORT. 2012. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/dor_relacionada_trabalho_ler_dort.pdf>. Acesso em 21 Mai 2019
  • ROCHA, MARCUS VINÍCIUS Q. LER e DORT - Trabalho não pode causar dor!. 2021. Disponível em: <https://prodi.ifes.edu.br/images/stories/ler-dort-marco2021.pdf>. Acesso em 04 Nov 2021
Mais sobre este assunto: