Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Infecção pulmonar: o que é, principais tipos e causas

Fevereiro 2020

A infecção pulmonar, também chamada de infecção respiratória, acontece quando algum tipo de fungo, vírus ou bactéria consegue se multiplicar nos pulmões, causando inflamação e levando ao aparecimento de alguns sintomas como febre, tosse, catarro e dificuldade para respirar, por exemplo. Dependendo do local afetado no pulmão e dos sintomas, a infecção pulmonar pode ser dividida em vários tipos, sendo que as mais comuns são a pneumonia, a bronquite e a bronquiolite.

Sempre que existir suspeita de alguma infecção nos pulmões é muito importante consultar um pneumologista ou ir ao hospital, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado, que pode incluir o uso de antibióticos ou apenas repouso. Confira quais os sinais mais comuns de uma infecção pulmonar.

Infecção pulmonar: o que é, principais tipos e causas

Causas de infecção pulmonar

A infecção pulmonar pode ser causada por fungos, vírus e bactérias que podem entrar no organismo por meio da inalação de gotículas respiratórias que são liberadas durante a tosse, espirro ou fala de pessoas que estão infectada por esses microrganismos.

Os fungos são naturalmente encontrados suspensos no ar e são normalmente aspirados para dentro do corpo, no entanto raramente levam ao aparecimento de sinais e sintomas e ao desenvolvimento de doença, já que conseguem ser facilmente combatidos pelo próprio organismo. No entanto, quando o sistema imune encontra-se mais enfraquecido devido à doença ou ao uso de medicamentos, pode haver desenvolvimento de doenças respiratórias causadas por fungos.

As infecções do pulmão acontecem com mais frequência devido a bactérias, como Streptococcus pneumoniae e Bordetella pertussis, e vírus, sendo importante identificar a causa para que seja feito o tratamento adequado.

Principais tipos de infecção no pulmão

Existem 3 tipos principais de infecção no pulmão, que podem ter causas diferentes:

1. Pneumonia

A pneumonia acontece quando existe uma inflamação do parênquima pulmonar, que é a parede do pulmão responsável por fazer as trocas de oxigênio e dióxido de carbono. As causas mais comuns deste tipo de infecção são as bactérias do tipo Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae e Mycoplasma pneumoniae, assim como vírus, como o da gripe.

Quando se desenvolve uma pneumonia, os sintomas mais clássicos são febre acima de 38ºC, respiração rápida, tosse, dor no peito e catarro esverdeado ou com sangue. Saiba mais sobre a pneumonia e como tratar.

2. Bronquite

Já a bronquite é a inflamação dos brônquios, que são os canais que levam o ar desde o nariz e a boca até os pulmões. A causa mais comum para este tipo de infecção é o vírus da gripe, mas também pode acontecer pela infecção por bactérias como Mycoplasma pneumoniae, Chlamydia pneumoniae ou Bordetella pertussis.

Na bronquite, nem sempre existe febre e o catarro é esbranquiçado ou amarelado. Outros sintomas incluem ruídos aos respirar, tosse constante e cansaço. Veja outros sintomas de bronquite.

3. Bronquiolite

A bronquiolite é mais comum nos bebês com menos de 2 anos, caracterizando-se pela inflamação dos bronquíolos, que são os canais mais estreitos do aparelho respiratório e que levam o ar desde os brônquios até ao pulmão. A principal causa desta infecção são os vírus, especialmente o vírus sincicial respiratório.

Os sintomas que podem levar à suspeita de bronquiolite incluem chiado ao respirar, respiração rápida, abertura do nariz ao respirar e aumento da irritabilidade e cansaço. Confira como identificar e tratar a bronquiolite.

Como confirmar o diagnóstico

Para confirmar o diagnóstico de infecção pulmonar é recomendado consultar um pneumologista para fazer o exame físico, além de exames complementares, como os de sangue e raio X do tórax, por exemplo.

Após realizar o diagnóstico, inicia-se o tratamento, mas é importante identificar o agente causador da infecção para adotar a melhor conduta de tratamento, e isto pode ser conseguido com análise microbiológica do escarro.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a infecção pulmonar é feito com medicamentos que atuam diretamente contra o agente causador, como os antibióticos, antifúngicos ou antivirais, por exemplo. Pode-se usar também medicamentos para dor e para baixar a febre.

Para complementar o tratamento, o médico pode ainda indicar a fisioterapia respiratória, realizada com exercícios respiratórios e pequenos aparelhos que permitem eliminar as secreções dos pulmões, trazendo alívio dos sintomas. Além disso, a alimentação saudável e boa hidratação também são importantes no período de recuperação e durante o tratamento da infecção pulmonar.

Nos casos mais graves, em que não existe melhora após inicio do tratamento, ou quando a pessoa tem uma doença autoimune que deixe o sistema imune mais frágil, pode ser necessário fazer internamento no hospital.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem