Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Incontinência Urinária no Homem: Sintomas, tratamentos e causas

A incontinência urinária é caracterizada pela perda involuntária da urina e ela também pode afetar os homens. Normalmente ela acontece como consequência da retirada da próstata, mas também pode acontecer devido ao aumento da próstata, e em idosos com Parkinson, ou que tiveram um AVC, por exemplo. 

A perda do controle total da urina pode ser curado com tratamentos como remédios, fisioterapia e de exercícios para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, mas em último caso, pode ser indicada cirurgia. Por isso é sempre importante marcar uma consulta com um urologista, em caso de suspeita. 

Incontinência Urinária no Homem: Sintomas, tratamentos e causas

Como identificar a Incontinência Urinária no homem

Os sintomas da incontinência urinária masculina podem incluir:

  • Gotas de urina que ficam na cueca depois de urinar;
  • Perda de urina frequente e irregular;
  • Perda de urina em momentos de esforço, como rir, tossir ou espirrar;
  • Vontade incontrolável de urinar.

Essa doença pode surgir em qualquer idade, embora seja mais comum após os 45 anos, especialmente após os 70. Os sentimentos que podem estar presentes até o momento do diagnóstico e início do tratamento incluem preocupação, angústia, ansiedade e mudança na vida sexual, o que indica a necessidade de encontrar a cura. 

Os homens que tiverem os sintomas acima devem procurar um urologista, que é o médico especialista no assunto, a fim de identificar o problema e então iniciar o tratamento.

Tratamentos para Incontinência Urinária no homem

O tratamento para a incontinência urinária masculina pode ser feito com o uso de medicamentos, fisioterapia ou cirurgia, dependendo da causa da doença.

1. Remédios

O médico pode recomendar a toma de remédios anticolinérgicos, simpaticomiméticas ou antidepressivos, mas também pode-se colocar colágeno e microesferas na uretra, em caso de lesão no esfincter após a cirurgia da próstata. 

2. Fisioterapia e Exercícios

Na fisioterapia podem ser usados aparelhos eletrônicos como o “biofeedback”; a eletroestimulação funcional dos músculos do assoalho pélvico com eletrodo endo-anal, o tens ou uma combinação desses métodos. 

Os mais indicados são os exercícios de Kegel, que fortalecem os músculos pélvicos e devem ser realizados com a bexiga esvaziada, contraindo os músculos mantendo a contração 10 segundos, relaxando depois durante 15 segundos, repetindo 10 vezes cerca de três vezes por dia. Veja o passo a passo desses exercícios nesse vídeo:

3. Tratamento natural 

Evitar tomar café e os alimentos diuréticos são ótimas estratégias para conseguir segurar o xixi, veja mais dicas nesse vídeo:

4. Cirurgia

O urologista pode indicar ainda, como último recurso a cirurgia para colocação de um esfíncter urinário artificial ou sling que é a criação de uma obstrução na uretra para evitar a perda de urina, por exemplo. 

O que pode causar Incontinência Urinária masculina

É frequente o homem ficar com incontinência urinária após cirurgia para retirada da próstata, pois na cirurgia os músculos envolvidos no controle da urina podem ser lesionados. Mas algumas outras possíveis causas são: 

  • Hiperplasia benigna da próstata;
  • A perda do controle dos músculos envolvidos, principalmente nos idosos;
  • Alterações cerebrais ou doença mental afetando principalmente idosos com Parkinson ou que tiveram AVC;
  • Problemas na inervação da bexiga.

O uso de medicamentos como também pode favorecer a perda de urina por diminuir o tônus muscular pélvico, por exemplo.  

Mais sobre este assunto:


Carregando
...