10 formas simples de eliminar o inchaço pós-parto

Atualizado em julho 2022

Algumas formas de eliminar o inchaço pós-parto são aumentar a ingestão de líquidos, elevar as pernas, fazer pequenas caminhadas ou aumentar o consumo de alimentos ricos em potássio, por exemplo, pois ajudam a melhorar a circulação sanguínea e linfática, reduzir a retenção de líquidos e aumentar a eliminação de toxinas, que podem estar causando o inchaço.

É normal a mulher ficar com as pernas, pés ou tornozelos inchados depois do parto, durante cerca de 3 a 8 dias. Esse inchaço acontece principalmente nas mulheres que passam pela cesárea, porque ficam mais tempo deitadas e precisam se recuperar da anestesia, mas também pode afetar as mulheres após o parto vaginal.

No entanto, se o inchaço não melhorar ou ocorrer inchaço no rosto, dor de cabeça, inchaço repentino ou vermelhidão em apenas uma perna ou pé, dificuldade para respirar ou vômitos, deve-se procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo. 

Imagem ilustrativa número 1

Alguns passos simples que podem ser recomendados para desinchar no pós-parto incluem:

1. Ingerir mais líquidos 

Ingerir uma maior quantidade de líquidos, especialmente a água ou chás sem açúcar, ajudam a reduzir o inchaço pós-parto, pois quando o corpo está bem hidratado retém menos líquidos. Além disso, beber mais líquidos estimula a produção de urina, o que acaba eliminando o excesso de água e toxinas do organismo.

Além disso, ingerir uma maior quantidade de líquidos, também favorece a produção de mais leite materno. Veja outras formas de aumentar a produção de leite materno

2. Fazer pequenas caminhadas

Movimentar o corpo, fazendo pequenas caminhadas, dentro do quarto ou dentro de casa, ajudam a reduzir o inchaço nos pés ou nas pernas pós-parto, pois a movimentação das pernas promovem a contração muscular e ajuda no retorno do sangue para o coração, melhorando a circulação sanguínea.

Além disso, as pequenas caminhadas ainda estimulam a saída do lóquio, que é o sangramento que a mulher apresenta depois do parto.

3. Fazer exercícios para os pés

Fazer exercícios com os pés e tornozelos ajuda a contrair os músculos da panturrilha, estimular o retorno do excesso de líquido nas pernas e pés para o coração e melhorar a circulação linfática, diminuindo o inchaço das pernas ou dos pés. 

Além disso, os exercícios para os pés e tornozelos ajudam a prevenir a trombose venosa profunda. Saiba identificar os sintomas da trombose venosa profunda. 

Uma boa forma de fazer exercícios para os pés e tornozelos é dobrar e esticar os pés para cima e para baixo, girar cada pé em um círculo ou levantar-se com as pontas dos pés para ajudar a panturrilha a bombear o sangue das pernas para o coração, por exemplo.

4. Elevar as pernas

Colocar as pernas para cima facilita o retorno do sangue para o coração, melhorando a circulação sanguínea e por isso ajuda a aliviar o inchaço nos pés e tornozelos no pós parto.

Para elevar as pernas deve-se deitar e colocar as pernas para cima apoiadas na cabeceira da cama ou pode-se usar almofadas ou travesseiros embaixo dos pés para que estes fiquem mais elevados que o tronco, durante a amamentação, por exemplo. Essa recomendação pode ser feita regularmente ao longo do dia por 20 minutos. 

5. Fazer um banho de contraste 

Fazer um banho de contraste com água quente e fria ajuda a promover a circulação sanguínea nas pernas e nos pés, aliviando o inchaço pós parto.

Para fazer o banho de contraste deve-se mergulhar os pés numa bacia com água quente e depois na água fria, para ajudar a eliminar o inchaço mais rápido.

Assista o vídeo a seguir com a fisioterapeuta Marcelle Pinheiro com o passo a passo para fazer o banho de contraste:

youtube image - Tratamento caseiro para PÉS INCHADOS

6. Evitar ficar em pé muito tempo

Ficar em pé muito tempo dificulta o retorno do sangue para o coração, aumentando a retenção de líquidos nas pernas e o acúmulo de líquido nos pés, o que podem causar ou piorar o inchaço nos pés e tornozelos no pós-parto. 

Assim, é recomendado evitar ficar mais de uma hora em pé sem descanso, além de movimentar as pernas, flexionar os joelhos e os tornozelos ou movimentar a panturrilha, levantando o corpo com as pontas dos pés, por exemplo. 

7. Evitar consumir alimentos processados

Os alimentos processados ou embutidos, como bolos, biscoitos, salsicha, linguiça, bacon, presunto, salame e mortadela, são ricos em sódio, o que aumenta a retenção de líquidos, causando ou piorando o inchaço pós parto.

Desta forma, deve-se evitar o consumo de alimentos processados, além de reduzir o consumo de sal na alimentação, optando preparar os alimentos com um sal com baixo teor de sódio ou usar ervas aromáticas, por exemplo. Saiba mais sobre ervas aromáticas para substituir o sal

8. Consumir alimentos ricos em potássio

Outra boa forma de reduzir o inchaço no pós-parto, é aumentar o consumo de alimentos ricos em potássio, como banana, uva passa ou amêndoas, pois ajudam a reduzir a quantidade de sódio no corpo, que causa retenção de líquidos e inchaço.

No entanto, mulheres com problemas nos rins ou no coração, devem evitar alimentos com ricos em potássio. Por isso, a alimentação deve sempre ser orientada pelo médico ou nutricionista.

9. Fazer drenagem linfática

A drenagem linfática ajuda a reduzir o inchaço pós-parto, pois melhorar a circulação linfática e sanguínea, diminuindo a retenção de líquidos e aumentando a eliminação de toxinas do corpo.

No entanto, é importante que a drenagem linfática seja feita somente após a liberação do obstetra, que deve avaliar o estado de saúde da mulher e orientar quando pode ser iniciada, o que varia de alguns dias a semanas, de acordo com o tipo de parto realizado ou da presença de complicações durante a gestação. 

10. Usar meias de compressão

As meias de compressão podem ser usadas sob orientação do obstetra para ajudar a facilitar o regresso do sangue das pernas para o coração, melhorando a circulação sanguínea e linfática, o que ajuda a melhorar o inchaço nos pés e tornozelos no pós-parto. Além disso, as meias de compressão diminuem a sensação de cansaço nas pernas.

Para usar as meias de compressão, deve-se colocar as meias de compressão assim que acordar, ainda na posição deitada e retirar à noite antes de dormir. 

É importante sempre consultar o obstetra antes de utilizar as meias de compressão para utilizar a mais adequada, pois existem vários tipos e tamanhos.

Porque a mulher fica inchada depois do parto 

Durante a gravidez o corpo da mulher tem cerca de 50% a mais de sangue, mas com menos proteínas e hemoglobinas. Depois do nascimento do bebê o corpo da mulher passa novamente por uma grande transformação, de forma mais brusca. O excesso de líquido no espaço entre as células é uma situação comum e esperada, e isso se traduz em inchaço localizado especialmente nas pernas e pés, embora também possa ser notado com menor intensidade nos braços, mãos e também na região da cicatriz da cesárea ou da episiotomia. 

Sinais de alerta para ir ao médico 

O inchaço no pós parto deve durar até 8 dias, reduzindo dia após dia. Caso o inchaço esteja mais presente ou dure mais tempo, deve procurar ajuda médica, porque pode ser preciso avaliar a pressão arterial e verificar se existe alguma alteração importante no coração, rins ou fígado.

Além disso, deve-se procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto socorro mais próximo, caso surjam sintomas como:

  • Dor ou inchaço repentino em apenas uma perna ou pé;
  • Aumento do inchaço em uma perna;
  • Vermelhidão na batata da perna;
  • Palpitação cardíaca;
  • Falta de ar ou dificuldade para respirar;
  • Visão embaçada ou aumento sa sensibilidade à luz;
  • Dor no peito;
  • Dor de cabeça muito forte ou contínua;
  • Dor na barriga;
  • Náusea ou ânsia de vômito;
  • Aumento ou diminuição da vontade de urinar.

Não é recomendado tomar nenhum remédio diurético por conta própria porque pode mascarar sintomas que devem ser avaliados pelo médico, dessa forma, os diuréticos só devem ser tomados após prescrição médica.