Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Ibuprofeno pode agravar a infecção por coronavírus?

Após a publicação de um estudo na revista Lancet Respiratory Medicine, que afirma que o ibuprofeno pode agravar a infecção causada pelo novo coronavírus, surgiu a dúvida sobre se seria seguro tomar ibuprofeno para aliviar os sintomas causado pelo vírus.

Porém, não existem atualmente dados científicos suficientes que confirmem um possível agravamento da COVID-19, causado pela administração de ibuprofeno ou outros anti-inflamatórios não esteroides.

Estão, no entanto, a decorrer mais estudos para avaliar a possível relação entre a administração de ibuprofeno e a exacerbação das infecções pelo SARS-CoV-2 (COVID-19).

Ibuprofeno pode agravar a infecção por coronavírus?

O que diz o estudo

O artigo científico baseia-se num fato reconhecido de que a expressão de uma enzima designada por enzima conversora da angiotensina 2 (ECA2), nas células do pulmão, intestino, rim e vasos sanguíneos, poderá favorecer a propagação do novo coronavírus, já que este se liga às células, através dessa enzima.

Os autores deste artigo, colocam a hipótese do ibuprofeno poder aumentar a expressão dessa enzima, a ECA2, sem fundamentação científica suficiente, já que o único estudo comprovado cientificamente, que associa esta enzima e o ibuprofeno, foi realizado em ratos diabéticos, nos quais se verificou que a expressão de ECA2 no tecido cardíaco (que estava diminuída em mais de 65%), aumentou com a administração oral de ibuprofeno, durante 8 semanas, porém, bem abaixo dos níveis normais.

Perante isto, não é possível afirmar que o ibuprofeno tem impacto na exacerbação da doença causada pelo novo coronavírus.

O que devo fazer?

O tratamento sintomático da febre, seja por infecção pelo SARS-CoV-2 (COVID-19), seja por outro agente infeccioso (salvo algumas exceções), deve ser realizado através do uso de paracetamol como primeira alternativa.

No entanto, também não há evidências suficientes para contraindicar o uso de ibuprofeno.

É ainda muito importante seguir sempre a recomendação do médico e respeitar a informação contida na bula do medicamento.

Saiba também como se proteger do coronavírus.

Bibliografia >

  • Fang L, Karakiulakis G, Roth M. . Are patients with hypertension and diabetes mellitus at increased risk for COVID-19 infection?. Lancet Respir Med. . 30116-8, 2020
  • Qiao W, Wang C, Chen B, Zhang F, Liu Y, Lu Q, Guo H, Yan C, Sun H, Hu G, Yin X. Ibuprofen attenuates cardiac fibrosis in streptozotocin-induced diabetic rats. Cardiology. Vol.131. 2.ed; 97-106, 2015
  • INFARMED. Nota Informativa - Ausência de evidência entre o agravamento da infeção por COVID-19 e o ibuprofeno. 2020. Disponível em: <https://www.infarmed.pt/web/infarmed/infarmed/-/journal_content/56/15786/3578892>. Acesso em 16 Mar 2020
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE FARMACOLOGIA. A alegação de que o uso de ibuprofeno pode estar associado a um risco aumentado de infecção por COVID-19 é falsa. 2020. Disponível em: <http://www.spfarmacologia.pt/>. Acesso em 16 Mar 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem