Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que causa e como tratar a hipernatremia

A hipernatremia é definida como um aumento da quantidade de sódio no sangue, ficando acima do limite máximo, que é 145mEq/L. Esta alteração acontece quando alguma doença causa a perda excessiva de água, ou quando se consome uma quantidade grande de sódio, havendo uma perda do equilíbrio entre a quantidade de sal e de água no sangue.

O tratamento para esta alteração deve ser orientado pelo médico a depender da sua causa e da quantidade de sal no sangue de cada pessoa, e, geralmente, consiste no aumento do consumo de água, que pode ser por boca ou, em casos mais graves, com soro na veia.

O que causa e como tratar a hipernatremia

O que causa a hipernatremia

Na maioria das vezes, a hipernatremia acontece devido à perda de água em excesso pelo corpo, causando desidratação, situação que é mais comum em pessoas acamadas ou internadas por alguma doença, em que há um comprometimento da função dos rins. Ela também pode surgir em casos de:

  • Diarréia, comum em infecções intestinais ou uso de laxantes;
  • Vômitos em excesso, provocados por gastroenterites ou gravidez, por exemplo;
  • Suor abundante, que acontece em caso de exercícios intensos, febre ou muito calor.
  • Doenças que fazem urinar muito, como o diabetes insípidus, causado por doenças no cérebro ou nos rins, ou até por uso de remédios. Saiba mais sobre como identificar e tratar o diabetes insípidus

Além disto, pessoas que não bebem água ao londo do dia, principalmente idosos ou pessoas dependentes que não conseguem ter acesso a líquidos, têm maior chance de desenvolver esta alteração.

Outra causa importante para a hipernatremia é o excesso no consumo de sódio ao longo do dia, em pessoas predispostas, como consumir alimentos ricos em sal. Veja quais são os alimentos ricos em sódio e saiba o que fazer para diminuir o consumo de sal

Como é feito o tratamento

O tratamento pode ser feito em casa, nos casos mais leves, com o aumento da ingestão de líquidos, principalmente a água. Geralmente, beber uma grande quantidade de água já é suficiente para tratar a alteração, mas em casos de pessoas que não podem beber líquidos ou quando existe uma alteração muito grave, o médico irá recomendar a reposição de água através de soro com menor quantidade de sal, na quantidade e velocidade necessárias para cada caso.

Esta correção também é feita com o cuidado de não causar uma alteração brusca na composição do sangue, devido ao risco de edema cerebral e, além disto, deve-se ter cuidado para não baixar muito os níveis de sódio pois, se muito baixo, também é prejudicial. Veja também as causas e o tratamento do sódio baixo, que é a hiponatremia.

Também é necessário tratar e corrigir o que está causando o desequilíbrio do sangue como, por exemplo, tratar a causa da infecção intestinal, tomar soro caseiro em casos de diarréia e vômitos, ou o uso de vasopressina, que é um remédio indicado para alguns casos de diabetes insipidus.

Sinais e sintomas

A hipernatremia pode provocar aumento da sede ou, como acontece na maioria das vezes, não causa sintomas. Entretanto, quando a alteração do sódio é muito grave ou acontece de forma brusca, o excesso de sal causa contração das células cerebrais e podem surgir sinais e sintomas como:

  • Sonolência;
  • Fraqueza;
  • Confusão mental;
  • Convulsão;
  • Coma.

A hipernatremia é identificada pelo exame de sangue, em que a dosagem de sódio, também identificado como Na, está acima de 145mEq/L. A avaliação da concentração do sódio na urina, ou osmolaridade urinária, também ajuda a identificar a composição da urina e identificar a causa da hipernatremia. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...