Hidrocortisona: para que serve e como usar

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
fevereiro 2022

A hidrocortisona é um anti-inflamatório corticóide, na forma de pomada, indicado para o tratamento tópico de inflamações da pele, como eczema, disidrose ou picada de inseto, por exemplo. Esse remédio age imitando os hormônios corticoides que são produzidos naturalmente pelo corpo pelas glândulas supra renais, aliviando os sintomas de coceira, inchaço ou vermelhidão da pele.

Além disso, a hidrocortisona pode ser usada na forma de injeção indicada para o tratamento de problemas hormonais, doenças reumáticas ou em emergências médicas causadas por reações alérgicas a medicamentos ou alimentos, pois diminui a resposta do sistema imunológico.

A hidrocortisona na forma de pomada pode ser encontrada em farmácias ou drogarias na sua forma genérica como “acetato de hidrocortisona” ou com os nomes comerciais Berlison ou Cortigen, por exemplo, e deve ser usada com indicação médica. Já a hidrocortisona injetável é encontrada somente em hospitais com o nome Solu-cortef, e aplicada por um enfermeiro, sob supervisão médica.
 

Para que serve

A hidrocortisona na forma de pomada é indicada para o tratamento de inflamações na pele e dermatoses, como dermatite, eczema, líquen plano, intertrigo, disidrose ou picadas de inseto, aliviando a coceira, o inchaço e a vermelhidão da pele.

Já a hidrocortisona injetável é indicada para o tratamento de inflamações causadas por doenças como problemas hormonais, doenças reumáticas, problemas na pele, inflamação dos olhos ou esclerose múltipla. Além disso, a hidrocortisona injetável pode ser indicada para doenças respiratórias, como asma brônquica ou rinite alérgica, ou reações alérgicas a medicamentos, alimentos ou picadas de inseto, por exemplo.

Como usar

A forma de uso da hidrocortisona varia com a apresentação e inclui:

1. Hidrocortisona pomada

A hidrocortisona na forma de pomada deve ser aplicada sobre a pele, sempre nos horários estabelecidos pelo médico, sendo que as doses normalmente recomendadas para adultos são de 1 aplicação sobre a pele afetada, de 2 a 3 vezes por dia, conforme orientação médica. 

É recomendado lavar as mãos e a pele afetada com água e sabonete neutro e secar bem antes de passar a pomada. Além disso, após o uso deve-se lavar as mãos novamente, exceto nos casos em que a pomada é usada para tratar a pele das mãos.

Além disso, não se deve cobrir a área da pele tratada, a menos que tenha sido orientado pelo médico, pois cobrir a pele pode aumentar a absorção da pomada pela pele e causar efeitos colaterais.

2. Hidrocortisona injetável

A hidrocortisona injetável é usada somente em hospitais aplicada diretamente na veia ou no músculo, por um enfermeiro, sendo que as doses devem ser recomendadas pelo médico de forma individualizada de acordo com o problema a ser tratado.

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com a hidrocortisona na forma de pomada são sensação de ardor na pele, coceira, inflamação da raiz do pêlo, secura ou descoloração da pele.

Já a hidrocortisona injetável pode causar efeitos colaterais como inchaço nas pernas, aumento do peso, fraqueza muscular, aumento da produção de suor, dores de cabeça, tonturas, coceira na pele ou aumento da sede.

Quem não deve usar

A hidrocortisona não deve ser usada por pessoas que possuem infecção ativa e/ou sistêmica, alergia aos componentes da fórmula ou outros corticóides. 

Além disso, a pomada de hidrocortisona não deve ser usada por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, a menos que recomendado pelo médico. 

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • EMS S/A. Hidrocortisona pomada dermatológica. Disponível em: <https://www.ems.com.br/arquivos/produtos/bulas/bula_hidrocortisona_10663_1055.pdf>. Acesso em 10 fev 2022
  • PFIZER. Solu- cortef injetável (succinato sódico de hidrocortisona) . 2020. Disponível em: <https://labeling.pfizer.com/ShowLabeling.aspx?id=4829>. Acesso em 10 fev 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.