Hérnia de disco lombar: o que é, sintomas, causas, tratamento

A hérnia de disco lombar acontece quando os discos entre as vértebras da coluna, que funcionam como amortecedores, são pressionados e mudam de forma ou se rompem, o que pode pressionar as raízes dos nervos próximos ao disco vertebral, causando sintomas como dor, formigamento ou dormência das pernas.

A hérnia de disco lombar é mais comum em idosos devido ao processo natural de envelhecimento, mas também pode ocorrer por obesidade, carregar peso em excesso ou por enfraquecimento dos músculos do abdômen e das costas que dão suporte à coluna.

É importante consultar um ortopedista quando são identificados sintomas de hérnia lombar para que seja feito o diagnóstico e, assim, poder ser indicado o tratamento mais adequado, o que pode ser feito com remédios, fisioterapia e, em casos mais graves, cirurgia.

Hérnia de disco lombar: o que é, sintomas, causas, tratamento

Principais sintomas

Na maioria dos casos, a dor lombar é o primeiro sintoma de uma hérnia de disco. Essa dor pode ser constante ou piorar ao realizar movimentos e durar alguns dias, e depois melhorar. Outros sintomas da hérnia de disco lombar podem são:

  • Dor nas costas no final da coluna, que pode irradiar para o glúteo ou pernas;
  • Dormência ou sensação de formigamento nas pernas e/ou pés;
  • Fraqueza nas pernas e/ou pés;
  • Dificuldade para movimentar-se;
  • Sensação de queimação ou formigamento nas costas ou nádegas.

Além disso, nos casos mais graves de compressão dos nervos da pelve, a pessoa pode perder o controle da bexiga e do intestino.

Embora a hérnia de disco lombar seja mais diagnosticada devido a presença de dor lombar, muitos casos são descobertos em exames de imagem da coluna vertebral, sem que a pessoa tenha sintomas.

Como confirmar o diagnóstico

Na maioria dos casos, o diagnóstico da hérnia de disco lombar pode ser feito com base nos sintomas apresentados e exame clínico em que o ortopedista ou neurocirurgião especialista em coluna, testam os reflexos neurológicos, a força dos músculos e a sensibilidade das pernas e dos pés e a habilidade de andar.

Além disso, o médico pode solicitar exames de imagem como raio-x da coluna, ressonância magnética ou tomografia computadorizada para verificar o local, tipo de lesão e quais nervos da região lombar estão afetados.

Possíveis causas

A causa mais comum da hérnia de disco lombar está relacionada com o envelhecimento natural do corpo, em que ocorre um desgaste gradual dos discos da coluna lombar,, pois conforme a pessoa envelhece, os discos tornam-se menos flexíveis, podendo rasgar ou romper mais facilmente. Além disso, pessoas que têm a musculatura abdominal ou das costas muito fraca, ou que têm excesso de peso ou obesidade, podem desenvolver hérnia de disco lombar, por sobrecarregar as costas.  

Outras causas da hérnia de disco lombar podem ser por má postura, usar os músculos das costas em vez dos músculos da perna e da coxa para levantar objetos pesados, ou torcer ou girar as costas de forma abrupta, por exemplo. Além disso, o tabagismo também está relacionado com o desenvolvimento da hérnia de disco lombar por diminuir a quantidade de oxigênio para o disco lombar, fazendo com que se decomponha mais rapidamente.

Raramente, a hérnia de disco lombar é causada por algum trauma na coluna, como uma queda ou alguma agressão nas costas, como uma batida ou pancada.

Hérnia de disco lombar: o que é, sintomas, causas, tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento para hérnia de disco lombar deve ser indicado pelo ortopedista ou neurocirurgião com o objetivo de controlar e aliviar a dor e devem incluir modificação de atividades para evitar movimentos que causam dor, por exemplo.

Os principais tratamentos para hérnia de disco lombar incluem:

1. Remédios

O tratamento com remédios indicados pelo médico pode ser feito com o uso de comprimidos por via oral de anti-inflamatórios como ibuprofeno ou naproxeno, analgésicos como paracetamol ou codeína, ou relaxantes musculares para reduzir a contração da musculatura lombar que pode causar mais dor.

Nos casos em que a pessoa não tem melhora dos sintomas com o uso de remédios por via oral, o médico pode indicar injeções de corticóides que podem ser aplicadas na área ao redor dos nervos da coluna lombar.

2. Fisioterapia

A fisioterapia ajuda a aliviar os sintomas causados pela hérnia de disco lombar e a recuperar os movimentos, podendo ser realizada diariamente, ou no mínimo 3 vezes por semana, no caso de dor aguda.

O fisioterapeuta deve criar um programa de tratamento específico para acelerar a recuperação, incluindo exercícios de alongamento e fortalecimento dos músculos do abdômen e da lombar, ou uso de aparelhos para controlar a dor e a inflamação, além de tratamentos para fazer em casa. Desta forma, a fisioterapia pode ajudar a retornar às atividades e estilo de vida normais. 

O tempo que leva para curar a doença varia, mas os resultados podem ser alcançados em 2 a 8 semanas ou menos, quando uma postura adequada, redução da dor, alongamento e programa de fortalecimento são implementados.

Dependendo do estado de saúde da pessoa pode-se realizar alguns exercícios de pilates ou de reeducação postural global (RPG), sob supervisão do fisioterapeuta, mas os exercícios de musculação são contraindicados, na maior parte dos casos, pelo menos, durante a dor aguda. 

Assista o vídeo com a fisioterapeuta Marcelle Pinheiro com dicas de fisioterapia para hérnia de disco lombar:

3. Cirurgia

A cirurgia para hérnia de disco lombar pode ser indicada pelo médico quando as outras formas de tratamento não foram suficientes para melhorar os sintomas após seis semanas, especialmente se a pessoa continuar a ter dor que não diminui, fraqueza nas pernas ou nos pés, dificuldade de ficar em pé ou andar ou perda do controle da bexiga ou do intestino.

Diversas técnicas podem ser utilizadas para o tratamento cirúrgico como uso de laser ou através da abertura da coluna, para remover apenas a parte saliente do disco lombar. Raramente, todo o disco deve ser removido, e nestes casos, pode ser necessário unir as vértebras utilizando um enxerto ósseo. Saiba mais detalhes da cirurgia para hérnia de disco.

A cirurgia de hérnia lombar é sempre a última opção de tratamento e está diretamente relacionada com a qualidade de vida do paciente, sendo realizada quando a qualidade de vida torna-se muito ruim. No pós operatório, a pessoa deve permanecer de repouso nos primeiros dias, evitando fazer esforços e, iniciar a fisioterapia geralmente começa após 15 a 20 dias da cirurgia e pode durar meses. 

Cuidados durante o tratamento

Algumas medidas importantes durante o tratamento da hérnia de disco lombar são:

  • Tomar os medicamentos nos horários corretos, conforme orientado pelo médico;
  • Fazer os exercícios em casa recomendados pelo fisioterapeuta para fortalecer a musculatura das costas e do abdômen;
  • Aplicar compressas frias na lombar nos primeiros dois dias para aliviar a dor e a inflamação;
  • Aplicar compressas quentes na lombar após os dois primeiros dias para aliviar a dor e o desconforto;
  • Evitar ficar muito tempo de repouso, pois ficar na cama pode causar rigidez nas articulações e músculos fracos, o que pode complicar sua recuperação
  • Descansar em uma posição confortável por 30 minutos e depois dar uma caminhada curta;
  • Evitar fazer esforços que possam piorar a dor como carregar pesos ou agachar;
  • Fazer movimentos lentos e controlados, especialmente para se inclinar para a frente ou ao levantar;
  • Retomar as atividades diárias de forma gradual, evitando esforços que possam causar o reaparecimento da dor. 

Além disso, deve-se manter a boa postura, deixando as costas retas e alinhadas, principalmente quando estiver sentado, pois ajuda a reduzir a pressão na coluna e nos discos vertebrais, e aliviar a dor e o desconforto lombar. 

É importante seguir as orientações do médico para que a dor melhore e a recuperação possa ocorrer de forma mais tranquila.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • AMIN, Raj M.; et al. Lumbar Disc Herniation. Curr Rev Musculoskelet Med. 10. 4; 507–516, 2017
  • MAYO CLINIC. Herniated disk. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/herniated-disk/symptoms-causes/syc-20354095>. Acesso em 12 Mar 2021
  • ROGERSON, Ashley; AIDLEN, Jessica; JENIS, Louis G. Persistent radiculopathy after surgical treatment for lumbar disc herniation: causes and treatment options. Int Orthop. 43. 4; 969-973, 2019
  • KREINER, D Scott; et al. An evidence-based clinical guideline for the diagnosis and treatment of lumbar disc herniation with radiculopathy. Spine J. 14. 1; 180-191, 2014
  • VAN DER WINDT, Daniëlle Awm; et al. Physical examination for lumbar radiculopathy due to disc herniation in patients with low-back pain. Cochrane Database Syst Rev. 17. 2; CD007431, 2010
Mais sobre este assunto: