Hérnia de disco cervical: o que é, sintomas e tratamento

A hérnia de disco cervical acontece quando há uma compressão do disco intervertebral localizado na região do pescoço, entre as vértebras C1 e C7, o que pode acontecer devido ao envelhecimento ou ser consequência da posição para dormir, sentar ou para realizar as atividades do dia a dia, e levar ao aparecimento de alguns sintomas como for no pescoço, sensação de formigamento e dormência, por exemplo.

Dependendo da gravidade da hérnia de disco cervical, as formas de tratamento podem variar desde o uso de medicamentos para alívio da dor, sessões de fisioterapia, exercícios ou, em último caso, a realização de uma cirurgia na coluna.

Nem sempre a hérnia de disco cervical tem cura, especialmente quando há uma grande degeneração do disco ou das vértebras envolvidas, mas o tratamento pode alcançar ótimos resultados e a pessoa pode deixar de sentir dor com os tratamentos disponíveis. Na maior parte das vezes em caso de hérnia de disco protusa ou extrusa não é necessário fazer cirurgia. Veja os tipos e classificação das hérnias de disco.

Hérnia de disco cervical: o que é, sintomas e tratamento

Sintomas de hérnia cervical

Os sintomas de hérnia cervical surgem quando acontece uma inflamação maior dos discos cervicais, sendo os principais:

  • Dor no pescoço;
  • Dor que irradia para os ombros, braços e mãos;
  • Sensação de formigamento e de dormência;
  • Diminuição da força muscular;
  • Dificuldade para movimentar o pescoço.

Assim que forem notados sinais e sintomas indicativos de hérnia cervical, é importante que o ortopedista seja consultado, pois assim é possível que seja feita uma avaliação e sejam solicitados exames de imagem que confirmem a hérnia cervical.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da hérnia cervical é feito inicialmente pelo ortopedista por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa e realização de exame físico, em que o médico realiza na pessoa movimentos que envolvem a cervical para verificar a presença de dor e a sua intensidade.

Além disso, são indicados exames de imagem, como raio-X, tomografia computadorizada e/ou ressonância magnética, para verificar sinais de inflamação nos discos cervicais e a gravidade da hérnia, sendo fundamental para que o médico indique o tratamento mais adequado.

Como é feito o tratamento

O tratamento para hérnia cervical pode variar de acordo com a gravidade dos sintomas apresentados pela pessoa e se há ou não compressão de nervos no local. Assim, após avaliação o ortopedista pode indicar:

1. Usar compressa quente

O uso de bolsa de água morna no pescoço, de 3 a 4 vezes por dia, pode ajudar a aliviar a dor e é ótimo para fazer em casa, antes de fazer os alongamentos indicados pelo médico ou fisioterapeuta, porque permitem uma maior amplitude de movimentos. 

2. Tomar remédios

O médico pode receitar remédios analgésicos e anti-inflamatórios para combater a dor no pescoço e a dor de cabeça que pode surgir devido a hérnia. Pomadas como Cataflan ou Reumon Gel são boas opções para passar quando sentir dor e são facilmente encontradas na farmácia e podem ser compradas sem receita médica.

3. Fazer fisioterapia

O tratamento para a hérnia cervical inclui sessões diárias de fisioterapia onde podem ser usados equipamentos que ajudam a combater a dor, melhorando os sintomas e a movimentação da cabeça. Também são indicados recursos que aquecem a região do pescoço, facilitando a realização de alongamentos e massagens que diminuem a rigidez dos músculos.

Técnicas de terapia manual, usando manipulação vertebral e tração cervical são excelentes opções para aumentar o espaço entre as vértebras, diminuindo a compressão do disco vertebral.

4. Exercícios 

Os exercícios de alongamento são bem-vindos desde o início do tratamento e podem ser realizados também em casa, 2 ou 3 vezes ao dia, sempre que sentir que o pescoço está 'preso' e há dificuldade de realizar movimentos.

Os exercícios de pilates clínico que são sempre orientados por um fisioterapeuta são excelentes para o tratamento, onde já não existe inflamação e dor e permite que a postura fique melhor, assim como a posição da cabeça e dos ombros, que melhoram os sintomas e previnem que a hérnia de disco piore.

5. Cirurgia 

A cirurgia para a hérnia cervical é indicada quando o paciente sente muitas dores que não cessam mesmo com o uso de anti-inflamatórios e várias sessões de fisioterapia. A cirurgia para hérnia cervical é delicada e não significa a cura da doença, mas pode diminuir os sintomas melhorando a qualidade de vida do paciente.

Veja mais informações sobre a hérnia de disco cervical no vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: