Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Grávida pode tomar vacina?

A grávida pode tomar algumas vacinas, como a vacina da gripe, por exemplo, porém, as vacinas que a grávida deve tomar só devem ser aplicadas após os 3 meses de gravidez, pois antes desse período existe maior risco de aborto ou mal formação do feto.

No entanto, a maioria das vacinas estão contraindicadas na gravidez, porque põe em risco a vida da gestante e do feto. Por isso, antes de aplicar uma vacina, a grávida deve consultar o obstetra para avaliar se pode tomar a vacina sem risco.

Vacinas indicadas na gravidez

Além da vacina da gripe, a grávida pode tomar a vacina da Difteria e Tétano (dT), também conhecida por vacina antitetânica. Estas vacinas protegem a grávida e o feto, já que os anticorpos que constituem a vacina, passam para o bebê através do cordão umbilical.

Existem outras situações em que a grávida pode tomar vacina, como quando corre elevado risco de contrair uma doença. Nestes casos, as vacinas que o médico pode indicar incluem:

  • Vacina da febre amarela;
  • Vacinas da hepatite e hepatite B, que devem ser tomadas preferencialmente após o primeiro trimestre;
  • Vacina para coqueluche;
  • Vacina para a raiva;
  • Vacina HPV;
  • Vacina da poliomielite;
  • Vacina pneumocócica polissacarídea;
  • Vacina meningocócica polissacarídea.

No caso da grávida ter contactado com uma pessoa com a doença, ter sido mordida por um animal ou no caso de ir fazer uma viagem, por exemplo, pode haver necessidade da grávida tomar alguma vacina para a prevenir o desenvolvimento da doença. Nestes casos, a grávida deve comunicar ao médico a situação para avaliar a necessidade de aplicar a vacina.

Vacinas proibidas na gravidez

As vacinas que a grávida não pode tomar incluem:

  • BCG;
  • Tríplice viral;
  • Vacina contra pólio;
  • Vacina contra rubéola;
  • vacina contra catapora;
  • Vacina da caxumba;
  • Vacina contra o sarampo.

Estas vacinas devem ser evitadas durante a gravidez, pois são vacinas com vírus vivos que podem afetar o bebê causando complicações, como malformação do feto ou aborto, por exemplo.

Link útil:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...