Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Glaucoma tem cura?

O glaucoma é uma doença crônica que causa perda progressiva da visão devido à morte das células do nervo ótico e, por isso, pode provocar cegueira se não for tratado adequadamente quando surgem os primeiros sintomas. 

Assim, embora esta doença não tenha cura, quando não é tratada adequadamente pode causar o surgimento de várias complicações como dor constante nos olhos, visão em túnel, moscas volantes e, até cegueira. Dessa forma, é aconselhado fazer consultas frequentes no oftalmologista, pelo menos 1 vez por ano, para garantir que o tratamento está sendo eficaz.

Glaucoma tem cura?

4 principais formas de tratamento

Quanto mais cedo iniciar o tratamento maiores são as chances de evitar cegueira e outras complicações. Os tratamentos podem ser:

1. Uso de colírios

Alguns exemplos são Pilocarpina e Dipivalil epinefrina, que diminuem a produção do líquido do olho e ajudam na sua drenagem, diminuindo a pressão ocular e a controlar a doença.

Como usar: é necessário aplicar a quantidade de gotas indicadas pelo médico diretamente no olho e logo depois fechar suavemente o canto do olho, próximo ao nariz, para evitar que o remédio passe para o canal lacrimal, nariz ou garganta. A seguir deve-se manter o olho fechado por cerca de 4 minutos. Veja os principais colírios para tratar o Glaucoma e seus efeitos colaterais.

2. Toma de remédios

A toma de comprimidos, como glicerol, só é feita quando o uso de colírios não conseguem diminuir a pressão ocular.

Quando se toma estes comprimidos é necessário ir no nutricionista para adequar a dieta, pois pode ocorrer a diminuição da absorção do potássio, sendo necessário aumentar o consumo de alimentos como frutas secas, banana, cenoura crua, tomate ou rabanete, por exemplo.

Olho com aumento da pressão ocularOlho com aumento da pressão ocular

3. Uso de laser

Esta técnica é feita pelo oftalmologista no consultório com laser na íris para ajudar a drenar melhor o liquido ocular e, demora cerca de 20 minutos, sendo que a iridotomia é feita no glaucoma de angulo fechado e a trabeculoplastia no caso de glaucoma de ângulo aberto.

4. Cirurgia para glaucoma

A cirurgia para tratar esta doença, conhecida por trabeculectomia, só é feita quando os outros tratamento não têm o efeito desejado ou quando se tem outras doenças, como diabetes. É realizada sob anestesia local ou geral e é feita uma pequena abertura na parte branca do olho, criando um canal para o fluido do olho sair e diminuir a pressão ocular.

Geralmente, o tratamento deve ser mantido por toda a vida e o objetivo maior do médico é desacelerar a progressão da doença e, por isso, muitas vezes precisará mudar o tratamento para controlar da melhor forma a doença.

Como saber se tenho glaucoma

Para diagnosticar o glaucoma é necessário fazer exames que não causam dor, como o exame de medir a pressão ocular, conhecida por tonometria ou o exame do fundo do olho que avalia o nervo óptico, chamado de fundoscopia.

No entanto, o oftalmologista pode indicar outros exames mais específicos como topografia de disco óptico ou gonioscopia que são exames que ajudam a fazer um diagnóstico mais correto e identificar o tipo de glaucoma. Saiba como cada exame é feito.

O glaucoma pode causar esclerite, uma inflamação nos olhos que também pode levar à cegueira. Veja como identificar rapidamente aqui.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...