Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para Glaucoma

O glaucoma é uma doença crônica do olho que levam ao aumento da pressão intraocular, o que pode resultar em consequências graves, principalmente cegueira irreversível. 

Embora não tenha cura, a pressão intraocular pode ser controlada e os sintomas atenuados, com o tratamento adequado. Assim, o ideal é que sempre que existe suspeita de ter a doença se consulte um oftalmologista para iniciar o tratamento, que pode incluir o uso de colírios, comprimidos ou, até, cirurgia.

Geralmente, o médico precisa começar por fazer uma avaliação para entender qual o tipo de glaucoma, já que pode influenciar o tipo de tratamento:

Tipo de GlaucomaCaracterísticas
Ângulo aberto ou crônico

É o mais frequente e, normalmente afeta os dois olhos e não causa sintomas. Há bloqueio dos canais de drenagem do olho, diminuindo a drenagem natural do líquido do olho, havendo aumento da pressão no olho e perda gradual da visão.

Ângulo fechado/ estreito ou agudo

É o mais grave porque ocorre o bloqueio rápido da passagem do líquido, levando ao aumento da pressão e à perda de visão.

Congênito

É uma situação rara onde o bebê já nasce com a doença sendo diagnosticado por volta dos 6 meses de idade. O tratamento apenas é feito com cirurgia.

Glaucoma secundárioÉ causado por lesões nos olhos como pancadas, sangramento, tumor ocular, diabetes, catarata ou uso de alguns remédios, como cortisona, pro exemplo.

Opções de tratamento disponíveis

Dependendo do tipo de glaucoma e da intensidade dos sintomas, assim como da pressão ocular, o oftalmologista pode recomendar os seguintes tratamentos:

1. Colírios

Os colírios normalmente são a primeira opção de tratamento do glaucoma, pois são fáceis de utilizar e não necessitam de um intervenção invasiva. No entanto, estes colírios precisam ser utilizados todos os dias, ou de acordo com as indicações do médico, para garantir que a pressão intraocular se encontra bem regulada.

Os colírios mais utilizados no tratamento do glaucoma são os que diminuem a pressão intraocular, como o Latanoprost ou o Timolol, mas também é possível que o médico indique um remédio anti-inflamatório, como a Prednisolona, para reduzir o desconforto. em qualquer caso, estes medicamentos precisam ser receitados por um oftalmologista, já que possuem vários efeitos colaterais e não podem ser vendidos sem receita médica. Saiba mais sobre os principais colírios para tratar o Glaucoma.

Nos casos de glaucoma por ângulo aberto, o colírio pode ser suficiente para manter o problema bem controlado, mas nos casos de ângulo fechado normalmente os colírios não são suficientes e, por isso, o oftalmologista pode indicar fazer terapia com laser ou cirurgia.

2. Comprimidos

Os comprimidos para glaucoma podem, em alguns casos, ser utilizados em combinação com os colírios, pois também ajudam a diminuir a pressão dentro do olho. Este tipo de medicamento também é mais utilizado em casos de glaucoma por ângulo aberto.

Quando se toma este tipo de comprimidos é necessário ir no nutricionista para adequar a dieta, pois pode ocorrer a diminuição da absorção do potássio, sendo necessário aumentar o consumo de alimentos como frutas secas, banana, cenoura crua, tomate ou rabanete, por exemplo.

Como é feito o tratamento para Glaucoma

3. Terapia laser

A terapia laser normalmente é utilizada quando os colírios e os comprimidos não conseguem controlar a pressão intraocular, mas antes de se tentar a cirurgia. Este tipo de técnica pode ser feita no consultório médico e, geralmente, dura entre 15 a 20 minutos.

Durante o tratamento, o oftalmologista aponta um laser para o sistema de drenagem do olho, de forma a fazer pequenas alterações que permitem uma melhora na retirada do líquido. Uma vez que o resultado pode demorar 3 a 4 semanas para aparecer, o médico pode marcar várias avaliações para ir avaliando ao longo do tempo.

4. Cirurgia

O uso de cirurgia é mais comum em casos de glaucoma por ângulo fechado, já que o uso de colírios e medicamentos pode não ser suficiente para controlar a pressão intraocular. No entanto, a cirurgia também pode ser usada em qualquer outro caso, quando o tratamento não está tendo o efeito esperado.

O tipo de cirurgia mais comum é conhecido como trabeculectomia e consiste em fazer uma pequena abertura na parte branca do olho, criando um canal para o fluido do olho sair e diminuir a pressão ocular.

Após a cirurgia, muitos pacientes podem ficar vários meses sem necessitar utilizar qualquer tipo de medicamento e, mesmo quando necessitam, o controle da pressão intraocular é mais fácil. No entanto, isso não significa que a doença está curada, sendo aconselhado manter as visitas regulares ao oftalmologista.

Assista o vídeo seguinte e perceba melhor o que é o glaucoma e como é feito o tratamento:

GLAUCOMA: diagnóstico e tratamento

12 mil visualizações

Sinais de melhora

Os sinais de melhora podem demorar até 7 dias para surgir e, normalmente, incluem redução da vermelhidão dos olhos, diminuição da dor nos olhos e alívios dos enjoos e vômitos.

Sinais de piora

Os sinais de piora são mais frequentes em pacientes que não fazem o tratamento de forma adequada e incluem aumento da dificuldade para enxergar.

Possíveis complicações

A principal complicação é a cegueira, que surge devido às lesões permanentes no olho provocadas pelo aumento de pressão. No entanto, outras complicações incluem moscas volantes e visão em túnel.

Bibliografia >

  • CONSELHO INTERNACIONAL DE OFTALMOLOGIA. Diretrizes do ICO para Tratamentodo Glaucoma. Disponível em: <http://www.icoph.org/downloads/ICOGlaucomaGuidelines-Portuguese.pdf>. Acesso em 17 Jul 2019
  • GLAUCOMA RESEARCH FOUNDATION. Understanding and Living with Glaucoma. Disponível em: <https://www.glaucoma.org/GRF_Understanding_Glaucoma_EN.pdf>. Acesso em 17 Jul 2019
  • THE GLAUCOMA FOUNDATION. Treating Galucoma. Disponível em: <http://www.glaucomafoundation.org/treating_glaucoma.htm>. Acesso em 17 Jul 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem