Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Glaucoma: quais os exames que confirmam o diagnóstico

A única forma de confirmar o diagnóstico de glaucoma é ir no oftalmologista para  realizar testes que podem identificar se a pressão dentro do olho está alta, que é o que caracteriza a doença.

Normalmente, o exame de glaucoma é feito quando existem sinais de suspeita de glaucoma como alterações no exame oftalmológico de rotina, por exemplo, mas também pode ser usado em pessoas que têm maior risco de desenvolver glaucoma, principalmente quando existe histórico da doença na família.

Glaucoma: quais os exames que confirmam o diagnóstico

Veja quais os possíveis sintomas de glaucoma e quem tem maior risco.

Teste online do Glaucoma

Este teste serve para orientar sobre qual o seu risco de desenvolver glaucoma, baseado no seu histórico de família e outros fatores de risco:

Escolha apenas a afirmação que mais se adequa a você.

Começar o teste
Imagem ilustrativa do questionário
Imagem ilustrativa da questão
Meu histórico familiar:
  • Não tenho nenhum familiar com glaucoma.
  • Meu filho tem glaucoma.
  • Pelo menos um dos meus avós, pai ou mãe têm glaucoma.
Imagem ilustrativa da questão
A minha raça é:
  • Branca, descendente de europeus.
  • Indígena.
  • Oriental.
  • Miscigenada, tipicamente brasileiro.
  • Negra.
Imagem ilustrativa da questão
A minha idade é:
  • Menor que 40 anos.
  • Entre 40 e 49 anos.
  • Entre 50 e 59 anos.
  • 60 anos ou mais.
Imagem ilustrativa da questão
A minha pressão ocular em exames anteriores foi de:
  • Menos de 21 mmHg.
  • Entre 21 e 25 mmHg.
  • Mais de 25 mmHg.
  • Não sei o valor ou nunca fiz o exame da pressão ocular.
Imagem ilustrativa da questão
O que posso dizer sobre a minha saúde:
  • Sou saudável e não tenho nenhuma doença.
  • Tenho alguma doença mas não tomo corticoides.
  • Tenho diabetes ou miopia.
  • Uso regularmente corticoides.
  • Tenho alguma doença ocular.

No entanto, este teste não substitui o diagnóstico do médico, sendo sempre recomendado consultar um oftalmologista se existir suspeita de estar com glaucoma.

Principais exames do glaucoma

Para fazer um diagnóstico correto do glaucoma é importante consultar o oftalmologista para fazer testes diferentes que incluem:

1. Tonometria (pressão do olho)

O exame para avaliar a pressão do olho, também conhecido como tonometria, avalia a pressão dentro do olho que, em casos de glaucoma, normalmente é superior a 22 mmHg.

Como é feito: o oftalmologista aplica um colírio para anestesiar o olho e depois utiliza uma aparelho, chamado de tonômetro, para aplicar uma ligeira pressão sobre o olho para avaliar a pressão dentro do olho.

2. Oftalmoscopia (nervo ótico)

O exame para avaliar o nervo ótico, cientificamente chamado de oftalmoscopia, é um teste que examina a forma e cor do nervo ótico para identificar se existem lesões que possam ter sido causadas por glaucoma.

Como é feito: o médico aplica um colírio para dilatar a pupila do olho e depois utiliza uma pequena lanterna para iluminar o olho e observar o nervo ótico, avaliando se existem alterações no nervo.

3. Perimetria (campo visual)

O exame para avaliar o campo visual, também chamado de perimetria, ajuda o oftalmologista a identificar se existem perdas do campo de visão provocadas pelo glaucoma, especialmente na visão lateral.

Como é feito: No caso do Campo de confrontação, o oftalmologista pede para o paciente olhar em frente sem movimentar os olhos e depois passa uma lanterna de um lado para o outro em frente dos olhos, sendo que o paciente deve avisar sempre que deixa de ver a luz. O mais utilizado, entretanto, é a Perimetria Automatizada. Veja mais detalhes sobre o exame de Campimetria.

Glaucoma: quais os exames que confirmam o diagnóstico

4. Gonioscopia (tipo de glaucoma)

O exame utilizado para avaliar o tipo de glaucoma é a gonioscopia que determina o ângulo entre a íris e a córnea, sendo que quando está aberto pode ser sinal de glaucoma crônico de ângulo aberto e quando está estreito pode ser sinal de glaucoma de ângulo fechado, seja ele crônico ou agudo.

Como é feito: o médico aplica um colírio anestésico no olho e depois coloca uma lente sobre o olho que contém um pequeno espelho que permite observar o ângulo que se forma entre a íris e a córnea.

5. Paquimetria (espessura da córnea)

O exame para avaliar a espessura da córnea, também conhecido como paquimetria, ajuda o médico a perceber se a leitura da pressão intraocular, fornecida pela tonometria, está correta ou se é afetada por uma córnea muito espessa, por exemplo.

Como é feito: o oftalmologista coloca um pequeno aparelho em frente a cada olho que mede a espessura da córnea.

Outros exames necessários

Além dos exames indicados anteriormente, o oftalmologista pode ainda pedir outros exames de imagem para avaliar melhor avaliação as estruturas oculares. Alguns desses exames incluem: Retinografia Colorida, Retinografia Anéritra, Tomografia de Coerência Óptica (OCT), GDx vcc e HRT, por exemplo.

Se o seu exame de glaucoma indicou que tem glaucoma, veja como tratar o glaucoma.


Bibliografia

  • GLAUCOMA RESEARCH FOUNDATION. Five common Glaucoma tests. Link: <www.glaucoma.org>. Acesso em 17 Jul 2019
  • NHS. Glaucoma: diagnosis. Link: <www.nhs.uk>. Acesso em 17 Jul 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem