Fratura do cóccix: sintomas, causas e tratamento

Atualizado em fevereiro 2024

A fratura no cóccix é a quebra ou rachadura de uma ou mais vértebras que formam o cóccix que fica na parte final da coluna vertebral, também conhecido como "osso da cauda", causando dor no cóccix, inchaço ou hematomas na região.

O cóccix quebrado na maioria das vezes é causado por traumas, como quedas, acidentes ou pancadas, mas também pode ocorrer devido a osteoporose, e mais raramente durante o parto.

O tratamento da fratura do cóccix é feito pelo ortopedista que pode indicar o uso de remédios para aliviar os sintomas, fisioterapia, injeções de corticoides ou cirurgia nos casos mais graves.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de fratura no cóccix

Os principais sintomas de fratura no cóccix são:

  • Dor no cóccix, chamada coccidínea;
  • Inchaço no local;
  • Hematoma na pele sobre o cóccix;
  • Dor intensa no final da coluna que piora ao ficar sentado ou em pé por tempo prolongado;
  • Piora da dor no cóccix ao inclinar o corpo para frente ou ao se levantar;
  • Dor que piora ao evacuar ou urinar;
  • Dor no final da coluna ao ter contato íntimo.

No caso de surgirem sintomas de cóccix quebrado, é importante consultar o ortopedista para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento mais adequado.

Além disso, caso surjam sintomas como dor intensa, fraqueza ou sensação de formigamento em uma ou nas duas pernas, ou perda do controle da bexiga ou intestinos, deve-se ir imediatamente ao pronto-socorro, pois podem estar relacionados a compressão ou lesão de nervos próximos ao cóccix.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da fratura no cóccix é feito pelo ortopedista através da avaliação dos sintomas, bom como de quando se iniciaram, histórico de saúde e de traumas, além do exame neurológico e exame físico do cóccix para avaliar sua mobilidade.

Marque uma consulta com um ortopedista na região mais próxima de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Ortopedistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Para confirmar o diagnóstico, o médico deve solicitar um raio X na posição sentada e em pé, que permite visualizar o cóccix quebrado, e qual vértebra afetada.

Além disso, o médico pode solicitar uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada para verificar a gravidade da fratura e danos em nervos ou nos casos em que a imagem do raio X não está boa ou quando se suspeita de outras lesões que possam estar causando a dor no cóccix.

Leia também: Dor no cóccix: o que pode ser e o que fazer tuasaude.com/dor-no-coccix

Possíveis causas

As principais causas de fratura no cóccix são traumas na região, que podem ser causados por:

  • Cair sentado sobre o cóccix;
  • Pancadas na região;
  • Acidentes automobilísticos;
  • Esportes de contato;
  • Esforço repetitivo sobre o cóccix, como em esportes de remo ou ciclismo.

Além disso, a fratura no cóccix também pode ocorrer devido a osteoporose ou lesões no cóccix durante o parto.

Leia também: 9 principais sintomas de osteoporose tuasaude.com/sintomas-de-osteoporose

Como é feito o tratamento

O tratamento da fratura no cóccix deve ser feito com orientação do ortopedista para aliviar os sintomas e varia de com a gravidade da fratura.

Os principais tratamentos para a fratura do cóccix são:

1. Remédios

Os remédios para o cóccix quebrado podem ser indicados pelo ortopedista para aliviar a dor no cóccix e inchaço na região.

Os principais remédios são analgésicos, como paracetamol, ou anti-inflamatórios, como ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo.

Em alguns casos, o médico pode indicar o uso de laxantes para amolecer as fezes, para facilitar sua eliminação e ajudar a reduzir a dor no cóccix ao evacuar.

2. Fisioterapia

A fisioterapia para a fratura do cóccix é feita por um fisioterapeuta urogenital, com manipulação específica, em caso de sequelas após a fratura do cóccix.

Outros exercícios que podem ser indicados pelo fisioterapeuta são os de fortalecimento do assoalho pélvico, para tratar e/ou evitar incontinência fecal ou urinária.

3. Injeção de corticoide

A injeção de corticoide é feita pelo ortopedista diretamente sobre a vértebra do cóccix quebrado, pois promove um alívio rápido da dor no cóccix.

4. Cirurgia

A cirurgia para a fratura no cóccix pode ser indicada pelo médico nos casos em que os outros tratamentos não foram eficazes para aliviar os sintomas do cóccix quebrado.

Essa cirurgia, chamada coccigectomia, pode ser feita para retirar apenas as vértebras quebradas ou todas as vértebras do cóccix.

Caso hajam sequelas, após o tratamento cirúrgico, também pode ser necessário fazer sessões de fisioterapia para ajudar na reabilitação.

Quanto tempo leva para curar uma fratura no cóccix?

A cura da fratura no cóccix geralmente leva 12 semanas ou mais.

Esse tempo de recuperação pode variar de acordo com a gravidade da fratura, idade da pessoa, assim como do tratamento realizado.

Opções de tratamento caseiro

Algumas opções de tratamento caseiro para a fratura do cóccix são:

  • Aplicar de compressas frias, por 15 a 20 minutos, durante as primeiras 48 horas após a lesão por trauma no cóccix;
  • Aplicar compressa mornas, após as 48 horas do trauma no cóccix, para aumentar o fluxo sanguíneo na região e relaxar os músculos;
  • Usar almofadas em forma de cunha para se sentar, de forma a aliviar a pressão sobre o cóccix;
  • Evitar ficar sentado por muito tempo ou sentar em superfícies duras;
  • Dormir de lado, com um travesseiro entre os joelhos, ou de costas, com um travesseiro debaixo dos joelhos, e de preferência em um colchão firme.

Além disso, é importante ter cuidados com a alimentação, aumentando o consumo de fibras e a ingestão de água, para evitar a prisão de ventre e a piora da dor ao evacuar. Confira a lista completa de alimentos ricos em fibras.

Leia também: Alimentos para prisão de ventre: o que comer e o que evitar tuasaude.com/alimentos-para-prisao-de-ventre