Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

FOMO (fear of missing out): o que é, sintomas, causas e como evitar

A FOMO é a sigla da expressão em inglês "fear of missing out", que em português significa algo como "medo de ficar de fora", e que se caracteriza por uma necessidade constante de saber o que outras pessoas estão fazendo, associado a sentimentos de ansiedade, que impactam fortemente as atividades de vida diária, assim como a produtividade no trabalho.

Pessoas que têm FOMO, acabam, por isso, tendo uma necessidade constante em se atualizar nas redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter ou Youtube, mesmo durante a noite, no trabalho, durante as refeições ou ao dirigir, o que, por vezes, pode representar um perigo para a segurança.

Todos estes comportamentos são resultantes da angústia causada pela insegurança de viver offline e podem gerar ansiedade, estresse, mau humor, desconforto ou mesmo depressão.

FOMO (fear of missing out): o que é, sintomas, causas e como evitar

Quais os sintomas

Alguns dos sintomas característicos de pessoas com FOMO são:

  • Dedicar muito tempo às redes sociais, como Whatsapp, Facebook, Instagram ou Twitter, atualizando constantemente o feed de notícias;
  • Aceitar propostas para todas as festas e eventos, por medo de perder alguma coisa ou se sentir excluído;
  • Usar o smartphone toda a hora, mesmo durante as refeições, durante o trabalho ou dirigindo; 
  • Não viver o momento e ficar se preocupando com fotografias para colocar nas redes sociais;
  • Estar constantemente esperando o surgimento de novas notificações no celular;
  • Estar frequentemente de mau humor, com irritabilidade fácil e preferir estar sozinho.

Em alguns casos, a FOMO pode ainda resultar em casos de ansiedade e, até, depressão. Saiba qual o seu nível de ansiedade através do nosso teste online.

Possíveis causas

A FOMO parece ser mais comum nos casos de isolamento social, como o que acontece durante a pandemia de COVID-19, ou quando a pessoa tem alguma doença que não permite a saída de casa, ou quando precisa realizar uma grande cirurgia em que seja necessário maior tempo de recuperação.

Nessas situações, como não há contato social direto, a pessoa tem medo de perder o que seus colegas de trabalho, ou de escola, estão fazendo, o que gera uma ansiedade constante para verificar as redes sociais.

A FOMO é mais comum entre os 16 e os 36 anos, que é o período de idades em que as redes sociais são mais utilizadas.

O que fazer para evitar o FOMO

Algumas estratégias que podem ser adotadas para evitar a FOMO são: 

  • Viver os momentos ao invés de publicá-los nas redes sociais;
  • Priorizar as pessoas que estão por perto; 
  • Reduzir a utilização de smartphones, tablets, computadores ou qualquer outro dispositivo com internet; 
  • Interiorizar que as pessoas que postam conteúdos na internet não têm vidas perfeitas e que escolhem os melhores momentos para partilhar.
  • Ocupar o tempo livre com outras atividades, como ler, ver filmes, jogar jogos de tabuleiro ou passear o animal de estimação.

Se necessário, e caso a pessoa esteja sofrendo de ansiedade ou mau estar grave por causa da FOMO, é aconselhado consultar um psicólogo.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • FRANCHINA, Vittoria et. al.. Fear of Missing Out as a Predictor of Problematic Social Media Use and Phubbing Behavior among Flemish Adolescents. Int. J. Environ. Res. Public Health. 15. 2018
  • ROZGONJUK, Dmitri et al.. Fear of Missing Out (FoMO) and social media's impact on daily-life and productivity at work: Do WhatsApp, Facebook, Instagram, and Snapchat Use Disorders mediate that association?. Addictive Behaviors. Vol.110. 2020
  • PHILLIPS, Dana E.. FOMO in the time of coronavirus disease. Canadian Journal of Emergency Medicine. 622-623, 2020
Mais sobre este assunto:

Ajuda
Carregando
...