Flunitrazepam: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
maio 2022

O flunitrazepam é um remédio sedativo, ansiolítico e relaxante muscular, da classe dos benzodiazepínicos, indicado para induzir o sono, em casos de insônia grave, incapacitante ou situações em que a pessoa sinta muito desconforto. Isto porque esse remédio age deprimindo o sistema nervoso central, causando o sono em poucos minutos após a sua ingestão.

Este remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos de 1 mg ou 2 mg, com os nomes comerciais Rohypnol ou Rohydorm, por exemplo.

O flunitrazepam deve ser sempre usado com indicação médica e é vendido somente com prescrição e retenção de receita pela farmácia.

Para que serve

O flunitrazepam é indicado para o tratamento a curto prazo da insônia, apenas nos casos de insônia é grave, incapacitante ou que causa extremo desconforto.

O flunitrazepam é um benzodiazepínico, que apresenta efeito ansiolítico, anticonvulsivante e sedativo e induz redução do desempenho psicomotor, amnésia, relaxamento muscular e sono.

Como usar

O comprimido de flunitrazepam deve ser tomado por via oral, com um copo de água, antes ou após uma refeição.

A dose normalmente indicada para adultos é de 0,5 a 1 mg por dia, tomado imediatamente antes de deitar, e em casos excepcionais, a dose pode ser aumentada até 2 mg, conforme orientação médica. Em idosos ou pessoas com problemas no fígado a dose pode ter que ser reduzida.

O tratamento com flunitrazepam deve ser iniciado com a menor dose possível e a duração do tratamento deve ser indicada pelo médico devido ao risco deste medicamento causar dependência, mas geralmente varia de alguns dias a duas semanas, no máximo 4 semanas, incluindo o período de redução gradual do medicamento.

É importante não parar o tratamento por conta própria e sem a orientação do médico, pois esse remédio pode causar dependência, e para interromper o tratamento, a dose do flunitrazepam deve ser reduzida lentamente para não causar sintomas de abstinência, como dor de cabeça ou muscular, ansiedade excessiva, tensão, agitação, irritabilidade, tremor, insônia ou até confusão mental.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com o flunitrazepam são sonolência durante o dia, tontura, alterações de memória, depressão, dificuldade de atenção ou de coordenação dos movimentos, dor de cabeça, visão dupla, fraqueza muscular, cansaço, retenção urinária, insuficiência cardíaca, queda da pressão arterial, ou parada respiratória. 

Além disso, o flunitrazepam pode causar confusão, alterações no apetite sexual, depressão, inquietação, agitação, irritabilidade, agressividade, delírios, raiva, pesadelos, alucinações, comportamento inadequado ou dependência.

O flunitrazepam também pode causar reações alérgicas graves que necessitam de atendimento médico imediato. Por isso, deve-se interromper o tratamento e procurar o pronto socorro mais próximo ao apresentar sintomas como dificuldade para respirar, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto, ou urticária. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve usar

O flunitrazepam não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham insuficiência respiratória grave, insuficiência hepática grave, síndrome de apneia do sono ou miastenia gravis.

Este remédio também não deve ser usado por pessoas que tenham alergia ao flunitrazepam ou qualquer outro benzodiazepínico, como alprazolam, diazepam ou lorazepam, por exemplo.

Além disso, não deve ser usado junto com remédios que causam sonolência, como opióides, antidepressivos, antipsicóticos, antialérgicos, sedativos ou remédios para convulsão, pois podem causar efeitos colaterais graves como dificuldade para respirar, confusão mental ou perda da consciência, podendo colocar a vida em risco.

Durante o tratamento com flunitrazepam, deve-se ter precaução ou evitar atividades como dirigir, utilizar máquinas pesadas ou realizar atividades perigosas, devido aos efeitos colaterais de sonolência ou tontura. Além disso, o uso de álcool pode aumentar esses efeitos colaterais se consumido ao mesmo tempo que estiver em tratamento com o flunitrazepam, desta forma, é importante evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Veja também algumas formas naturais para tratar a insônia. ​​

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em maio de 2022.

Bibliografia

  • TSAI, J-K.; et al. Prevalence and clinical correlates of flunitrazepam-related complex sleep behaviors. Psychiatry Clin Neurosci. 71. 3; 198-203, 2017
  • DRUID, H.; et al. Flunitrazepam: an evaluation of use, abuse and toxicity. Forensic Sci Int. 122. 2-3; 136-141, 2001
Mostrar bibliografia completa
  • KAUFMANN, R. M.; et al. Flunitrazepam and driving ability. Fortschr Neurol Psychiatr. 72. 9; 503-15, 2004
  • DINIS-OLIVEIRA, R. J. Metabolic Profile of Flunitrazepam: Clinical and Forensic Toxicological Aspects. Drug Metab Lett. 11. 1; 14-20, 2017
  • FARMOQUÍMICA S/A. Rohypnol. 2019. Disponível em: <https://img.drogasil.com.br/raiadrogasil_bula/ROHYPNOL.pdf>. Acesso em 04 mai 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • INSÔNIA: 10 truques para dormir rápido e melhor

    06:54 | 105170 visualizações
  • MELHOR POSIÇÃO PARA SONO PERFEITO

    05:11 | 100305 visualizações
  • COMO ACABAR COM A INSÔNIA

    04:17 | 168076 visualizações
  • ASMR: Para relaxar e acabar com a ansiedade

    14:15 | 21132 visualizações
  • O que comer para a INSÔNIA

    05:26 | 234706 visualizações