Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de excesso de vitamina B6 no organismo

O excesso de vitamina B6 normalmente surge em pessoas que fazem suplementação da vitamina sem indicação de um nutricionista, sendo muito raro acontecer apenas através da ingestão de alimentos ricos na vitamina, como o salmão, a banana ou a batata. Veja quais os alimentos com mais vitamina B6.

Isto porque, para se apresentar sintomas de intoxicação por vitamina B6 é preciso consumir mais de 500 a 3000 vezes a dose diária recomendada, o que é bastante difícil apenas com alimentos.

A vitamina B6 é muito importante para manter os nervos e as células musculares saudáveis e, dessa forma, é recomendado que cada adulto ingira entre 1 a 2 mg por dia. Porém, quando essa quantidade está muito acima de 3000 mg por mais de 2 meses, a vitamina pode lesionar os nervos, causando sintomas como:

  • Formigamento nas mãos e pés;
  • Cãimbras e espasmos musculares;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Náuseas e perda de apetite;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Cansaço excessivo;
  • Dificuldade para dormir;
  • Alterações bruscas de humor.

Geralmente estes sintomas desaparecem 1 a 2 semanas após a redução da ingestão da vitamina, não deixando qualquer tipo de sequela.

Porém, nos casos em que o excesso de vitamina é mantido por vários meses podem acontecer lesões permanentes nos nervos, provocando sequelas como dificuldade para caminhar, dor constante nas pernas e fraqueza dos músculos.

Como tratar o excesso de vitamina B6

O tratamento para excesso de vitamina B6 é feito reduzindo-se ou interrompendo a ingestão da vitamina, sendo que os sintomas desaparecem ao fim de algumas semanas. Porém, quando já existem lesões permanentes nos nervos, pode ser necessário fazer fisioterapia, por exemplo, para lidar com as sequelas e melhorar a qualidade de vida.

Quando é necessário tomar suplementos

Os suplementos de vitamina B6 são recomendados para tratar vários problemas de saúde, como depressão, enjoos frequentes, sintomas de TPM, síndrome do túnel do carpo e até para aliviar sintomas do uso de contraceptivos orais.

No entanto, o uso deste tipo de suplementos deve ser sempre orientado e supervisionado por um médico ou nutricionista, uma vez que precisam ser utilizados em elevada quantidade, muitas vezes superior a 2000 mg e, por isso, é importante estar atento ao surgimento de sintomas de excesso de vitamina, para adequadar a dose, se necessário.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...