O que fazer com a espinha no ouvido?

Atualizado em fevereiro 2024

Em caso de espinha no ouvido, pode-se aplicar compressas mornas, óleo de melaleuca ou pomadas que contém retinoides, antibióticos, como clindamicina ou eritromicina, ou peróxido de benzoíla, de acordo com a orientação do dermatologista.

Embora seja uma região menos comum, a acne também pode afetar o ouvido e causar espinhas nesta parte do corpo. No entanto, o seu tratamento é o mesmo que o de espinhas que surgem em outras regiões da pele. Entenda melhor o que é acne e o seu tratamento.

Em caso de espinhas no ouvido, especialmente se forem muitas ou surjam com frequência, é recomendado consultar um dermatologista, que é o médico mais indicado para orientar o seu tratamento.

Imagem ilustrativa número 1

O que fazer com a espinha no ouvido

As principais opções para o tratamento da espinha no ouvido são:

1. Compressas mornas

Caso a espinha seja visível do lado fora do ouvido, a aplicação de compressas mornas por 5 a 10 minutos durante o dia pode ajudar a reduzir a inflamação no local e abrir os poros da pele, facilitando a saída do pus.  

Uma alternativa em caso de espinhas no interior do ouvido é realizar a sua limpeza com água morna, o que pode ser feito no momento do banho, por exemplo.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Tretinoína

Pomadas com retinoides, como a tretinoína ou adapaleno, normalmente são indicadas no tratamento da acne e, por isso, também podem ser usadas caso surjam espinhas no ouvido, de acordo com a orientação do médico. Confira para que serve e como usar a tretinoína.

Retinoides como tretinoína, agem controlando a inflamação, aumentando a penetração de outros medicamentos para acne e reduzindo a formação de espinhas internas. 

3. Peróxido de benzoíla

O peróxido de benzoíla em algumas pomadas para acne também pode ser usado para espinhas internas ou inflamadas no ouvido. Possui propriedades antimicrobianas, cicatrizantes e queratolíticas, que também ajudam a controlar o surgimento de novas espinhas.

Leia também: Espinha interna: o que é, por que acontece e como tirar tuasaude.com/espinha-interna-o-que-fazer

Este medicamento normalmente não deve ser usado com a pomada de tretinoína porque pode reduzir o seu efeito e, no início do tratamento, deve ser aplicado apenas em pequenas áreas da pele devido ao risco de alergias.

4. Clindamicina

A clindamicina e eritromicina na forma de pomadas são antibióticos que também podem ser indicados para as espinhas que surgem no ouvido para controlar a multiplicação de bactérias que podem agravar a acne. 

Normalmente, são usados em associação com outras pomadas, como o peróxido de benzoíla, de acordo com a orientação do médico.

5. Óleo de melaleuca

O óleo de melaleuca tem propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, por isso, pode ser uma opção natural para complementar o tratamento de espinhas na parte externa do ouvido indicado pelo médico. Veja para que serve o óleo de melaleuca.

Cuidados com a espinha no ouvido

Alguns cuidados recomendados em caso de espinha no ouvido são:

  • Não espremer a espinha, porque pode piorar a inflamação; 
  • Evitar mexer no local, deixando a pele se curar naturalmente;
  • Manter a pele limpa, lavando o local da espinha com água e sabão;
  • Aplicar compressas mornas em caso de desconforto ou inflamação.

Estes cuidados são importantes para evitar que a espinha no ouvido piore e possa deixar cicatrizes na pele durante a recuperação. Além disso, é importante seguir o tratamento de acordo com as orientações do dermatologista para evitar que novas espinhas surjam.