Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quando engravidar após a curetagem

O tempo de espera para engravidar após a curetagem de um aborto, varia entre 3 e 6 ciclos menstruais, que é o tempo que o útero leva para se recuperar completamente. Antes deste período, o tecido endometrial que reveste o útero não deverá estar completamente cicatrizado, aumentando o risco de hemorragia e de um novo aborto. 

Já o tempo de espera para engravidar após uma curetagem semiótica, realizada para um exame diagnóstico, é de apenas 1 mês. Basta que a espere que a sua menstruação venha normalmente e, após esta fase, poderá iniciar as tentativas para engravidar.

Quando engravidar após a curetagem

Durante este tempo de espera, o casal deverá utilizar algum método contraceptivo, pois a ovulação irá ocorrer normalmente e a mulher correria o risco de engravidar logo após a curetagem, o que aumenta os riscos de ter um novo aborto.

A curetagem é um procedimento realizado pelo ginecologista usado como exame de diagnóstico ou como tratamento para limpar o útero de restos de um aborto incompleto, para remoção de pólipos ou remover restos embrionários, por exemplo.

É mais fácil engravidar depois da curetagem?

A ovulação pode acontecer logo depois de passar por uma curetagem, e por isso não é incomum que a mulher engravide logo depois desse procedimento, ainda antes da vinda da menstruação, mas como os tecidos uterinos não estão completamente cicatrizados, existe um maior risco de infecção.

Assim, não é recomendado ter relação sexual logo depois da curetagem, devendo-se esperar pela cicatrização do útero antes de tentar engravidar. Após o exame ginecológico e a realização de exames o ginecologista poderá indicar quando é seguro engravidar depois de uma curetagem uterina.

Quando engravidar após a curetagem

No entanto, existem pequisas que apontam que realizar uma micro curetagem em mulheres com dificuldade para engravidar, possa inflamar o tecido uterino, aumentando as chances do embrião se colar às paredes de útero, podendo se desenvolver, mas não existem provas suficientes.

Essa micro curetagem pode ser feita no consultório médico, sem necessidade de anestesia, sendo tão desconfortável quando um exame de papanicolau, e por isso, se deseja engravidar mas está tento dificuldade, poderá conversar com seu médico sobre isso.

Como evitar o aborto após a curetagem

Para diminuir o risco de abortar espontaneamente o útero da mulher deve estar completamente saudável e por isso pode-se pedir a opinião do médico sobre quando voltar as tentativas. Ele poderá aconselhar um tempo maior de espera se o casal não estiver emocionalmente preparado para retornar as tentativas de engravidar.

Alguns cuidados que a mulher pode ter para uma gravidez saudável e com menos riscos são:

  • Fazer exames para avaliar a saúde uterina antes de começar a tentar engravidar;
  • Ter relações sexuais, pelo menos, 3 vezes por semana, mas principalmente durante o período fértil. Saiba calcular o seu período mais fértil do mês;
  • Tomar comprimidos de ácido fólico para ajudar na formação do sistema nervoso do bebê;
  • Não consumir drogas ilícitas, bebidas alcoólicas e evitar fumar.

As mulheres que tiveram mais de 2 abortos podem tomar uma vacina especial desenvolvida para evitar abortos espontâneos recorrentes. Veja como é essa vacina contra o aborto.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...