Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Enfisema Pulmonar: o que é, sintomas, tratamento e prevenção

O enfisema pulmonar é uma doença respiratória grave que geralmente se desenvolve nos pulmões de quem fumou cigarro por muitos anos. A doença leva à diminuição da elasticidade dos pulmões e à destruição dos alvéolos pulmonares, causando sintomas como respiração rápida, tosse ou dificuldade para respirar.

O enfisema pulmonar não tem cura, mas os seus sintomas podem ser aliviados, e até evitados, com o uso de alguns medicamentos e alteração de alguns hábitos de vida, que devem ser indicado pelo pneumologista. 

Enfisema Pulmonar: o que é, sintomas, tratamento e prevenção

Sintomas de enfisema pulmonar

Os sinais e sintomas mais comuns do enfisema pulmonar incluem:

  • Dificuldade para respirar;
  • Respiração ofegante;
  • Tosse;
  • Sensação de falta de ar, com o agravamento da doença.

O diagnóstico da doença é baseado nos sintomas apresentados e no histórico de vida do paciente. Um exame será pedido para avaliar a inflamação do pulmão e a ausculta pulmonar será realizada para verificar os sons produzidos pelo pulmão no momento da respiração. Além disso, deverá ser feito um teste para avaliar as capacidades pulmonares, chamado de espirometria, que mede o volume de ar inspirado para verificar se são satisfatórios ou não além de raio-x e do exame de sangue gasometria arterial. 

Veja que outros sintomas podem indicar enfisema pulmonar.

Como surge o enfisema pulmonar 

O enfisema é caracterizado pela destruição de um grande número de alvéolos que são pequenas estruturas dentro do pulmão, que são responsáveis pelas trocas gasosas e entrada de oxigênio na corrente sanguínea. Além disso, existe um comprometimento na capacidade do pulmão se expandir. Assim, o oxigênio não consegue entrar de forma adequada no corpo e o sintoma de falta de ar aparece, porque os pulmões se enchem de ar, mas não esvaziam completamente, para permitir a entrada de um novo ar. 

O que causa enfisema pulmonar 

Cerca de 80% dos casos de enfisema acontecem em pessoas fumantes, porque a fumaça do cigarro afeta os alvéolos pulmonares, diminuindo a entrada de ar. Mas o enfisema também pode ser causado por uma deficiência da enzima alfa-1 antitripsina ou por outras doenças como bronquite crônica, asma ou fibrose cística, por exemplo.

Enfisema Pulmonar: o que é, sintomas, tratamento e prevenção

Como é feito o tratamento

O tratamento do enfisema pulmonar deve ser sempre orientado por um pneumologista, uma vez que é necessário adaptá-lo aos sintomas apresentados e ao grau de desenvolvimento da doença. No entanto, em todos os casos é importante evitar o uso de cigarro e não permanecer em locais com muita poluição ou fumaça.

Além disso, podem ser ainda receitados remédios para dilatar as estruturas do pulmão e ajudar a entrada de ar, como Salbutamol ou Salmeterol. Mas, no caso de sintomas mais intensos, também pode ser necessário usar corticoides, como Beclometasona ou Budesonida, para aliviar a inflamação das vias respiratórias e reduzir a dificuldade para respirar.

O médico pode ainda recomendar sessões de fisioterapia respiratória, que utiliza exercícios que ajudam a expandir o pulmão e aumentam os níveis de oxigênio no organismo. Entenda tudo sobre o tratamento adequado do enfisema pulmonar, com remédios, cirurgia, sinais de melhora, piora e possíveis complicações. 

Tratamento caseiro

Um ótimo tratamento caseiro para conseguir controlar o enfisema é respirar da forma correta. Para isso deve-se sentar na cama ou no sofá com as pernas esticadas e recostado, colocar as mãos sobre a barriga e ao inspirar observar os movimentos no abdômen e no peito. Ao inspirar deve-se contar até 2 segundos, enquanto o ar entra nos pulmões e para expirar deve pressionar ligeiramente os lábios, prolongando a expiração. Para ajudar a lembrar dessa estratégia tente 'inspirar imaginando o cheiro de uma flor e expirar soprando suavemente uma vela'.

Enfisema pulmonar vira câncer?

O enfisema não é câncer, mas aumenta as chances da pessoa desenvolver câncer de pulmão, principalmente se ela continuar fumando depois do diagnóstico. 

Tempo de vida no enfisema pulmonar 

Apesar do enfisema pulmonar ser uma doença respiratória grave, e que prejudica a qualidade de vida da pessoa, mais de 80% dos afetados vivem mais de 5 anos depois do diagnóstico da doença. No entanto, o tempo varia de acordo com outras condições como idade, estado geral de saúde, hábitos de vida, e se o tratamento é realizado de forma adequada. 

Como prevenir o enfisema pulmonar 

A melhor forma de prevenção do enfisema é não fumar, mas não permanecer em locais onde há fumaça de cigarro também é importante. Outras formas incluem tratar o quanto antes qualquer infecção respiratória, como gripe, resfriado, bronquite e pneumonia. Outras dicas são: 

  • Evitar poluentes do ar, ambientadores dentro de casa, cloro e outros produtos com cheiro forte;
  • Evitar emoções fortes como raiva, agressividade, ansiedade e estresse;
  • Evitar permanecer nos extremos de temperatura, tanto num local muito quente, como nos muito frios;
  • Evitar permanecer próximo a fogueiras ou churrasqueiras por causa da fumaça;
  • Evitar permanecer em locais com nevoeiro, porque a qualidade do ar é inferior;
  • Tomar a vacina da gripe todos os anos.

Além disso deve ter uma alimentação saudável e equilibrada, preferindo legumes, frutas, cereais integrais e hortaliças, diminuindo cada vez mais o consumo de alimentos industrializados, processados e ricos em sal. Tomar o chá de gengibre regularmente é uma boa estratégia de prevenção porque ele é antioxidante e anti-inflamatório, sendo útil para manter as células saudáveis. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...