Dor precordial: o que é, sintomas e tratamento

Atualizado em agosto 2023

A dor precordial é a dor no peito na região à frente do coração que pode acontecer em qualquer hora do dia e desaparece após alguns segundos. A dor precordial é caracterizada por ser uma dor fina, como se fosse uma facada, e pode surgir mesmo durante o repouso.

Apesar de muitas vezes ser considerado sinal de problemas cardíacos, a dor precordial está raramente relacionada com alterações do coração, podendo ser devido ao excesso de gases no organismo ou como consequência de mudança repentina da postura, por exemplo.

Como a dor precordial não é considerada grave, não é necessário realizar tratamento. No entanto, quando a dor não passa, é frequente ou surgem outros sintomas como dificuldade para respirar e náuseas, é importante consultar o cardiologista para que a dor seja investigada e possa ser indicado o tratamento mais adequado.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de dor precordial

As principais características da dor precordial são:

  • Dor que dura poucos segundos;
  • Dor fina, como se fosse uma facada;
  • Pode acontecer no repouso;
  • Pode ser sentida mais fortemente ao inspirar ou durante a respiração;
  • A dor é sentida apenas no peito, não irradiando para outras partes do corpo, como acontece no infarto.

Apesar de não representar risco, uma vez que na maioria das vezes não está relacionada com alterações pulmonares ou cardíacas, é importante ir ao médico quando a dor surge frequentemente, quando a dor não passa após alguns segundos ou quando surgem outros sintomas, como náuseas, dor de cabeça intensa ou dificuldade para respirar, sendo importante investigar a causa da dor para que seja iniciado o tratamento caso haja necessidade.

Além disso, é comum que as pessoas sintam-se ansiosas ao sentir esse tipo de dor, o que pode fazer com que haja aumento dos batimentos cardíacos, tremores e sensação de falta de ar, por exemplo. Conheça outros sintomas de ansiedade.

Não ignore os seus sintomas!

Priorize sua saúde. Descubra a causa dos seus sintomas e receba o cuidado que precisa.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da dor precordial é feito pelo cardiologista através da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa e a frequência com que acontecem, além da realização de exames que avaliam o funcionamento com coração, como eletrocardiograma, holter, teste de esforço, M.A.P.A e exames laboratoriais, por exemplo. Conheça mais sobre os exames que avaliam o coração.

Causas de dor precordial

A dor precordial não possui causa específica, no entanto acredita-se que aconteça devido à irritação dos nervos localizados na região intercostal, que corresponde à região entre as costelas. Além disso, pode acontecer enquanto a pessoa está sentada, deitada, em repouso, quando há excesso de gases ou quando a pessoa muda rapidamente a postura.

Apesar de muitas vezes a dor precordial ser motivo para a pessoa ir à emergência do hospital ou ao posto de saúde, raramente está relacionada com problemas cardíacos ou alterações pulmonares.

Como é o tratamento

A dor precordial não é considerada uma situação grave e normalmente desaparece sozinha sem que seja necessário iniciar tratamento. No entanto, quando há sinais sugestivos de problemas cardíacos ou pulmonares, o médico pode indicar tratamento específicos de acordo com a causa e a alteração apresentada pela pessoa. Veja como é feito o tratamento para as principais doenças cardiovasculares.