Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor nos ossos: 6 principais causas e o que fazer

A dor nos ossos é caracterizada por acontecer mesmo quando a pessoa está parada e, na maioria dos casos, não é um sintoma grave, surgindo especialmente no rosto, durante a gripe, ou após quedas e acidentes devido a pequenas fraturas que podem cicatrizam sem necessitar de tratamento mais específico.

No entanto, quando a dor nos ossos dura mais de 3 dias ou piora ao longo do tempo, ou quando é acompanhada por outros sintomas como perda de peso, deformidades ou cansaço excessivo, por exemplo, é importante consultar o ortopedista para que seja feito o diagnóstico da dor no osso e possa ser iniciado o tratamento mais adequado.

Dor nos ossos: 6 principais causas e o que fazer

1. Fraturas

A fratura é uma das principais causas de dor no osso e pode acontecer devido a acidentes de trânsito, quedas ou durante a prática de algum esporte, por exemplo. Além da dor no osso que foi fraturado, é comum também que surjam outros sintomas como inchaço no local, hematomas e dificuldade para mexer o membro afetado.

O que fazer: Caso haja suspeita de fratura, o mais recomendado é que a pessoa consulte o ortopedista, pois dessa forma é possível que seja feito um exame de imagem para confirmar a fratura e a gravidade. No caso de pequenas fraturas, pode ser recomendado apenas repouso do membro afetado, no entanto quando a fratura é mais grave, pode ser necessária a imobilização do membro para favorecer a sua cicatrização. Veja o que fazer em caso de fratura.

2. Gripe

A gripe também podem causar dor nos ossos, principalmente nos ossos do rosto, o que acontece por causa do acúmulo de secreção nos seios nasais, o que pode ser bastante desconfortável. Quando essas secreções não são eliminadas, é possível também que surjam outros sintomas além da dor nos ossos, como sensação de peso na cabeça, dor de ouvido e de cabeça.

O que fazer: É aconselhado fazer inalações com soro fisiológico 2 a 3 vezes por dia e beber, pelo menos, 2 litros de água para ajudar a liberar as secreções. No caso da piora dos sintomas, é importante consultar o clínico geral para que seja avaliada a necessidade de tomar algum medicamento para aliviar os sintomas.

3. Osteoporose

A osteoporose é também uma causa frequente de dor nos ossos e acontece principalmente devido à diminuição da quantidade de vitamina D e cálcio nos ossos, o que resulta na diminuição da massa óssea e deixa os ossos mais frágeis, aumentando também o risco de fraturas. 

A osteoporose é mais comum em mulheres que se encontram na fase da menopausa e em pessoas mais idosas, no entanto alguns hábitos e estilo de vida também podem favorecer o desenvolvimento da osteoporose, como sedentarismo, alimentação pouco saudável e consumo frequente e excessivo de bebidas alcoólicas.

O que fazer: Quando a dor nos ossos é causada pela osteoporose, o médico normalmente indica a realização de alguns exames, como a densitometria óssea para saber a densidade dos ossos e se está havendo perda de massa óssea, e a dosagem dos níveis de vitamina D e cálcio no sangue.

Assim, de acordo com os resultados dos exames, é possível saber a gravidade da osteoporose e indicar o tratamento mais adequado, que pode ser feito por meio da mudança dos hábitos alimentares, prática de atividade física de forma regular ou suplementação de cálcio, por exemplo. Entenda como é feito o tratamento da osteoporose.

Veja no vídeo a seguir algumas dicas de alimentação para evitar a osteoporose:

4. Infecção dos ossos

A infecção nos ossos, também conhecida como osteomielite, também é uma situação que pode causar dor em qualquer osso do corpo, além de ser normalmente acompanhada por outros sintomas como febre acima de 38º, inchaço e vermelhidão no local afetado. 

O que fazer: Na presença de qualquer sinal ou sintoma indicativo de infecção no osso é importante que a pessoa vá ao hospital para que seja iniciado o tratamento imediatamente e possa ser evitada a progressão da doença e o desenvolvimento de complicações, como artrite séptica e, nos casos mais graves, amputação do membro afetado.

Na maioria dos casos, o tratamento para infecção no osso é feito com a pessoa em internamento para que receba antibióticos diretamente na veia e seja possível combater a infecção. Confira mais detalhes do tratamento para infecção no osso.

5. Metástases ósseas

Alguns tipos de câncer, como o de mama, pulmão, tireoide, rim ou próstata, podem espalhar-se pelo organismo, sendo esse processo conhecido por metástase, e atingir outros órgãos, incluindo os ossos, podendo causar dor.

Além da dor nos ossos, no caso de metástase óssea, é comum o aparecimento de outros sintomas como emagrecimento rápido, cansaço excessivo, fraqueza e perda do apetite, por exemplo.

O que fazer: Caso surjam sintomas que sejam indicativos de metástase, é importante que a pessoa consulte o oncologista para que sejam feitos exames e possa ser verificada a gravidade da metástase, bem como iniciar o tratamento mais adequado para evitar que as células cancerígenas se espalhem ainda mais. Veja mais sobre a metástase e o que fazer.

6. Doença de Paget

A doença de Paget, também conhecida como osteíte deformante, é uma doença rara que atinge principalmente da região pélvica, fêmur, tíbia e clavícula, e que é caracterizada pela destruição do tecido ósseo, quem em seguida volta a ser formado, porém com algumas deformidades.

Esse novo osso formado é mais frágil e pode estar associado a alguns sintomas que podem variar de acordo com o local afetado, como dor no osso, alteração da curvatura da coluna, dor nas articulações e maior risco de fraturas.

O que fazer: O tratamento para a doença de Paget pode variar de acordo com a gravidade dos sintomas e deve ser feito de acordo com a recomendação do ortopedista, que pode indicar o uso de remédios para aliviar os sintomas e sessões de fisioterapia. Entenda como é feito o tratamento da doença de Paget.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem