Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

Atualizado em Agosto 2019

Geralmente, quando uma pessoa diz que tem dor no pulmão, significa que tem uma dor na região do peito, isto porque o pulmão quase não tem receptores de dor. Assim, apesar de algumas vezes a dor estar relacionada com problemas nos pulmões, essa dor também pode estar sendo causada por problemas em outros órgãos, ou mesmo estar relacionada com os músculos ou articulações.

O ideal é que sempre que surge algum desconforto na região do peito e que não melhora com o tempo, que piora rapidamente ou que não desaparece após 24 horas, se vá ao hospital, para fazer exames e despistar problemas cardíacos. Confira o que pode causar dor no peito e o que fazer.

Porém, algumas causas mais comuns para o aparecimento de dor no pulmão incluem:

1. Pleurisia

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

Também conhecida por pleurite, caracteriza-se pela inflamação da pleura, que é a membrana que reveste os pulmões e o interior do tórax, podendo causar sintomas como dor na região do peito e costelas, tosse e dificuldade para respirar.

Geralmente, este problema surge devido ao acúmulo de líquido entre as duas camadas da pleura, sendo mais frequente em pessoas com problemas respiratórios, como gripe, pneumonia ou infecções pulmonares. Confira com mais detalhe os sintomas que podem indicar pleurisia.

O que fazer: sempre que existir suspeita de pleurisia é muito importante ir ao hospital ou consultar um pneumologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado. O tratamento depende da causa que origina a pleurisia, mas os sintomas podem ser aliviados com anti-inflamatórios como o ibuprofeno, por exemplo, receitados pelo cardiologista.

2. Infecção respiratória

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

As infecções no pulmão, como a tuberculose ou a pneumonia, também podem causar dor no peito, manifestando-se com sintomas como dificuldade para respirar, excesso de produção de muco, tosse com ou sem sangue, febre, arrepios e suores noturnos. Veja como identificar uma infecção respiratória.

O que fazer: em caso de suspeita de infecção no pulmão, deve-se ir imediatamente ao médico para evitar que o problema se agrave. Geralmente, o tratamento é feito com administração de antibióticos receitados pelo médico.

3. Asma

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

A asma é uma doença crônica dos pulmões que causa irritação e inflamação das vias aéreas e numa situação de ataque, pode causar dor no peito, chiado, falta de ar e tosse. Entenda melhor o que é a asma.

O que fazer: geralmente o tratamento da asma faz-se com remédios corticoides e broncodilatadores, que geralmente são usados para toda a vida. Além disso, existem outras formas de prevenir os ataques, como não ter animais dentro de casa, manter a casa limpa, evitar tapetes e cortinas e manter-se longe de fumadores. Saiba mais sobre o tratamento.

4. Embolia pulmonar

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

Também conhecida por trombose pulmonar, é uma situação de emergência que se caracteriza pelo entupimento de um vaso sanguíneo do pulmão, devido a um coágulo, o que impede a passagem de sangue, causando a morte progressiva da região afetada, resultando em dor ao respirar e falta de ar.

Além disso, a quantidade de oxigênio no sangue diminui, o que faz com que os órgãos do corpo possam ser afetados pela falta de oxigênio.

O que fazer: a pessoa que sofre de embolia pulmonar, deve ser assistida com urgência e o tratamento consiste geralmente na administração de anticoagulantes injetáveis, como heparina, por exemplo que vai ajudar a dissolver o coágulo, para que o sangue circule novamente. Além disso, também pode ser necessário tomar analgésicos para aliviar a dor no peito. Saiba mais sobre o tratamento para embolia pulmonar.

5. Atelectasia pulmonar

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

A atelectasia pulmonar caracteriza-se por uma complicação respiratória que impede a passagem de ar necessária, devido a um colapso dos alvéolos pulmonares, que geralmente ocorre devido a fibrose cística ou tumores e lesões no pulmão.

Esta condição pode causar intensa dificuldade para respirar, tosse persistente e dor constante no peito. Saiba mais sobre a atelectasia pulmonar.

O que fazer: qualquer alteração que cause intensa dificuldade para respirar deve ser avaliada por um pneumologista o mais rápido possível. Assim, o ideal é que se vá ao hospital. O tratamento depende da causa da atelectasia pulmonar e em casos mais graves pode ser necessário recorrer a cirurgia para limpar as vias aéreas ou mesmo remover a região afetada do pulmão.

6. Crise de ansiedade 

O que pode ser dor no pulmão (e o que fazer)

Em situações de ansiedade ou de ataques de pânico, algumas pessoas podem sentir dor no peito, por respirarem mais rapidamente, o que pode levar a um desequilíbrio entre a quantidade de oxigênio e dióxido de carbono, podendo também ocorrer tonturas, dor de cabeça e dificuldades de concentração. Veja como identificar uma crise de ansiedade.

O que fazer: uma boa forma de tentar diminuir a ansiedade e aliviar a dor é fazer respirações para o interior de uma sacola de papel por, pelo menos 5 minutos, tentando controlar a respiração. Caso a dor não melhore, é aconselhado ir ao hospital.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem