Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Pleurite: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Dr. Arthur Frazão
Oftalmologista
novembro 2022

A pleurite é a inflamação da pleura, que é a membrana que cobre os pulmões e o interior do tórax, levando ao aparecimento de sintomas como dor na região do peito e costelas, que pode piorar ao respirar fundo, febre, tosse e dificuldade para respirar.

A pleurite, também chamada de pleurisia, pode ser causada por doenças infecciosas, doenças auto-imunes ou ser consequência do uso de alguns medicamentos, podendo haver acúmulo de líquido entre as duas camadas da pleura, o que pode tornar os sintomas mais intensos.

Sempre que existe suspeita de pleurite é importante consultar um pneumologista ou clínico geral para confirmar o diagnóstico, identificar a causa e iniciar o tratamento, que além de incluir o tratamento para a causa, também pode ser feito com anti-inflamatórios, para reduzir o desconforto.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

Os principais sintomas de pleurite são:

  • Dor intensa e constante na região do peito ou costelas;
  • Dor que piora ao respirar fundo, tossir ou espirrar;
  • Sensação de falta de ar;
  • Tosse constante;
  • Febre persistente.

Além disso, também é bastante frequente que a dor irradie para os ombros ou costas, dependendo do local inflamado da pleura e da extensão da lesão.

Sempre que surge algum destes sintomas é importante consultar um pneumologista ou clínico geral, especialmente quando já existe algum problema respiratório anterior, uma vez que pode ser um sinal de piora.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da pleurite é feito pelo pneumologista ou clínico geral inicialmente por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa. No caso de ser verificada a presença de líquido no espaço pleural, o médico pode indicar a realização da toracocentese, que é um procedimento em que é feita a retirada do líquido acumulado, que é enviado para o laboratório para análise e identificação da causa. Entenda como é feita a toracocentese.

Além disso, o médico pode solicitar a realização de exames de sangue e de imagem, como raio X de tórax, tomografia computadorizada, ressonância magnética ou ultrassom. Além disso, pode ser também solicitada a realização de um eletrocardiograma, para despistar um possível problema cardíaco que possa estar causando a dor na região do peito.

A pleurisia é grave?

A pleurisia normalmente não é grave, no entanto, pode ser sinal de que o tratamento para algum problema respiratório não está sendo eficaz. Por isso, sempre que existe suspeita, é importante consultar o médico para rever o tratamento.

Causas de pleurite

As principais causas de pleurite são:

  • Infecção por vírus, como no caso da gripe e da infecção pelo vírus sincicial respiratório;
  • Infecção por bactérias, como no caso da pneumonia e da tuberculose;
  • Infecção por fungos;
  • Alterações auto-imunes, como lúpus e artrite reumatoide;
  • Embolia pulmonar;
  • Anemia falciforme;
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Fratura na costela;
  • Pancadas no peito;
  • Câncer pulmonar com foco próximo à pleura;
  • Pericardite aguda.

É importante que a causa da pleurite seja identificada, pois assim o tratamento mais adequado pode ser iniciado, prevenindo complicações.

Como é feito o tratamento

O tratamento para pleurite deve ser indicado pelo pneumologista ou clínico geral de acordo com os sintomas apresentados pela pessoa, sendo normalmente indicado o uso de medicamentos anti-inflamatórios, como o Ibuprofeno, para reduzir a dor e aliviar o desconforto. Além disso, também é aconselhado manter o repouso, evitando esforços que possam levar ao aumento da frequência respiratória, como correr ou subir escadas, por exemplo.

Dependendo da causa da pleurite, o médico pode também indicar o uso de antibióticos, imunossupressores, anticoagulantes e/ ou terapia com oxigênio.

A realização de fisioterapia respiratória também pode ser indicado e, nessas sessões, são utilizados exercícios do pulmão que permitem recuperar toda a capacidade respiratória à medida que a pleura vai deixando de estar inflamada. Saiba mais sobre a fisioterapia respiratória.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão - Oftalmologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • MAYO CLINIC. Pleurisy. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/pleurisy/symptoms-causes/syc-20351863>. Acesso em 17 nov 2022
  • HUNTER, MP; REGUNATH, H. Pleurisy. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK558958/>. Acesso em 17 nov 2022
Revisão médica:
Dr. Arthur Frazão
Clínico geral
Médico generalista, especialista em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em 2008, com registro profissional no CRM/PE 16878