Doença de Behçet: o que é, sintomas, causa e tratamento

março 2022
  1. Sintomas
  2. Diagnóstico
  3. Por que acontece
  4. Tratamento

A doença de Behçet é uma doença autoimune rara caracterizada pela inflamação de diferentes vasos sanguíneos, causando o aparecimento de lesões de pele, aftas na boca e feridas na região genital, além de também poder haver inflamação dos olhos, do sistema gastrointestinal e nas articulações. Os sintomas da doença de Behçet não surgem ao mesmo tempo, havendo várias crises ao longo da vida.

Essa doença é mais comum entre os 20 e 40 anos, mas pode acontecer em qualquer idade, e acomete homens e mulheres na mesma proporção. O diagnóstico é feito pelo médico de acordo com os sintomas descritos e o tratamento tem como objetivo aliviar os sintomas, sendo normalmente recomendado o uso de anti-inflamatórios ou corticoides, por exemplo.

Sintomas da doença de Behçet

A doença de Behçet costuma ser caracterizada por uma tríade de sintomas: inflamações oculares frequentes, presença de feridas na região genital e aparecimento frequente de aftas na boca. Além disso, é possível também haver o aparecimento de outros sintomas que podem envolver o sistema vascular, pulmonar, gastrointestinal, cardíaco e cutâneo devido à inflamação generalizada. Os principais sinais e sintomas que podem surgir na doença de Behçet são:

  • Aftas na boca, lábios, gengivas, faringe e amígdalas;
  • Feridas na região genital, como no pequeno e grandes lábios, no caso das mulheres, e no saco escrotal e pênis, no caso dos homens;
  • Feridas na virilha e na região perianal;
  • Feridas e nódulos na pele de forma redonda ou oval, dolorosa e avermelhado, acontecendo mais frequentemente nos membros inferiores e superiores;
  • Visão embaçada e olhos vermelhos;
  • Articulações doloridas e inchadas;
  • Trombose;
  • Formação de aneurismas;
  • Pericardite e miocardite;
  • Dor no peito;
  • Perda de peso;
  • Náuseas, vômitos, cólica e diarreia, podendo ser notado sangue nas fezes.

Em alguns casos, apesar de raro, é possível haver também comprometimento do sistema nervoso central, em que inicialmente a pessoa pode sentir dor de cabeça, febre e rigidez na nuca, podendo a longo prazo haver confusão mental, perda progressiva da memória, alteração da personalidade e dificuldade de raciocínio.

Os sintomas da doença de Behçet acontecem em crises, ou seja, existem períodos sintomáticos e assintomáticos, além de que os sintomas presentes em uma das crises podem não ser necessariamente os mesmos da próxima crise, podendo o tempo dos sintomas variar entre uma crise e outra.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da doença de Behçet é feito pelo médico de acordo com os sinais e sintomas apresentados pela pessoa, já que não existem exames laboratoriais que sejam capazes de concluir o diagnóstico. De forma geral, é considerada suspeita da doença de Behçet quando a pessoa apresenta aftas, inflamação nos olhos, feridas na região genital e/ ou na pele de forma frequente.

Para descartar outras doenças e avaliar a gravidade dos sintomas, o médico pode solicitar alguns exames como hemograma, VSH, exame de urina, dosagem de ureia e creatinina, TGO e TGP, urina de 24 horas e sorologia para infecções sexualmente transmissíveis, como HIV e hepatite B e C. Além disso, pode ser também indicada a realização de um exame genético para verificar a presença do alelo HLA-B51, que está relacionado com o maior risco de desenvolver a doença de Behçet.

Por que acontece

A causa da doença de Behçet ainda não é muito bem definida, no entanto é considerada uma doença autoimune cujos sintomas podem ser estimulados por infecções por bactérias ou vírus, principalmente Herpes simplex, além de poderem ser influenciados por fatores genéticos, principalmente devido à presença do alelo HLA-B51.

Os sintomas da doença de Behçet surgem devido à resposta exacerbada do sistema imunológico, o que faz com que exista um aumento da produção de citocinas inflamatórias, que provocam as lesões nos vasos e órgãos.

Como é feito o tratamento

O tratamento para doença de Behçet deve ser orientado pelo médico de acordo com os sintomas apresentados pela pessoa. No caso das aftas e outras lesões que possam ter surgido na boca, pode ser indicado o uso de anestésicos e corticosteroides para serem aplicados diretamente nas lesões.

Além disso, pode ser indicado, dependendo dos sintomas e da intensidade, o uso de medicamentos imunossupressores, corticosteroides ou imunobiológicos, que são indicados apenas quando não foi verificada melhora com o uso de imunossupressores.

É importante que o médico seja consultado de forma regular para avaliar a evolução dos sintomas, sendo também recomendado que sejam feitas consultas regulares com o oftalmologista, principalmente quando são verificados sintomas oculares.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em março de 2022.

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA. Doença de Behçet. Disponível em: <https://www.reumatologia.org.br/doencas-reumaticas/doenca-de-behcet/>. Acesso em 09 mar 2022
  • BARADELLI, Elisabete M.; SILVA, Emerson B. Sindrome de Behçet – os desafios do diagnóstico: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Análises Clínicas. 2020
Mostrar bibliografia completa
  • VARGAS, Raquelle M.; CRUZ, Maria Luiza N.; GIARLLARIELLI, Maria Paula H. et al. Acometimento vascular na doença de Behçet: o processo imunopatológico. J Vasc Bras. 2021
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.