Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doença causada pelo arranhão do gato: sintomas e tratamento

A doença da arranhadura do gato é uma infecção que pode acontecer quando a pessoa é arranhada por um gato infectado pela bactéria Bartonella henselae, que pode proliferar a inflamar a parede dos vasos sanguíneos, deixando o local lesionado com uma bolha vermelha característica da doença e que pode complicar causando uma celulite, que é um tipo de infecção na pele ou uma adenite.

Apesar de ser uma doença transmitida por gatos, nem todos os gatos são portadores da bactéria. No entanto, como não é possível saber se o gato possui ou não a bactéria, é importante que seja levado a consultas periódicas no veterinário para que sejam feitos exames e seja feita a desparasitação, prevenindo essa e outras doenças.

Doença causada pelo arranhão do gato: sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas da doença da arranhadura do gato costumam aparecer alguns dias após o arranhão, sendo os principais:

  • Bolha vermelha em torno do local do arranhão;
  • Gânglios linfáticos inflamados, popularmente chamadas de ínguas;
  • Febre alta que pode ser de 38 a 40ºC;
  • Dor e rigidez no local lesionado;
  • Falta de apetite e emagrecimento sem causa aparente;
  • Problemas de visão como vista embaçada e ardência nos olhos;
  • Irritabilidade.

Há suspeita dessa doença quando a pessoa fica com os gânglios linfáticos inchados, após ter sido arranhada por um gato. A doença pode ser diagnosticada através de um exame de sangue que detecta anticorpos específicos contra a bactéria Bartonella henselae.

Como tratar

O tratamento da doença da arranhadura do gato é feito com antibióticos como Amoxicilina, Ceftriaxona, Clindamicina, de acordo com a orientação do médico para que a bactéria consiga ser eliminada de forma eficaz. Além disso, os gânglios linfáticos inchados e com líquido podem ser drenados com agulhas, para que a dor seja aliviada.

Nos casos mais graves, quando a febre permanece e quando surge um caroço num gânglio linfático próximo do local do arranhão, pode ser necessário fazer uma cirurgia para retirar o caroço que se forma, sendo realizada também uma biópsia para que seja detectada as alterações presentes. Após a cirurgia pode ser preciso colocar um dreno para eliminar as secreções que podem continuar saindo por mais alguns dias.

A maioria das pessoas que sofrem a doença da arranhadura do gato se recuperam em poucas semanas após o início do tratamento.

É preciso um monitoramento mais rígido com pacientes portadores do vírus HIV, que podem apresentar a doença da arranhadura do gato de forma mais grave, devido a deficiência no sistema imunológico. Por isso, pode ser necessário que estas fiquem internadas para tratar a doença.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem