Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doença Coronariana

A doença arterial coronariana é caracterizada pela obstrução dos vasos sanguíneos que irrigam o coração. A irrigação do coração é feita por duas artérias, a coronária direita e a esquerda e seus respectivos ramos. Com o acúmulo de placas de ateroma (gorduras) no interior destas artérias, o sangue encontra maior dificuldade de passar. Quando essa placa se rompe dentro do vaso, ocorre uma cascata de ações inflamatórias que acabam resultando numa obstrução do vaso. Dependendo da extensão da obstrução ao fluxo sanguíneo pode haver angina do peito, infarto agudo do miocárdio e até mesmo, morte súbita.

Sintomas da doença coronariana

Os sintomas da doença coronariana podem ser:

  • Sensação de dor no peito, em forma de aperto ou esmagamento do coração;
  • Sensação de falta de ar;
  • Cansaço fácil;

Causas da doença coronariana

As causas da doença coronariana estão relacionadas ao acúmulo de placas de gordura no interior das artérias. Indivíduos com colesterol alto, fumantes, diabéticos e sedentários possuem um maior risco de desenvolver a doença coronariana. 

Diagnóstico da doença coronariana

O diagnóstico da doença coronariana pode ser feito através de exames como:

  • Angiografia das coronárias;
  • Eletrocardiograma;
  • Tomografia computadorizada do coração;
  • Teste de esforço físico.

Tratamento para doença coronariana

Para o prevenção da doença coronariana, inclusive de novos episódios, indica-se eliminar os fatores de risco da doença, praticar regularmente exercícios físicos e manter uma boa alimentação. Quando diagnosticada a doença coronariana, o indivíduo é orientado pelo seu médico cardiologista, a usar medicações específicas, além de remédios para controle de colesterol, hipertensão e diabetes. Esses medicamentos devem ser usados conforme orientação e por toda a vida. Pode ser necessária a realização de cateterismo cardíaco e, se necessário, o tratamento pode ser feito através da angioplastia com colocação de stent dentro do vaso ou até mesmo, uma cirurgia de revascularização com colocação de pontes mamárias e de safena.

Observação: O fato do paciente ter realizado angioplastia ou cirurgia cardíaca, não quer dizer que o indivíduo esteja curado! Ele tem alto risco de desenvolver novos infartos e, por isso, necessita usar as medicações prescritas pelo médico regularmente, e por toda a vida, além de praticar atividade física sob a orientação, parar de fumar e se alimentar de maneira saudável.

Prevenção da doença coronariana

A prevenção da doença coronariana pode ser feita através de bons hábitos de vida como deixar de fumar, alimentar-se corretamente, fazer atividade física e baixar os níveis de colesterol. Os níveis adequados de colesterol são:

  • HDL: acima de 60 mg/dl e
  • LDL: abaixo de 130 mg/dl; sendo abaixo de 100 para pacientes que já infartaram ou com alto risco de infartarem ( diabéticos, hipertensos, tabagistas)
Mais sobre este assunto:
Carregando
...