Difenidramina: para que serve, como usar e posologia

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
agosto 2022

A difenidramina é um antialérgico com ação anticolinérgica, sedativa e antitússica, indicada para aliviar os sintomas de alergias causadas por pólen, poeira ou outros agentes. Além disso, a difenidramina ajuda a aliviar a tosse, tratar a insônia e vertigem.

A dose e o tempo de tratamento com a difenidramina dependem da idade e da condição a ser tratada, por isso seu uso deve ser sempre indicado e orientado pelo médico.

A difenidramina pode ser encontrada em farmácias ou drogarias, na forma de xarope, pastilhas ou loção, com os nomes Benatux, Benalet ou Caladryl, por exemplo. Além disso, também pode ser encontrada em hospitais na forma de injeção, para aplicação no músculo ou na veia, com o nome Difenidrin.

Para que serve

A difenidramina é indicada para: 

  • Aliviar sintomas de alergias, como nariz escorrendo, espirros, coceira no nariz ou garganta ou irritação nos olhos;
  • Aliviar irritações na pele ou urticária, causadas por plantas, queimadura de sol ou picadas de inseto;
  • Controlar a tosse, causada por irritações da garganta ou das vias respiratórias;
  • Combater a insônia ocasional, principalmente quando há dificuldade em adormecer, como em situações de inquietação ou nervosismo;
  • Tratar cinetose, que causa vertigem, tontura, náusea, vômito, distúrbios do equilíbrio, desencadeados agudamente pelo movimento.

Além disso, a difenidramina também é indicada para controlar movimentos anormais que ocorrem em pessoas que estão nos estágios iniciais da síndrome de Parkinson ou que têm problemas de movimento como efeito colateral da medicação. Saiba mais sobre o tratamento da doença de Parkinson

Como usar e posologia

A forma de uso da difenidramina depende da apresentação do medicamento, e inclui:

1. Difenidramina xarope

O xarope de difenidramina é encontrado com o nome Benatux e contém na sua composição 2,5 mg cloridrato de difenidramina, 25 mg de cloreto de amônio e 11,25 mg de citrato de sódio di-hidratado para cada 1 mL do xarope.

A posologia do xarope depende da idade e inclui:

  • Adultos: a dose normalmente recomendada é de 5 a 10 mL (1 a 2 colheres das de chá), a cada 2 ou 3 horas, conforme orientação médica; 
  • Crianças maiores de 2 anos: a dose normalmente recomendada é de 2,5 a 5 mL (meia a 1 colher das de chá), a cada 3 horas, conforme orientação do pediatra. 

O xarope de difenidramina não deve ser usado por crianças com menos de 2 anos de idade.

2. Difenidramina pastilhas 

As pastilhas de difenidramina, geralmente contém outras substâncias na sua composição como cloreto de amônio e citrato de sódio, encontrada com os nomes Benatux ou Benalet, por exemplo.

A posologia da difenidramina na forma de pastilhas para adultos ou crianças com mais de 12 anos é de 1 pastilha, quando necessário, devendo-se deixar a pastilha dissolver completamente na boca. Não se deve usar 2 pastilhas em menos de 1 hora. A dose máxima recomendada é de 8 pastilhas por dia.

A difenidramina pastilha não deve ser usada por crianças com menos de 12 anos.

3. Difenidramina loção

A difenidramina na forma de loção geralmente é encontrada em associação com outras substâncias, como calamina e cânfora, sendo vendida com os nomes Caladryl ou Calamyn, por exemplo.

A posologia normalmente recomendada para adultos e crianças com mais de 2 anos é de 1 aplicação da loção sobre a pele, na região afetada, de 3 a 4 vezes por dia, por no máximo 7 dias de tratamento. 

É importante lavar a pele com água e sabonete neutro e secar com uma toalha limpa e suave antes de aplicar a loção.

Por conter cânfora na sua composição, a loção de difenidramina não deve ser usada por crianças com menos de 2 anos, pois pode ser tóxica. Veja uma pomada de calêndula que pode ser usada no bebê

4. Difenidramina injeção 50 mg/mL

A difenidramina na forma de injeção, deve ser aplicada diretamente no músculo ou na veia, pelo enfermeiro, sob supervisão médica.

As doses da difenidramina injetável devem ser calculadas pelo clínico geral ou pediatra, de acordo com a idade e o peso corporal da pessoa, pois a dose pode variar dependendo da condição a ser tratada e gravidade dos sintomas.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns da difenidramina são sedação, sonolência, vertigem, coordenação prejudicada, desconforto epigástrico, espessamento das secreções brônquicas. Além disso, embora seja mais raro, podem surgir boca, nariz e/ou garganta seca, calafrios, pressão baixa, dor de cabeça, batimentos cardíacos acelerados, náusea, perda do apetite, prisão de ventre, diarreia, fadiga, agitação, insônia, visão turva, ou retenção urinária.

A difenidramina pode diminuir o estado de alerta mental ou causar excitação em crianças, doses excessivas podem causar alucinações, convulsões ou até mesmo a morte.

Em adultos mais velhos, este medicamento pode causar sonolência, sedação e pressão arterial baixa.

Quem não deve usar

A difenidramina não deve ser usada por pessoas que tenham alergia a qualquer um dos componentes da fórmula ou por pessoas que tenham glaucoma agudo de ângulo estreito, hipertrofia prostática, úlcera péptica, obstrução piloro-duodenal ou obstrução do colo da bexiga.

Esse remédio também não deve ser usado por pessoas que fazem tratamento com remédios inibidores da monoamina oxidase (IMAO), como selegilina, moclobemida, isocarboxazida, fenelzina, nialamida, iproniazida ou tranilcipromina, por exemplo. 

Em gestantes por falta de estudos que comprovem sua segurança e eficácia, a difenidramina só deve ser consumida se recomendado pelo médico. Este medicamento é contraindicado em mulheres que estão amamentando, em bebês prematuros e recém-nascidos.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • JOHNSON & JOHNSON INDUSTRIAL LTDA. Caladryl (80,0mg/mL de calamina + 1,0mg/mL de cânfora + 10,0mg/mL de cloridrato de difenidramina). 2014. Disponível em: <https://io.convertiez.com.br/m/drogal/uploads/bulas/7891268403008/Bula_Caladryl_-_Paciente_-_Consulta_Remedios.pdf>. Acesso em 16 ago 2022
  • CRISTÁLIA PROD. QUÍM. FARM. LTDA. Difenidrin (cloridrato de difenidramina) Solução injetável 50 mg/mL. 2017. Disponível em: <https://www.cristalia.com.br/arquivos_medicamentos/256/Difenidrin_Profissional.pdf>. Acesso em 16 ago 2022
Mostrar bibliografia completa
  • BRAINFARMA INDÚSTRIA QUÍMICA E FARMACÊUTICA S.A. Calamyn (80,0mg/mL de calamina + 1,0mg/mL de cânfora + 10,0mg/mL de cloridrato de difenidramina). 2017. Disponível em: <https://www.qualidoc.com.br/file/general/Bula-1125133.CalamynLocao120ml.pdf>. Acesso em 16 ago 2022
  • CIFARMA – CIENTÍFICA FARMACÊUTICA LTDA. Benatux xarope (2,5 mg/mL cloridrato de difenidramina, 25 mg/mL de cloreto de amônio e 11,25 mg/mL de citrato de sódio di-hidratado). 2021. Disponível em: <https://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/benatux.pdf>. Acesso em 16 ago 2022
  • JOHNSON & JOHNSON INDUSTRIAL LTDA. Benalet (5 mg de cloridrato de difenidramina, 50 mg de cloreto de amônio e 10 mg de citrato de sódio). 2015. Disponível em: <https://www.jnjbrasil.com.br/sites/default/files/content-images/homes/benalet/assets/docs/benalet-bula.pdf>. Acesso em 16 ago 2022
  • CIFARMA – CIENTÍFICA FARMACÊUTICA LTDA. Benatux pastilha (5 mg de cloridrato de difenidramina, 50 mg de cloreto de amônio e 10 mg de citrato de sódio). 2018. Disponível em: <https://io.convertiez.com.br/m/drogal/uploads/bulas/7898158693129/benatux_menta_12_pastilhas.pdf>. Acesso em 16 ago 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.