Dieta para pancreatite: o que comer e o que evitar

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
janeiro 2023

Na dieta para pancreatite aguda é recomendado ficar em jejum nos primeiros dias, para ajudar a controlar os sintomas dessa condição. Após a crise, deve-se fazer uma dieta líquida, incluindo sopas, caldos de legumes e de carne, sucos de fruta e água de coco.

Já durante a pancreatite crônica, é recomendado fazer uma alimentação baixa em gordura, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e de alimentos industrializados, evitando, assim, novas crises de pancreatite.

Uma dieta adequada é fundamental para tratar a pancreatite, porque ajuda a aliviar os sintomas dessa condição, além de evitar a deficiência de nutrientes e a perda de peso. No entanto, como a dieta varia conforme o tipo de pancreatite, é recomendado sempre consultar um nutricionista antes de iniciar a dieta.

Imagem ilustrativa número 2

Dieta para pancreatite aguda

A dieta para pancreatite aguda deve ser feita no hospital e consiste em ficar em jejum por até 2 dias e até que os sintomas estejam controlados. Nos casos mais graves, a alimentação pode ser recomendada por meio de sondas.

Após a crise de pancreatite aguda, o nutricionista prescreve uma dieta líquida, incluindo sopas, caldos de legumes e de carnes, batidos no liquidificador e com pouca gordura, sucos de fruta coados e água de coco. Veja como fazer uma dieta líquida.

À medida que a pessoa for tolerando melhor os alimentos, são recomendados preparações sólidas com pouca gordura, como carnes magras, peixe e frango sem pele. Os legumes e frutas nessa fase devem ser cozidos, para facilitar a digestão.

Alimentos permitidos

Após a crise de pancreatite, deve-se preferir os seguintes alimentos:

  • Laticínios magros, como leite e iogurtes desnatados e queijos brancos como minas e ricota;
  • Cereais de fácil digestão, como arroz branco, macarrão branco e pão branco;
  • Tubérculos, como batata inglesa, especialmente na forma de purê;
  • Carnes magras, como ovos, peru, peixe e frango sem pele;
  • Legumes cozidos, como abóbora, chuchu, cenoura, beterraba e abobrinha;
  • Frutas cozidas, sem casca e sem bagaço.

Esta dieta dura cerca de 1 a 2 semanas após a crise, de acordo com a aceitação e evolução de cada pessoa.

Alimentos proibidos

Para evitar novas crises de pancreatite, deve-se evitar alimentos como:

  • Alimentos que estimulam o intestino, como café, hortelã e pimenta;
  • Alimentos ricos em gorduras, como carne vermelha, manteiga, queijos amarelos, biscoito, sorvete e margarina;
  • Carne processadas, como salsicha, linguiça, bacon, presunto, mortadela;
  • Alimentos prontos congelados, hambúrguer, lasanha e fast food em geral;
  • Alimentos ricos em açúcar, como bolos, sorvetes, pudins e geleias;

Além disso, é aconselhado também evitar bebidas alcoólicas, como cerveja, vinho e espumantes.

Dieta para pancreatite crônica

Os objetivos da dieta na pancreatite crônica são evitar a perda de peso, estimular o apetite e aliviar os sintomas como dor abdominal, náuseas, vômitos e diarreia.

O que comer

Durante a pancreatite crônica, deve-se priorizar os seguintes alimentos:

  • Laticínios com pouca gordura, como leite desnatado, iogurte desnatado e queijos magros como cottage e ricota;
  • Cereais integrais, como arroz integral, macarrão integral e pão integral;
  • Carnes magras, como ovo, peixe e frango sem pele;
  • Legumes, como quiabo, jiló, tomate, cenoura, brócolis, abóbora e alface;
  • Frutas, como maçã, pera, abacaxi, manga, goiaba, banana e caju;
  • Gorduras vegetais com moderação, como azeite, óleo de abacate e óleo de coco;
  • Ervas e especiarias, como pimenta, canela, coentro, salsa e cebolinha;
  • Bebidas, como água, chás e água de coco.

Como a pancreatite crônica pode causar má absorção de nutrientes, o médico ou nutricionista também pode indicar o uso de suplementos de vitaminas e minerais.

O que evitar

Os alimentos que devem ser evitados durante a pancreatite crônica são:

  • Alimentos ricos em gordura, como carne vermelha, leite integral, manteiga, queijos amarelos, iogurte integral, biscoitos, sorvetes e margarinas;
  • Embutidos, como salsicha, linguiça, bacon, presunto, mortadela;
  • Alimentos industrializados, como hambúrguer, pizza, lasanha e fast food;
  • Alimentos ricos em açúcar, como chocolate, sorvete, bolos e geleias;
  • Molhos e temperos prontos, como mostarda, ketchup, maionese e temperos em sachês ou cubinhos;
  • Bebidas alcoólicas, como cerveja, whisky e espumante.

É fundamental também evitar refeições muito volumosas, preferindo fazer de 5 a 6 pequenas refeições distribuídas ao longo do dia.

Cardápio da dieta para pancreatite

A tabela a seguir traz o exemplo de um cardápio de 3 dias da dieta para pancreatite:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã

240 ml de suco de maçã coado + 2 torradas + 1 ovo cozido

Mingau feito com 200 ml de leite desnatado + 2 col de sopa de farelo de aveia

1 copo de leite desnatado + 2 fatias de pão branco com 2 fatias de ricota

Lanche da manhã

½ maçã cozida com canela

1 pera cozida

1 banana amassada

Almoço/Jantar

Sopa com abóbora, abobrinha, inhame, cenoura e peito de frango em cubos + 1 caqui

1 filé pequeno de peito de frango grelhado+ ½ xícara de arroz + 4 col de sopa de brócolis e cenoura cozidos

1 filé pequeno de peixe grelhado + 3 col de sopa de purê de batata + 3 col de sopa de cenoura e feijão verde cozidos

Lanche da tarde

1 copo de suco de laranja + 1 iogurte natural desnatado

1 iogurte natural desnatado + 6 morangos

1 iogurte natural desnatado + 1 col de sopa de aveia

Este cardápio é apenas um modelo, onde os tipos e quantidades de alimentos variam conforme o tipo de pancreatite e o estado geral de saúde da pessoa. Por isso, é recomendado consultar um nutricionista para elaborar um plano nutricional adaptado às necessidades nutricionais individuais.

Assista o vídeo seguinte e confira os alimentos indicados para quem sofre de pancreatite:

Esta informação foi útil?

Escrito e atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em janeiro de 2023. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • ARVANITAKIS, Marianna et al. ESPEN guideline on clinical nutrition in acute and chronic pancreatitis. Clinical Nutrition. Vol.39. 612-631, 2020
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • PANCREATITE: Sintomas, alimentação e suplementação

    04:16 | 351400 visualizações