Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Pancreatite aguda: o que é, sintomas e tratamento

A pancreatite aguda é a inflamação do pâncreas que acontece principalmente devido ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou à presença de pedras na vesícula, provocando forte dor abdominal que surge de repente e é extremamente incapacitante.

Geralmente, as pessoas com pancreatite aguda recuperam facilmente quando a causa da doença é identificada e, por isso, pode ser necessário fazer cirurgia para retirar pedras da vesícula, por exemplo.

A pancreatite aguda tem cura e o seu tratamento deve ser iniciado no hospital com remédios diretamente na veia, para aliviar os sintomas.

Pancreatite aguda: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os principais da pancreatite aguda incluem:

  • Intensa dor na parte superior da barriga, irradiando para as costas;
  • Inchaço abdominal;
  • Suor excessivo;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Enjoos e vômitos;
  • Perda do apetite;
  • Febre;
  • Diarreia.

Estes sintomas podem durar apenas algumas horas, mas geralmente se mantêm por cerca de 1 semana. Durante esse período, é recomendado fazer o tratamento médico para aliviar os sintomas, assim como identificar a causa da pancreatite, pois pode ser necessário mais algum tipo de tratamento específico.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de pancreatite geralmente pode ser feito apenas com base nos sintomas e histórico clínico de cada pessoa. No entanto, o médico também solicita alguns exames, principalmente exames de sangue para avaliar os níveis de enzimas pancreáticas no sangue, como a lipase, que tende estar em valores muito elevados nos casos de pancreatite. Entenda mais sobre o exame de lipase e os resultados.

Além disso, outros exames, como tomografia computadorizada, ressonância magnética ou ultrassom abdominal, também pode ser requisitados para tentar identificar alguma alteração que possa ser a causa da pancreatite e que precise de um tratamento mais específico.

Possíveis causas de pancreatite

Embora a maior parte dos casos de pancreatite aguda aconteçam devido ao consumo excessivo de álcool ou à presença de pedras na vesícula, outras causas existem:

  • Efeito colateral de algum medicamento;
  • Infecções virais, como caxumba ou sarampo;
  • Doenças autoimunes.

Embora sejam mais raras, estas causas também devem ser investigadas, principalmente se a pancreatite não estiver relacionada com as causas mais comuns.

Como é feito o tratamento

O tratamento para pancreatite aguda deve ser orientado por um gastroenterologista, mas geralmente consiste em internar a pessoa e deixá-la em jejum, sendo hidratada apenas com soro fisiológico na veia. Este procedimento consegue aliviar a dor em cerca de 80% dos casos, pois diminui a atividade do pâncreas, que é muito utilizado na digestão.

Além disso, o médico pode ainda receitar o uso de analgésicos, Paracetamol ou Tramadol, assim como antibióticos, para aliviar os sintomas e evitar novas infecções. Estes remédios podem ser mantidos mesmo quando a pessoa tem alta e regressa a casa.

Em alguns casos, pode ainda ser necessário recorrer a cirurgia para retira pedras da vesícula ou para remover a parte afetada do pâncreas. Nestes casos, o paciente pode desenvolver diabetes, pois o pâncreas é o responsável pela produção de insulina, e, por isso, pode precisar fazer injeções de insulina para o resto da vida. Saiba mais detalhes sobre o tratamento para pancreatite aguda e quando é indicada a cirurgia.

Dieta para pancreatite aguda

A dieta para pancreatite aguda consiste em jejum nos primeiros dias de internamento hospitalar e até que os sintomas estejam controlados com o tratamento médico.  Nos casos mais graves, a pessoa recebe alimentação por meio de sonda. Depois, a alimentação deve ser iniciada gradualmente, dando preferência para:

  • Alimentos ricos em carboidratos e em proteínas magras;
  • Frutas, legumes, verduras e vegetais,
  • Água, chás ou água de coco.

É muito importante que a pessoa não consuma alimentos muito gordurosos, como frituras, bolos ou salgadinhos, pois estes alimentos necessitam das enzimas produzidas pelo pâncreas para serem corretamente digeridos e, nesta fase, o pâncreas deve descansar para se recuperar. Entenda melhor como deve ser a dieta para pancreatite.

Confira também outras dicas no vídeo seguinte:

Bibliografia >

  • NHS. Acute pancreatitis. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/acute-pancreatitis/>. Acesso em 30 Abr 2020
  • NATIONAL INSTITUTE OF DIABETES AND DIGESTIVE AND KIDNEY DISEASES. Pancreatitis. Disponível em: <https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/pancreatitis>. Acesso em 30 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem