Dieta para candidíase: o que comer para combater a infecção

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
abril 2022

Para ajudar a curar a candidíase mais rápido, é recomendado consumir própolis, chá de erva ursina, hortelã ou camomila, e probióticos, como o iogurte e o kefir, por exemplo. Além disso, é recomendado aumentar o consumo de gorduras saudáveis que podem ser encontradas no peixe e no óleo de coco, e consumir verduras e cereais integrais, que fortalecem o sistema imunológico e reduzem a inflamação, sendo útil para tratar a candidíase e prevenir novas infecções.

Também é importante diminuir o consumo de carboidratos e evitar os alimentos doces e bebidas alcoólicas, já que favorecem a multiplicação do fungo Candida albicans, que é o responsável pela candidíase, piorando os sintomas como coceira e corrimento.

No entanto, apesar desses alimentos ajudarem a curar mais rápido a candidíase, é fundamental seguir as indicações do médico para realizar o tratamento adequado.

Alimentos que ajudam a curar a candidíase

Os alimentos que ajudam a curar a candidíase são aqueles fortalecem o sistema imunológico, melhoram a flora intestinal e ajudam no controle do pH vaginal, como:

1. Probióticos

Os alimentos probióticos, como o iogurte natural, o kefir e o kombucha são ricos em bactérias que favorecem a saúde intestinal e melhoram o funcionamento do sistema imunológico, ajudando a diminuir o desenvolvimento de microrganismos patogênicos, prevenindo e controlando a candidíase.

Os probióticos podem também serem consumidos em forma de cápsulas, que devem ser indicadas pelo médico ou nutricionista. Veja mais sobre os probióticos e como consumir.

2. Própolis

O própolis é fabricado pelas abelhas a partir da seiva das árvores e é considerado um ótimo remédio natural para combater a Candida albicans, já que é rico em flavonoides, que atuam aumentando o funcionamento do sistema imune e impedindo o desenvolvimento desse fungo no organismo. O própolis pode ser consumido diariamente em forma de chá, com água e limão ou apenas diluído. Conheça mais sobre o própolis.

3. Ervas naturais

Diversas ervas naturais podem ajudar a controlar o desenvolvimento da candidíase e a diminuir a inflamação, já que podem apresentar atividade antimicrobiana e/ ou anti-inflamatória, como a hortelã, camomila, orégano, tomilho, erva ursina, alecrim, gengibre, canela, anis, coentro, salsa, manjericão, alho e cebola. Essas ervas podem ser consumidas nas refeições ou na forma de chá ou infusão para aproveitar o máximo de suas propriedades. Confira alguns remédios caseiros para candidíase.

4. Gorduras saudáveis

Os ácidos graxos essenciais presentes nos peixes gordurosos, como salmão, atum e cavala, e em outros alimentos como abacate, azeite de oliva, uva e sementes de chia, linhaça e abóbora, reduzem a inflamação no organismo e aumentam a atividade do sistema imune, ajudando a curar mais rápido a candidíase.

Além disso, de acordo com alguns estudos, o óleo de coco contém propriedades que ajudam a reduzir o desenvolvimento da Candida sp., sendo, por isso, um alimento muito útil para inserir na alimentação contra esse tipo de infecção.

5. Cereais integrais

Os cereais integrais possuem seus nutrientes, como as vitaminas e os minerais, conservados, de forma que ajudam a fortalecer o organismo e aumentar as defesas. Assim, pode ser incluído na alimentação pão integral, arroz integral, quinoa, amaranto e aveia, ajudando a combater a candidíase mais rapidamente.

6. Frutas e verduras

É importante o consumo de todos os tipos de verduras, como brócolis, abóbora, cenoura, espinafres, cebola, couve-flor, entre outras, que são ricas em vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes, fortalecendo as defesas do organismo.

As frutas também devem ser consumidas, devendo ser dada a preferência às frutas que possuem menos açúcar, como os mirtilos, morango, pêra, cereja, maçã, goiaba, framboesa, ameixa, melancia, melão e mamão.

Alimentos que pioram a candidíase

Os alimentos proibidos são aqueles ricos em açúcar, pois alteram o pH vaginal, e alimentos industrializados e ricos em conservantes e aditivos químicos, pois pioram a imunidade. Assim, deve-se evitar o consumo de:

  • Açúcar e doces em geral, como xarope de milho, mel, doces, bolos, pudim e suco de frutas;
  • Bebidas: sucos prontos, refrigerantes, bebidas alcoólicas e energéticos;
  • Farinha branca e preparados com levedura, bolos, pães brancos, salgados, biscoitos;
  • Alguns frutos secos, como pistache, nozes e amendoim;
  • Alguns lácteos, principalmente os ricos em lactose, como o leite e os queijos frescos;
  • Frituras e alimentos industrializados, como enlatados, snacks, batata frita, comida congelada, fast-food e caldos concentrados;
  • Carnes processadas, como salsicha, linguiça, bacon, presunto, peito de peru e mortadela.

Além desses alimentos, o estresse, a má qualidade do sono, o uso de antibióticos, anticoncepcionais, corticoides e laxantes podem alterar a flora intestinal ou diminuir a atividade do sistema imune, favorecendo o surgimento da candidíase.

Cardápio para combater candidíase

A tabela a seguir traz o exemplo de um cardápio de 3 dias com alimentos que ajudam a combater a candidíase:

RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da Manhã1 copo de iogurte natural + 1 fatia de pão integral com ovocafé sem açúcar + 2 fatias de pão integral com abacate e tomate1 copo de suco de laranja + 2 ovos mexidos temperados com alho, orégano e tomate
Lanche da manhã1 copo de suco verde com água de coco1 unidade de iogurte natural + 1 colher de chá de sementes de abóboraChá de uva-ursina + 1/2 mamão
Almoço/JantarMacarronada de abobrinha com carne moída e molho de tomate + salada verde com 1 colher de sopa de azeite e oliva4 col de sopa de arroz integral + 2 col de feijão + estrogonofe de frango com molho de tomate e legumes picadosPurê de batata doce + peixe ao forno com legumes regado a azeite
Lanche da tardeChá de camomila + 3 bolachas integrais com húmus1 iogurte de kéfir batido com 5 morangos + 2 col de sopa de aveia em flocos1 iogurte natural com 3 ameixas secas

As quantidades incluídas no cardápio, bem como sua composição, podem variar de acordo com a idade, gênero e estado de saúde da pessoa, e, por isso, é importante que o nutricionista seja consultado para que seja indicado o melhor plano nutricional.

Esta dieta para candidíase deve ser seguida por no pelo menos 3 meses para alcançar os resultados pretendidos de melhora dos sintomas e prevenção de novas crises, e não exclui o uso de medicamentos receitados pelo médico.

Confira mais dicas no vídeo a seguir do que comer para combater a candidíase mais rápido:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em abril de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em abril de 2022.
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • Como CURAR NATURALMENTE a candidíase

    06:24 | 1932229 visualizações