Dieta do tipo sanguíneo: o que é, como funciona e o que comer

novembro 2021
  1. Dieta do sangue A
  2. Dieta do sangue B
  3. Dieta do sangue AB
  4. Dieta do sangue O

A dieta do tipo sanguíneo é um tipo de alimentação onde se deve consumir os alimentos de acordo com cada grupo sanguíneo, como o A, B, AB ou O, associados à prática de exercícios físicos específicos, que podem melhorar a digestão e o metabolismo, ajudando no emagrecimento.

O criador da dieta, o médico norte americano Peter d'Adamo, também afirma que a dieta melhora o sistema imunológico e diminui os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue, ajudando a prevenir doenças, como infarto, aterosclerose ou derrame.

No entanto, a dieta do tipo sanguíneo ainda não possui comprovação científica. Por isso, é recomendado sempre passar por uma consulta com um nutricionista para que seja feita uma avaliação do estado de saúde geral e um plano alimentar individualizado.

Como funciona a dieta

Segundo o Dr. Peter d'Adamo, cada tipo sanguíneo possui suas características, hábitos alimentares de antepassados e, por isso, uma dieta específica poderia melhorar a digestão, a saúde e diminuir o risco de doenças.

Por isso, quem possui o tipo sanguíneo A precisa comer mais vegetais, frutas e legumes. As pessoas do tipo sanguíneo B devem priorizar o leite e derivados e as do grupo AB devem fazer uma dieta contendo os alimentos do grupo A e do grupo B. Já pessoas do tipo sanguíneo O, precisam consumir mais proteína animal.

Além disso, ele também defende que, de acordo com os alimentos podem causar alterações na saliva, no estômago e no intestino. Por isso, para cada tipo sanguíneo, os alimentos são considerados como:

  • Benéficos, que são alimentos que evitam e curam doenças;
  • Neutros, que não causam e não curam doenças;
  • Nocivos, que são alimentos que podem causar doenças.

Além da dieta, é recomendado também realizar atividade física regularmente, de acordo com o tipo de sangue da pessoa, que varia entre exercícios leves, como meditação, e exercícios mais intensos, como corrida.

Dieta do sangue A

As pessoas com sangue tipo A, também conhecidas como “fazendeiros”, devem priorizar uma dieta rica em vegetais, frutas e leguminosas, pois, segundo o Dr. Peter, essas pessoas têm mais dificuldades em digerir as proteínas animais, necessitando de alimentos de fácil digestão.

A tabela a seguir contém os alimentos benéficos e neutros, que podem ser consumidos e à vontade, e os alimentos nocivos, que devem ser evitados por pessoas do grupo sanguíneo A:

Grupos de alimentos

Benéficos e neutros

Nocivos

Peixes e frutos do mar

Bacalhau, atum, cação, pescada, tainha, vermelho, carpa, espada, pargo, salmão, sardinha, truta, merluza e carpa

Camarão, caranguejo, lagosta, linguado, arenque, lula, marisco e ostra.

Carnes brancas

Frango, peru e avestruz

 

Carnes vermelhas

 

Bacon, búfalo, coração, fígado e carne de boi

Ovos

Ovo de galinha, de pata e de gansa

 

Leguminosas

Favas, feijão preto, feijão azuki, feijão branco, lentilha, soja, vagem e lentilha

Grão de bico

Gorduras saudáveis

Azeite, nozes, amendoim, linhaça, manteiga de amendoim, óleo de amêndoa, de canola, de girassol, de gergelim e de soja, amêndoas, avelã, castanha, macadâmia, tahini, noz pecã e semente de gergelim

Castanha do Pará, Castanha de caju, pistache, óleo de coco e óleo de milho.

Leite e derivados

Iogurte, queijo muçarela, ricota, queijo feta e queijo de cabra

Leite de vaca, manteiga; queijos gordos, como brie, queijo azul, camembert, cheddar e gouda; requeijão e sorvete

Leite e derivados vegetais

Leite de soja, leite de arroz, tofu, leite de cabra e leite de amêndoas e queijo de amêndoas

 

Cereais

Arroz de qualquer tipo, aveia, farelo de aveia, amaranto, farinha de arroz, trigo sarraceno, centeio, pão de centeio, cevada, espelta, malte, milho, quinoa, tapioca e farinha de trigo branca

Farelo de trigo e gérmen de trigo

Vegetais

Abobrinha, agrião, alface, algas, aspargos, beterraba, cogumelos, couve de Bruxelas, couve-flor, ervilha, folhas de mostarda, pepino, rabanete, rúcula; quiabo, taioba, abóbora, acelga, aipo, alcachofra, alho, alho poró, brócolis, cebolinha, cenoura, chicória, couve, espinafre, nabo, cebola, alfafa e endívia

Batata, batata doce, batata baroa, aipim, inhame, picles, chucrute, alcaparra, azeitona, repolho e ruibarbo

Frutas

Abacate, caqui, abacaxi, ameixa, mirtilos, cereja, figo, limão, amora, damasco, framboesa, goiaba, kiwi, maçã, melancia, carambola, morango, pêssego, pera, romã, uvas, uva passa e tâmara

Laranja, melão e mamão

Bebidas

Café, vinho tinto, chá verde e vinho branco

Bebidas destiladas, como uísque, vodka e aguardente, refrigerantes e chá preto

Ervas, condimentos e açúcares

Açafrão, gengibre, sálvia, alecrim, alfarroba, manjericão, baunilha, canela, cardamomo, coentro, cominho, cravo, curry, estragão, hortelã, louro, mel, mostarda em pó, noz moscada, orégano, páprica, sal marinho, tomilho, açúcar branco ou mascavo, estévia, frutose, guaraná e chocolate

Aspartame, gelatina, ketchup, maionese, molho inglês, glutamato monossódico, vinagre e pimenta

Na alimentação para pessoas do tipo sanguíneo A, o leite e os derivados podem ser consumidos, mas em pequenas quantidades, assim como os ovos, podendo ser uma fonte de proteína complementar.

De acordo com o criador da dieta, as pessoas com o sangue do tipo A também devem praticar atividade física regularmente, de preferência ao ar livre e relaxantes, como ioga, meditação ou caminhada, de 3 a 4 vezes por semana, com duração entre 30 a 45 minutos.

Dieta do sangue B

As pessoas com o tipo sanguíneo B, também chamadas de “nômades”, devem priorizar o leite e derivados para terem mais energia e conseguem digerir melhor as gorduras de forma geral.

A tabela a seguir indica os alimentos benéficos, os neutros e os alimentos nocivos, ou seja, aqueles que devem ser evitados por pessoas com o tipo sanguíneo B:

Grupos de alimentos

Benéficos e neutros

Nocivos

Peixes e frutos do mar

Perca, sardinha, bacalhau, badejo, cavala, caviar, garupa, hadoque, linguado, pargo e salmão

Camarão, caranguejo, anchova, enguia, lagosta, marisco, mexilhão, ostra, pescada e polvo

Carnes brancas

Coelho, avestruz e peru

Codorna, frango, pato, galinha d’angola e gansa

Carnes vermelhas

Bode, búfalo, carneiro, cordeiro, carne de vaca e fígado

Bacon

Ovos

Ovo de galinha

Ovo de codorna, de pata, de ganso e ovas de salmão

Leguminosas

Feijão branco, feijão mulatinho e favas

Feijão azuki, feijão fradinho, feijão preto, grão de bico, lentilha e soja

Gorduras saudáveis

Amêndoa, castanha do Pará, macadâmia, nozes, noz pecã, semente de linhaça, azeite de oliva, óleo de amêndoa, óleo de linhaça e óleo de nozes

Amendoim, avelã, castanha de caju, manteiga de amendoim, pistache, semente de abóbora, semente de papoula, óleo de amendoim, óleo de coco, óleo de gergelim, óleo de girassol, óleo de milho, óleo de canola e óleo de soja

Leite e derivados

leite de cabra, de vaca, iogurte, manteiga, queijo de cabra, muçarela, cottage, queijo feta, ricota, brie, gouda e requeijão

Blue cheese e sorvete

Leite e derivados vegetais

Leite de amêndoa e leite de arroz

Tofu, leite de soja e leite de coco

Cereais

Farinha e farelo de arroz, aveia, espelta, cevada, malte, pão sem glúten, araruta e pão de trigo germinado

Farinha de centeio, trigo sarraceno, trigo, farelo de trigo, germe de trigo, farinha de glúten, fubá, milho, pão de centeio e pipoca

Vegetais

Batata doce, beterraba, brócolis, cenoura, cogumelo,couve, couve de Bruxelas, folha mostarda, berinjela, couve-flor, inhame, pimentão, repolho, abobrinha, agrião, aipo, alcaparra, alface, alga marinha, alho, alho-poró, aspargo, brotos, cebola, chicória,endívia, espinafre, pepino e rúcula

Azeitona preta, azeitona verde, tomate e rabanete 

Frutas

Abacaxi, ameixa, amora, mirtilo, banana, mamão, uvas, cereja, damasco, figo, framboesa, goiaba, kiwi, laranja, limão, maçã, manga, melão, pera, pêssego, tâmara e tangerina

Abacate, caqui, romã e carambola

Bebidas

Chá verde, cerveja, vinho branco e vinho tinto

Refrigerantes

Ervas, condimentos e açúcares

Gengibre, curry, salsa, açafrão, alecrim, alfarroba, anis, alfavaca, cardamomo, cebolinha, pimenta chilli, chocolate, cravo, coentro, hortelã, louro, maionese, mel, manjerona, mostarda, orégano, páprica, pimenta, sal marinho e sálvia

Aspartame, glutamato monossódico, ketchup, vinagre, canela, xarope de milho, guaraná, maltodextrina e molho shoyu

Além da dieta, o Dr. Peter d'Adamo também recomenda para as pessoas com o tipo sanguíneo B a prática de exercícios físicos equilibrados, de intensidade leve, como meditação,e de alta intensidade, como musculação, de 2 a 3 vezes por semana, com duração entre 25 a 30 minutos.

Dieta do sangue AB

Pessoas com o perfil chamado pelo Dr Peter de “enigma”, ou seja, quem possui o tipo sanguíneo AB,  necessita de uma dieta equilibrada, sendo que a alimentação desse grupo é baseada tanto na dieta do grupo sanguíneo A quanto do grupo B.

A tabela a seguir indica os alimentos benéficos e neutros, que podem ser consumidos e à vontade, e os nocivos, que são os alimentos que devem ser evitados por pessoas do grupo sanguíneo AB:

Grupos de alimentos

Benéficos e neutros

Nocivos

Peixes e frutos do mar

Atum, arenque, bagre, cação, cavala, escargot, salmão, sardinha, vermelho, bacalhau, pargo, lula, mexilhão, perca, pescada, vieira, tainha e tilápia

Anchova, badejo, caranguejo, hadoque, linguado, ostra, polvo, rã, camarão e lagosta

Carnes brancas

Peru, coelho e avestruz

Frango, galinha d'angola, pato e ganso

Carnes vermelhas

Carneiro, cordeiro e fígado

Bacon, presunto, carne de porco, búfalo, coração e carne de vaca

Ovos

 

Ovo de pata, ova de salmão e ovo de codorna

Leguminosas

Soja, feijão branco e vagem

Feijão azuki, feijão fradinho, feijão mulatinho, feijão preto, grão de bico e lentilha

Gorduras saudáveis

Amendoim, nozes, manteiga de amendoim, amêndoa, macadâmia, noz pecã, azeite de oliva, óleo de canola, óleo de soja e óleo de linhaça

Avelã, tahini,semente de abóbora, semente de gergelim, semente de girassol, semente de linhaça, semente de papoula, óleo de gergelim, óleo de girassol, óleo de milho e óleo de coco

Leite e derivados

Iogurte, leite de vaca desnatado, queijo de cabra, ricota, muçarela, leite de cabra, cottage, queijo feta, manteiga de búfala, queijo cheddar, queijo gouda e requeijão

Queijo Brie, blue cheese, creme de leite, manteiga, queijo parmesão, provolone, sorvete e leite de vaca integral

Leite e derivados vegetais

Leite de arroz, tofu, leite de amêndoa, leite de soja e queijo de amêndoa,

 

Cereais

Amaranto, arroz de todos os tipos, aveia, espelta, farinha de centeio, cevada, farinha de glúten, malte, quinoa, farelo de trigo, araruta, germe de trigo, e pão de trigo germinado

Fubá, milho, pipoca, sorgo, tapioca, trigo sarraceno e farinha de trigo refinada escura

Vegetais

Alho, batata doce, inhame, beterraba, brócolis, couve, couve-flor, pepino, aipo, berinjela, broto de alfafa, inhame, folha de mostarda, abóbora, abobrinha, acelga, agrião, alface, alho poró, aspargo, cebola, cenoura, chicória, ervilha, escarola, nabiça, nabo, quiabo, repolho, rúcula e tomate

Alcachofra, azeitona preta, pimentão, rabanete, alcaparra, cogumelo shiitake e picles

Frutas

Abacaxi, ameixa, cereja, figo, uva, limão, mirtilo, amora, damasco, maçã, mamão, melancia, melão, morango, nectarina, pera, pêssego, tangerina, tâmara e uva

Abacate, banana, caqui, goiaba, kiwi, romã, marmelo, carambola, coco, laranja e manga

Bebidas

Chá verde, água com gás, vinho branco e vinho tinto

Café, refrigerantes e cerveja

Ervas, condimentos e açúcares

Dente-de-leão, coentro, raiz forte, curry, salsa, açafrão, açúcar,  alecrim, alfarroba, alfavaca, canela, baunilha, cardamomo, cebolinha, chocolate, cominho, cúrcuma, endro, estévia, estragão, hortelã, louro, maionese, manjericão, mel, menta, shoyu, mostarda, noz-moscada, tomilho e sálvia

Anis, aspartame, dextrose, maltodextrina, gelatina, guaraná, ketchup, molho inglês, pimenta, vinagre e glutamato monossódico

Segundo o Dr. Peter, as pessoas com o tipo sanguíneo AB também devem praticar exercícios leves, como hatha yoga e meditação, 2 vezes na semana e exercícios de alta intensidade, como corrida, bicicleta e crossfit, 3 vezes na semana e com duração de 45 a 60 minutos.

Dieta do sangue O

Por terem maior facilidade para digerir todos os tipos de carne e de gordura, a alimentação do grupo sanguíneo O, conhecidos também por “caçadores”, deve ser rica em proteínas de origem animal. Além disso, é indicado evitar o consumo de leite e derivados, já que podem causar ganho de peso, inflamação e cansaço.

A tabela a seguir contém os alimentos benéficos, neutros, que podem ser ingeridos à vontade, e nocivos, que são aqueles que podem ser evitados por pessoas do grupo sanguíneo O:

Grupos de alimentos

Benéficos e neutros

Nocivos

Peixes e frutos do mar

Bacalhau, perca, linguado, vermelho, truta, arenque, atum, badejo, cação, camarão, carpa, cavala, caviar, hadoque, lagosta, marisco, ostra, salmão, pescada, sardinha, tainha, truta e vieira

Lula, polvo, rã, bagre, caranguejo, manjuba e mexilhão 

Carnes brancas

Avestruz, carne de coelho, frango, carne de ganso, galinha d’angola, pato e peru

 

Carnes vermelhas

Carne de búfalo, carneiro, cordeiro, fígado, carne de vaca, carne de bode e coração

Carne de porco, bacon e presunto 

Ovos

Ovo de galinha,e ovo de pata

Ovo de codorna e ova de salmão

Leguminosas

Feijão azuki, feijão preto e vagem

Feijão mulatinho, feijão fradinho, lentilha, fava, soja, feijão vermelho e grão de bico

Gorduras saudáveis

Nozes, semente de abóbora, semente de linhaça, amêndoa, avelã, macadâmia, tahini, noz pecã, semente de gergelim, azeite de oliva, óleo de gergelim, óleo de amêndoa e óleo de nozes

Amendoim, castanha de caju, castanha do Pará, manteiga de amendoim, pistache, semente de girassol, semente de papoula, óleo de coco, de girassol, de canola, de milho e de soja

Leite e derivados

Manteiga de búfala

Leite de vaca, queijo brie, creme de leite, iogurte, kefir, queijo cheddar, cottage, queijo minas, parmesão, provolone, ricota, requeijão, sorvete, leite de cabra, muçarela, queijo de cabra e queijo feta.

Leite e derivados vegetais

 

Leite de amêndoa, leite de soja, tofu e leite de coco

Cereais

Pão de trigo germinado, araruta, amaranto, arroz de todos os tipos, farinha de centeio, quinoa e teff

Trigo, milho, cevada, fubá, glúten, malte, milho,  pipoca, sorgo, aveia, tapioca e trigo sarraceno

Vegetais

Alga marinha, cebola, chicória, couve, espinafre, abóbora, acelga, alcachofra, batata doce, brócolis, escarola, nabo, quiabo, abobrinha, agrião, aipo, alface, alho, aspargo, beterraba, broto de bambu, cenoura, ervilha, endívia, pimentão, rabanete, repolho e tomate

Batata inglesa, alho poró, azeitona, broto de alfafa, cogumelos, couve flor, pepino,  picles, taioba, alcaparra, alface romana, folha de mostarda, berinjela, chucrute e couve de Bruxelas

Frutas

Ameixa, abacaxi, amora, banana, caqui, carambola, figo, framboesa, goiaba, manga, limão, mamão, marmelo, melancia, melão (exceto o cantaloupe), nectarina, pera, pêssego, romã, tâmara e uva

Abacate, cereja, kiwi, laranja, melão cantaloupe, tangerina, damasco, maçã e morango

Bebidas

Chá verde, vinho branco e vinho tinto

Café, bebidas destiladas, como uísque, vodka e aguardente, refrigerantes, cerveja e chá preto

Ervas, condimentos e açúcares

Dente de leão, raiz forte, cebolinha, coentro, funcho, gengibre, alfarroba, cúrcuma, curry, salsa, açafrão, alecrim, alfavaca, cardamomo, chilli em pó, chocolate, cravo, erva doce, gelatina, hortelã, louro, manjericão, mostarda, orégano, páprica, sal marinho e tomilho

Aspartame, dextrose, glutamato monossódico, guaraná, ketchup, pimentas, maltodextrina, vinagre, xarope de milho, canela, noz moscada, açúcar, baunilha, estévia, maionese, mel, shoyu, molho inglês e sálvia

Além disso, as pessoas do grupo sanguíneo precisam praticar exercícios aeróbicos, como corrida e andar de bicicleta com duração de 30 a 45 minutos, pelo menos 4 vezes na semana.

A dieta do tipo sanguíneo funciona?

A dieta do tipo sanguíneo pode ajudar na perda de peso e emagrecimento, pois é baseada em uma dieta saudável, balanceada, e associada à atividade física. No entanto, não existe comprovação científica de que esse tipo de dieta melhora a digestão, melhora a energia ou a saúde.

Além disso, essa dieta pode não ser muito prática, pois as pessoas do tipo sanguíneo O precisam comer proteína animal diariamente, o que é impossível para uma pessoa vegetariana, por exemplo.

Por isso, se desejar fazer uma dieta para perder peso ou para auxiliar o tratamento de algum problema de saúde, é aconselhado sempre passar em uma consulta com um nutricionista antes, para fazer uma avaliação completa e elaborar um plano nutricional adaptado às necessidades individuais.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em novembro de 2021.

Bibliografia

  • ASHTON Nick. ABO Genotype, ‘Blood-Type’ Diet and Cardiometabolic Risk Factors. Plos One. Vol 9. 1 ed; 1-9, 2014
  • CUSAK Leila et al. Blood type diets lack supporting evidence: a systematic review. The American Journal of Clinical Nutrition. Vol 98. 1 ed; 99-104, 2013
Mostrar bibliografia completa
  • D'ADAMO, Peter. Viva melhor com a dieta do tipo sangüíneo. 16ª ed. Brasil: Campus, 2001. 140-339.
  • WANG, Jingzhou et al. ABO Genotype Does Not Modify the Association between the "Blood-Type" Diet and Biomarkers of Cardiometabolic Disease in Overweight Adults. Journal of Nutrition i. Vol.148. 4.ed; 518-525, 2018
  • HAVARD HEALTH PUBLISHING. Diet not working? Maybe its not your type. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/blog/diet-not-working-maybe-its-not-your-type-2017051211678>. Acesso em 05 nov 2021
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Emagrecer com Saúde

    03:12 | 438969 visualizações