Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Desenvolvimento do bebê - 20 semanas de gestação

Semana de gestação: 20 semanas

Equivale ao mês: 3ª semana do 5º mês

Equivale aos dias: 134 a 140 dias de gestação

Na 20ª semana de gestação, todos os órgãos do bebê já estão formados e continuam a amadurecer até o nascimento, a vernix caseosa continua a se formar sobre a pele do bebê que nesta fase já é mais rosada. O sistema nervoso do bebê já está mais desenvolvido permitindo o bebê a controlar seus movimentos, que já podem ser sentidos pela mulher, e as áreas do cérebro responsáveis pela memória e funções cerebrais continuam a se desenvolver. 

Durante essa semana, os sintomas de aumento do apetite e desejo por determinados alimentos podem continuar, e podem surgir congestão nasal ou nariz entupido, cãibras nas pernas e vontade frequente de urinar. 

Nesta semana da gestação, o médico deve indicar o ultrassom morfológico para verificar e avaliar o desenvolvimento do bebê.

Desenvolvimento do bebê - 20 semanas de gestação

Desenvolvimento do bebê

Na 20ª semana da gestação, todo o corpo e os órgãos do bebê já estão formados e vão amadurecer até o fim da gestação. Nesta fase, o bebê começa a ganhar peso devido ao desenvolvimento do tecido adiposo, que também é responsável por armazenar e fornecer energia ao feto e irá controlar a temperatura do corpo do bebê quando nascer. 

A vernix caseosa sobre a pele do feto continua a se formar, tornando-se cada vez mais espessa até o nascimento do bebê e sua pele também já está mais rosada.

O sistema nervoso do bebê está mais desenvolvido e permitindo que coordene pequenos movimentos com as mãos, além de rolar e virar-se dentro da barriga, sendo esses movimentos sentidos pela mulher. As áreas especializadas no cérebro do bebê continuam a se desenvolver com células nervosas responsáveis ​​pelo olfato, paladar, audição, visão e tato, e outros neurônios responsáveis pela memória e funções cerebrais continuam a se formar. 

Os rins do bebê já produzem cerca de 10 mL de urina por dia e os intestino produzem o mecônio que são as fezes compostas por mucos, enzimas digestivas e sais biliares, que são eliminados no líquido amniótico. 

Tamanho do bebê

O tamanho do feto com 20 semanas de gestação é de cerca de 17 centímetros, sendo equivalente ao tamanho de uma banana. 

Mudanças no corpo da mulher

Na 20ª semana de gravidez, a mulher pode continuar sentindo mais apetite e vontade de comer determinados alimentos, e podem surgir sintomas de congestão nasal ou nariz entupido, cãibras nas pernas e vontade frequente de urinar, devido ao peso que o útero exerce sobre a bexiga.

Com o aumento da barriga e por a pele estar esticando, é comum sentir coceira na barriga, o que pode favorecer o aparecimento de estrias. Além disso, devido às alterações hormonais normais da gravidez, os mamilos, a região genital e as sardas podem ficar mais escurecidos, mas voltam a cor normal após o nascimento do bebê. 

As mamas já estão maiores e também podem ficar mais sensíveis devido ao aumento das glândulas produtoras de leite que se preparam para a amamentação futura.

Nesta fase da gestação, é normal a mulher ter engordado cerca de 6 Kg, sendo importante controlar a alimentação para não aumentar o peso mais do que 0,5 Kg por semana para ter uma gravidez saudável. 

Cuidados durante a 20ª semana

Na 20ª semana da gestação, alguns cuidados são importantes para ajudar a aliviar os desconfortos que podem surgir como: 

  • Aumento do apetite: fazer pequenos lanches saudáveis durante o dia, incluindo frutas, nozes, queijo e vegetais cortados, que são fáceis de preparar e nutritivos. Além disso, deve-se evitar doces, frituras e junk food pois possuem muitas calorias e não fornecem nutrientes para a mulher e o bebê. Saiba como fazer uma alimentação saudável na gravidez;
  • Congestão nasal ou nariz entupido: dormir com a cabeça elevada sobre um ou dois travesseiros extras, evitar poluentes ambientais como fumaça, pólen, ácaros e fumaça de cigarro, usar um umidificador no ambiente ou usar uma solução salina nas narinas, desde que recomendadas pelo médico, podem ajudar a reduzir esse desconforto;
  • Vontade frequente de urinar: não prender a urina, pois deixar a urina retida na bexiga pode aumentar o risco de infecção urinária;
  • Cãibras nas pernas: fazer um pouco de exercício físicos, alongando suavemente a panturrilha, massagear a panturrilha, aplicar compressas quentes, ou utilizar suplementos como cálcio, magnésio ou vitamina B recomendados pelo médico, podem ajudar a diminuir as cãibras. Além disso, é importante manter o corpo hidratado, tomando pelo menos 8 copos de água por dia, para ajudar a melhorar a circulação sanguínea nas pernas e evitar as cãibras; 
  • Estrias: passar óleo de amêndoas na barriga ou hidratantes próprios para usar gravidez recomendados pelo médico, podem ajudar a aliviar a coceira associadas à pele esticada e evitar o aparecimento de estrias.

É importante seguir todas as recomendações médicas durante a gravidez, fazendo uma alimentação saudável e nutritiva, incluindo frutas, verduras e legumes frescos, e exercícios físicos para ajudar a controlar o aumento de peso. Além disso, deve-se realizar as consultas pré-natais, tomar ácido fólico e os suplementos indicados pelo obstetra e evitar o uso de remédios por conta própria. Saiba como é feito o pré-natal.

Principais exames

Na 20ª semana da gestação até a 24ª semana, o obstetra pode indicar o ultrassom morfológico para identificar a fase do desenvolvimento do bebê e avaliar possíveis anormalidades no feto como doenças ou malformações. Saiba como é realizado o ultrassom morfológico.

Confirme em que mês da gravidez está inserindo aqui os seus dados:

Erro
help
Imagem que indica que o site está carregando

Sua gravidez por trimestre

Para facilitar a sua vida e você não perder tempo procurando, separamos toda a informação que você precisa por cada trimestre de gestação. Em que trimestre você está?

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NISHJIMA, Koji; et al. Biology of the vernix caseosa: A review. J Obstet Gynaecol Res. 45. 11; 2145-2149, 2019
  • SARR, O.; YANG, K.; REGNAULT, T. R. In Utero Programming of Later Adiposity: The Role of Fetal Growth Restriction. J Pregnancy. 2012. 134758, 2012
  • DZIECIOLOWSKA-BARAN, Edyta; et al. Rhinitis as a Cause of Respiratory Disorders During Pregnancy. Respiratory Regulation - Clinical Advances. 755. 213-220, 2012
  • Committee Opinion No. 548. Weight Gain During Pregnancy. Obstetrics & Gynecology. 121. 1; 210-212, 2013
  • SUPAKATISANT, Chayanis; PHUPONG, Vorapong. Oral magnesium for relief in pregnancy‐induced leg cramps: a randomised controlled trial. Maternal & Child Nutrition. 11. 2; 139-145, 2015
  • ZHOU, Kunyan; et al. Interventions for leg cramps in pregnancy. Cochrane Database Syst Rev. 8. CD010655, 2015
  • PARDI, Giorgio; CETIN, Irene. Human fetal growth and organ development: 50 years of discoveries. American Journal of Obstetrics and Gynecology. 194. 1088–1099, 2006
  • LINDE, Anders; et al. Fetal movement in late pregnancy – a content analysis of women’s experiences of how their unborn baby moved less or differently. BMC Pregnancy and Childbirth. 16. 127; 1-7, 2016
Mais sobre este assunto:

Carregando
...