O que você precisa saber?

Saiba quais são os avanços em relação a Cura da AIDS

Existem diversas pesquisas científicas em busca da cura da AIDS a ao longo dos anos, houveram muitos avanços e algumas pessoas conseguiram eliminar completamente o vírus HIV do sangue, ficando aparentemente curadas.

Estas continuam realizando exames periodicamente para que os investigadores saibam o que aconteceu em seu corpo e possam replicar a terapia em todas as pessoas infectadas com o vírus HIV.

Células de defesa atacando vírusCélulas de defesa atacando vírus

Mas apesar dos avanços, os tratamentos utilizados ainda não podem ser replicados para serem utilizados em outras pessoas por diversos motivos, que podem colocar a vida da pessoa em risco. Por isso, pesquisadores de todo o mundo estão envolvidos em pesquisas em busca da cura definitiva da AIDS.

Alguns avanços em relação a cura do HIV são:

1. Tratamento com Vacina e Vorinostat

Uma vacina que ajuda o corpo a reconhecer as células infectadas com HIV quando combinada com um medicamento chamado Vorinostat, que ativa as células que estão 'adormecidas' no corpo, pode ser uma nova arma de combate ao HIV.

Numa pesquisa realizada no Reino Unido um paciente foi capaz de eliminar completamente o vírus HIV, mas os outros 49 participantes não tiveram o mesmo resultado e por isso são necessárias mais pesquisas sobre sua atuação até que se possa desenvolver um protocolo de tratamento que seja capaz de ser aplicado em todo o mundo. E por isso mais pesquisas serão realizadas nesse sentido nos próximos anos.

2. Tratamento com células-tronco

Um outro tratamento, com células-tronco também já foi capaz de eliminar o vírus HIV, mas como ele envolvia procedimentos muito complexos, não pode ser utilizado em larga escala porque este é um tratamento complicado e muito arriscado, pois cerca de 1 a cada 5 transplantados morre durante o procedimento.

Thimothy Ray Brown foi o primeiro paciente que alcançou a cura da AIDS após ser submetido a um transplante de medula óssea para o tratamento de uma leucemia e depois do procedimento sua carga viral foi diminuindo cada vez mais até que os últimos exames confirmaram que atualmente ele é HIV negativo e pode-se dizer que ele é o primeiro homem a ser curado da AIDS em todo o mundo.

Thimothy recebeu células-tronco de um homem que possuía uma mutação genética que somente cerca de 1% da população do norte da Europa possui: A ausência do receptor CCR5, que o torna naturalmente resistente ao vírus da AIDS. Isto fez com que o paciente não produzisse mais células infectadas pelo HIV e, com o tratamento, as células que já estavam infectadas foram eliminadas.

Porque a AIDS não tem cura

A AIDS é uma doença grave que ainda não tem uma cura definitiva, mas existem tratamentos que conseguem prolongar a vida e combater as infecções oportunistas, melhorando a qualidade de vida da pessoa. 

Atualmente o tratamento da AIDS é feito com a toma de um coquetel de medicamentos, que apesar de não conseguir eliminar completamente o vírus HIV do sangue, consegue aumentar a expectativa de vida do indivíduo. Saiba mais sobre este coquetel em: Tratamento da AIDS.

Basicamente, a cura definitiva da AIDS ainda não foi descoberta porque o vírus HIV replica-se sempre de forma diferente e os medicamentos que, inicialmente, parecem travá-lo, com o passar do tempo "perdem" seu efeito. Mas acredita-se que a cura da AIDS pode estar relacionada a ativação correta do sistema imune, e pode surgir quando o corpo da pessoa for capaz de identificar o vírus HIV e todas as suas mutações, podendo eliminá-los completamente.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...